Assembleia-Geral da Comissão Arco Atlântico reúne em Sines

Estimated read time 3 min read

Sines

Assembleia-Geral da Comissão Arco Atlântico em Sines

Sines vai receber nos próximos dias 9 e 10 de abril a Assembleia-Geral de 2024 da Comissão Arco Atlântico da Conferência das Regiões Periféricas Marítimas (CRPM).

A CCDR Alentejo I.P. é membro da CRPM desde 1982 e membro da Comissão Arco Atlântico desde 1989 e tem participa nos vários grupos de trabalho da Comissão Arco Atlântico, contribuindo nomeadamente para a cooperação nos domínios da inovação, da economia azul e do desenvolvimento turístico.

Graças às suas políticas em matéria de economia azul e de desenvolvimento turístico, a CCDR Alentejo I.P. tem promovido a cooperação europeia através da participação dos intervenientes regionais em vários projetos e iniciativas a nível transfronteiriço e transnacional.

Recorde-se que a Conferência das Regiões Periféricas Marítimas (CRPM) reúne 150 Regiões de 24 Estados da União Europeia e não só. Representando cerca de 200 milhões de pessoas defendendo um desenvolvimento mais equilibrado do território europeu.

A Comissão Arco Atlântico (CAA) é uma das seis comissões geográficas da CRPM que reúne as Regiões da bacia atlântica, do sul de Espanha à Irlanda. Inclui igualmente membros não comunitários, como o País de Gales, que é um membro histórico da CRPM, e o Quebeque, que aderiu recentemente à CAA na qualidade de membro associado.

A Comissão Arco Atlântico da CRPM assegura que os interesses comuns às Regiões atlânticas são representados e promovidos na UE, centrando-se nos grandes desafios comuns, como a implantação de energias marinhas renováveis, a pesca e a aquicultura sustentáveis, a poluição oceânica, a inovação, os transportes, a cooperação transatlântica, o turismo e a cultura,  criando sinergias neste espaço.

A presidência da Comissão Arco Atlântico é atualmente exercida por Íñigo Urkullu Renteria, Presidente do Governo Basco (Espanha), e a primeira vice-presidência por Maria Teresa Mourão de Almeida, Presidente da CCDR de Lisboa e Vale do Tejo (Portugal).

A reunião de Sines é de extrema importância estratégica pois vai reunir os representantes eleitos com vista a celebrar a unidade atlântica e a preparar o caminho para um território ainda mais coeso e atrativo, indo debater temas como as questões estatutárias, a Criação de uma estratégia macrorregional atlântica e descarbonização da frota atlântica: oportunidades, desafios e caminhos a seguir e ainda a cocriação de um Vale de Inovação Atlântica.

A Declaração Política de 2024 vai ser submetida à votação de todos os membros da Comissão Arco Atlântico durante a Assembleia-Geral de Sines.

AS MAIS IMPORTANTES DO DIA