Pensionistas e reformados mais carenciados vão ter mais apoios do Governo

Estimated read time 2 min read

Pensionistas e reformados,

Pensionistas e reformados mais carenciados vão ter mais apoios do Governo

Foi a pensar nos pensionistas e reformados, que ontem, quinta feira, o primeiro-ministro, Luís Montenegro, anunciou três medidas que têm o objetivo de aumentar os rendimentos mensais destas pessoas mais vulneráveis.

Depois de uma reunião de Conselho de Ministros, em que estas ideias foram expostas e aprovadas, Montenegro explicou aos meios de comunicação que a Governo decidiu aumentar a 100% a comparticipação dos medicamentos com receita médica para os beneficiários do Complemento Solidário.

Uma comparticipação que até então estava fixada em 50% e que agora vai chegar até 145 mil pensionistas e reformados.

Outra das medidas prende-se com o Complemento Solidário para Idosos (CSI). O Governo vai aumentar o valor do complemento de 550 euros para 600 euros, ou seja, um aumento de 50 euros.

Por fim e ainda referente ao CSI, os idosos podem candidatar-se, a partir de agora, de forma independente sem terem que comprovar os rendimentos dos filhos.

Um Complemento que é pago mensalmente em dinheiro e que é destinado aos idosos com baixos recursos e aos pensionistas de invalidez sem Prestação Social para a Inclusão.