Últimas:
Setúbal e litoral alentejano com chuva forte – RÁDIO TDS
Siga-nos

Sociedade

Setúbal e litoral alentejano com chuva forte

Chuva, vento e forte ondulação

Publicado

em

Mau tempo em Setúbal e litoral alentejano na quinta e sexta-feira

A previsão de agitação marítima, precipitação e vento forte colocam a região de Setúbal sob aviso amarelo na quinta e sexta-feira, o que leva a Proteção Civil a recomendar que as populações adotem comportamentos adequados para evitarem situações de risco.

Para quinta-feira, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera prevê que a precipitação seja por vezes forte, entre as 12h00 e as 21h00, e que o vento sopre de sul/sudoeste com rajadas até 75 km/h, entre as 14h00 e as 21h00, enquanto o mar registará ondulação de quatro a cinco metros entre as 15h00 de quinta-feira e as 06h00 de sábado, primeiro de sudoeste e depois de oeste/noroeste.

A Proteção Civil recorda que a precipitação, vento forte e agitação marítima podem provocar inundações em zonas urbanas, instabilidade de vertentes que conduzam a deslizamentos ou derrocadas, formação de lençóis de água nas estradas, arrastamento de objetos soltos para as vias rodoviárias ou desprendimento de estruturas que podem causar acidentes com veículos em circulação ou transeuntes na via pública.

Alerta ainda para a possibilidade de ocorrerem acidentes na orla costeira, devido à forte agitação marítima, e de a população sentir desconforto térmico pela conjugação de uma temperatura mínima baixa com vento.

Para minimizar o eventual impacte destes efeitos, a população deve adotar comportamentos adequados e medidas preventivas, como garantir que os sistemas de escoamento das águas da chuva estejam desobstruídos e que estruturas soltas, como andaimes ou placards, estejam adequadamente fixados.

Devido ao vento forte, é indicada uma particular atenção para a possibilidade de queda de ramos e árvores, enquanto, devido à agitação marítima, é aconselhado que se evite a circulação e permanência junto da orla costeira e em zonas ribeirinhas historicamente mais vulneráveis a galgamentos costeiros.

Ainda devido à agitação marítima, a Proteção Civil aconselha que não se pratiquem atividades relacionadas com o mar, como pesca desportiva, desportos náuticos e passeios à beira-mar, e que seja evitado o estacionamento de veículos próximos da orla marítima.

Na estrada, os condutores devem adotar uma condução defensiva, com redução da velocidade e atenção à eventual formação de lençóis de água nas vias, bem como não atravessar zonas inundadas, de modo a evitar que pessoas ou viaturas sejam arrastadas para buracos no pavimento ou caixas de esgoto abertas.

A população deve ainda permanecer atenta às informações da meteorologia e às indicações da Proteção Civil e das forças de segurança

Continuar a ler
Publicidade
x
error: O conteúdo está protegido!!