Últimas:
Reforço financeiro para o Turismo. Agência de Promoção Turística do Alentejo aguarda detalhes. – RÁDIO TDS
Siga-nos

Turismo

Reforço financeiro para o Turismo. Agência de Promoção Turística do Alentejo aguarda detalhes.

A Agência reitera que o turismo, com o seu impacto direto e indireto na economia local, merece um investimento adequado e proporcional à sua importância.

Publicado

em

Agência de Promoção Turística do Alentejo recebe com otimismo reforço financeiro para o Turismo, mas aguarda detalhes

 A Agência Regional de Promoção Turística do Alentejo (ARPTA) vem expressar satisfação com o anúncio da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo (CCDRA), através do seu Presidente e Presidente da Autoridade de Gestão do Programa Regional do Alentejo, Dr. Ceia da Silva, sobre o reforço da dotação para o turismo no âmbito do Programa Regional Alentejo 2030. Reconhecemos este passo como um avanço positivo, embora aguardemos com expectativa a divulgação do valor exato do aumento.

Ressaltamos a importância crucial do turismo para a economia da região do Alentejo. Este setor é um motor essencial para o desenvolvimento regional, contribuindo significativamente para a geração de emprego e riqueza. A sua relevância para a sustentabilidade económica e cultural da região não pode ser subestimada.

A Agência reitera que o turismo, com o seu impacto direto e indireto na economia local, merece um investimento adequado e proporcional à sua importância, nomeadamente ao nível do reforço para a promoção turística, o qual deverá ficar refletido nas linhas de apoio do Programa Regional do Alentejo 2021-2027 (ALENTEJO 2030). Esperamos que o aumento prometido esteja à altura das necessidades reais do setor, assegurando assim o seu crescimento sustentável e a valorização do património cultural e natural do Alentejo.

Neste sentido, é com elevada expetativa que a ARPTA aguarda as alterações ao ALENTEJO 2030, através de uma eventual reprogramação a apresentar em Comité de Acompanhamento a realizar durante o ano de 2024, levando assim a bom-porto o anunciado pelo Sr. Presidente da Autoridade de Gestão do Programa Regional do Alentejo.

Continuaremos a trabalhar em estreita colaboração com todas as partes interessadas para promover o turismo na região, e permanecemos atentos às futuras atualizações sobre a dotação financeira para este setor vital.

Continuar a ler
Publicidade

PALMELA

Sobreiro Assobiador recebe Piquenique Comunitário

Durante a tarde, será feita a apresentação/ convite para participação no projeto “Noites na Fonte”, subordinado ao tema “Águas da Liberdade”.

Publicado

em

Águas de Moura

Sobreiro Assobiador recebe Piquenique Comunitário

O Município de Palmela promove, no dia 7 de abril, às 12h00, um Piquenique Comunitário partilhado, junto ao Sobreiro (Assobiador) Monumental de Águas de Moura.

Esta atividade, que representa o retomar de uma tradição da aldeia, contará com um momento musical pelas/os alunas/os da classe de guitarra da professora Carolina Roque e a sessão de contos “Histórias que as árvores contam”, por Ana Sofia Paiva.

Durante a tarde, será feita a apresentação/ convite para participação no projeto “Noites na Fonte”, subordinado ao tema “Águas da Liberdade”.

O Piquenique Comunitário conta com os apoios da União de Freguesias de Poceirão e Marateca e da Passos e Compassos e integra a Operação Integrada Local (OIL) Poceirão – Marateca, projeto financiado ao abrigo do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), no quadro do Plano de Apoio às Comunidades Desfavorecidas da Área Metropolitana de Lisboa.

Continuar a ler

ALCÁCER DO SAL

Celebração do 5.º aniversário do renovado Museu Municipal Pedro Nunes

Câmara Municipal de Alcácer do Sal irá assinalar a data com um “Open Day” no Museu

Publicado

em

Alcácer do Sal

Celebração do 5.º aniversário do renovado Museu Municipal Pedro Nunes

O renovado Museu Municipal Pedro Nunes celebra cinco anos desde a sua reabertura, pelo que a Câmara Municipal de Alcácer do Sal irá assinalar a data com um “Open Day” no Museu, com visitas guiadas ministradas por técnicos e técnicas especializados, conversas sobre temas do Museu e a venda de livros e merchandising de Alcácer, no dia 6 de abril (sábado), das 9h às 12h30 e das 14h às 17h30. Às 15h haverá ainda uma atuação comemorativa a cargo do “Duo Voz & Guitarra”.

Recorde-se que o Museu Pedro Nunes encerrou ao público em 2007, devido ao seu avançado estado de degradação. Entre 2008 e 2011 acolheu escavações do Setor de Arqueologia, Património e Museus da Câmara Municipal e só em 2017 tiveram início as obras de requalificação do espaço.

A 6 de abril de 2019 foi inaugurado o renovado e moderno Museu Municipal Pedro Nunes após uma profunda ação de requalificação, comparticipada por fundos da União Europeia, e cujos trabalhos finais se cifraram em cerca de 1,5 milhões de euros.

Continuar a ler

ÉVORA

Ainda se lembra como foi o Festival Imaterial de 2023 ? Veja Aqui

O Festival Imaterial regressa a Évora de 17 a 25 de maio.

Publicado

em

Évora

O Festival Imaterial regressa a Évora de 17 a 25 de maio, a cidade transforma-se num local de transmissão de saberes e culturas entre diferentes povos e gerações

A nova edição do Festival Imaterial é anunciada num contexto especial uma vez que o evento acaba de ser distinguido com o Prémio “Contribution to Equality” (Contribuição para a Igualdade), na mais recente edição dos Iberian Festivals Awards.

O esforço que os organizadores do Festival Imaterial e toda a equipa têm realizado no sentido de criar e honrar essa igualdade, prolonga-se por mais um ano, sendo hoje anunciada a sua 4ª edição que se concretiza de 17 a 25 de maio, em Évora.

Este ano com:

Mísia (Portugal), emmy Curl (Portugal), Ustad Noor Bakhsh (Paquistão), Cocanha (Occitania) e Emel (Tunísia), uma das vozes mais importantes da Primavera Árabe, são os primeiros artistas a integrar o cartaz deste evento que acaba de ser distinguido com o Prémio “Contribution to Equality” (Contribuição para a Igualdade) nos Iberian Festivals Awards

Continuar a ler

PONTE DE SOR

11ª Edição da Festa do Arroz

Em Ponte de Sor

Publicado

em

Ponte de Sor

11ª Edição da Festa do Arroz

Pela décima primeira vez, o Município de Ponte de Sor vai organizar a Festa do Arroz, evento a realizar no próximo dia 23 de março, sábado, com início às 15h00 , no Centro de Artes e Cultura, uma antiga fábrica de secagem e moagem de cereais e de descasque de arroz.

Trata-se de uma homenagem a um dos produtos endógenos do território e à cultura popular tão marcantemente ligada à Indústria do arroz.

O concurso de arroz doce, tradicional e inovador, com o primeiro prémio no valor de 500 euros, a sessão de cozinha ao vivo, com a chefe italiana Maria Menegato, a degustação do arroz doce e o espetáculo musical com o grupo Cantares do Alentejo, são os ingredientes para mais uma edição de um evento que já é uma referência regional.

Continuar a ler

Turismo

Alentejo regista crescimento turístico em 2023

No que diz respeito ao Top 5 de dormidas de estrangeiros, todos os mercados registaram um aumento em 2023.

Publicado

em

Turismo no Alentejo

Alentejo regista crescimento turístico em 2023, ultrapassando níveis pré-pandemia

O mais recente relatório do Travel BI do Turismo de Portugal revela um crescimento significativo na atividade turística no Alentejo durante o ano de 2023, com aumentos notáveis tanto em hóspedes estrangeiros quanto em dormidas, ultrapassando os números pré-pandemia.

Em 2023, o Alentejo viu um aumento homólogo de 20,9% nos hóspedes do estrangeiro, comparativamente ao ano anterior. As dormidas de estrangeiros também registaram uma subida impressionante de 18,5%, representando um terço (33%) do total de turistas que pernoitaram na região. Comparando com o ano de 2019, considerado até então o melhor ano turístico, o número de hóspedes do estrangeiro em 2023 ultrapassou em 0,9% o de 2019, enquanto as respetivas dormidas cresceram 11,3%. Já os proveitos globais no Alentejo evidenciam uma tendência de crescimento contínuo, com um aumento homólogo de 16,7% e um impressionante crescimento de 48,6% em relação a 2019, destacando a robustez e a recuperação do setor turístico na região.

No que diz respeito ao Top 5 de dormidas de estrangeiros, todos os mercados registaram um aumento em 2023. A Espanha mantém-se na liderança destacada, seguida dos Estados Unidos, da Alemanha, da França e do Brasil.

Comparando a performance turística do Alentejo com a atividade turística geral de Portugal, o país registou um crescimento homólogo de 19,1% no número de hóspedes estrangeiros e um aumento de 11,2% em relação a 2019. As dormidas de estrangeiros subiram 14,9%, e os proveitos globais de Portugal cresceram 20,1% face a 2023 e 40,2% quando comparado com o ano pré-pandemia.

Para Vítor Silva, presidente da Agência de Promoção Turística do Alentejo, “estes resultados comprovam que o Alentejo está com a estratégia correta que lhe permite este crescimento turístico: crescemos em número de hóspedes, mas crescemos mais em dormidas e muito mais em proveitos. O crescimento sustentável verificado é fruto de um esforço coletivo entre o setor público e privado, que juntos trabalham para inovar e promover o Alentejo, garantindo experiências autênticas e memoráveis aos nossos visitantes”. Segundo o mesmo responsável, “estamos comprometidos em manter este caminho de crescimento, respeitando os valores da sustentabilidade e da preservação do nosso património único.”

Continuar a ler

MONTEMOR-O-NOVO

Presidente da ‘Património Cultural’ visitou a Gruta do Escoural

A visita começou no Centro Interpretativo da Gruta do Escoural, onde foi possível experimentar os novos recursos multimédia e interativos da nova exposição

Publicado

em

Foto: C.M. de Mont. o Novo

Montemor o Novo

João Carlos dos Santos esteve na Gruta

No âmbito do funcionamento da Gruta do Escoural e do seu Centro Interpretativo, a nova entidade gestora deste monumento, o Património Cultural, I.P., fez uma visita ao Escoural, sendo representada pelo seu presidente, o Arquiteto João Carlos dos Santos, e pela arquiteta Elisabete Moura.

A visita começou no Centro Interpretativo da Gruta do Escoural, onde foi possível experimentar os novos recursos multimédia e interativos da nova exposição, inaugurada em outubro passado. Seguiu-se depois a visita à Gruta, acompanhada pela guia do monumento Sónia Contador.

O Município de Montemor-o-Novo esteve representado pelo seu Presidente, Olímpio Galvão, pelo vereador com os Pelouros do Património Cultural e Turismo, António Pinto Xavier, e por vários técnicos da Câmara Municipal.

A iniciativa foi também acompanhada pelo Presidente da Junta de Freguesia de Santiago do Escoural, José Geraldo.

Continuar a ler

REGUENGOS DE MONSARAZ

Reguengos de Monsaraz ‘pesca’ turistas e agências na FITUR

Durante a FITUR assistiram ainda a conferências sobre temáticas relacionadas com o dinamismo do turismo de natureza e o
turismo em espaço rural.

Publicado

em

Foto: Praia de Monsaraz

Reguengos de Monsaraz

Técnicos da autarquia apresentaram um kit com informação sobre as potencialidades turísticas do concelho Reguengos de Monsaraz contatou agentes de viagens e operadores turísticos na FITUR

O Município de Reguengos de Monsaraz esteve de 24 a 26 de janeiro na 44.ª edição da FITUR – Feira Internacional de Turismo de Madrid. A autarquia levou à capital espanhola dois técnicos municipais que estabeleceram contatos diretos com agentes de viagens e operadores turísticos de todo o mundo, com incidência nos mercados europeus, para que comercializem programas
turísticos no concelho de Reguengos de Monsaraz.

Os técnicos apresentaram um kit de informação sobre as potencialidades turísticas do concelho, que integrou diversos materiais promocionais e a oferta de uma lembrança com elementos ligados aos aromas, artesanato e empreendedorismo.

Durante a FITUR assistiram ainda a conferências sobre temáticas relacionadas com o dinamismo do turismo de natureza e o
turismo em espaço rural.

Esta ação no mercado internacional faz parte da estratégia global de promoção e divulgação turística do município, pois o mercado espanhol é o principal mercado turístico estrangeiro que visita o concelho. Nesta edição da FITUR participaram 153 mil profissionais de 152 países e o certame foi visitado por 97 mil pessoas.

Continuar a ler

Sociedade

Turismo dispara nos concelhos do litoral alentejano

As estatísticas oficiais relativas a 2023, que ainda não incluem dezembro, revelam um crescimento de 67.639 hóspedes (15,5%) que recorreram à infraestrutura hoteleira do Alentejo Litoral, relativamente ao mesmo período de 2022.

Publicado

em

Turismo no Alentejo Litoral acima da média nacional

Os cinco concelhos do Alentejo Litoral, Alcácer do Sal, Grândola, Sines, Santiago do Cacem e Odemira, continuam a ter uma procura turística crescente e acima da média nacional, onde o crescimento do setor também se mantém.

As estatísticas oficiais relativas a 2023, que ainda não incluem dezembro, revelam um crescimento de 67.639 hóspedes (15,5%) que recorreram à infraestrutura hoteleira do Alentejo Litoral, relativamente ao mesmo período de 2022.

Nos primeiros onze meses de 2022 pernoitaram na região 434.396 pessoas, valor que aumentou para 502.035 no período homólogo do ano que recentemente terminou.

Quanto às dormidas, o crescimento foi menos acentuado – 8,3% – mas o suficiente para atingir um novo recorde absoluto, com um total de 1.107.331 pernoitas de janeiro a novembro de 2023

Na região da CIMAL, que integra os concelhos de Alcácer do Sal, Grândola, Odemira, Santiago do Cacém e Sines, existiam 247 unidades de alojamento turístico em 2022, valor que revela um crescimento de 50% naquele setor desde 2017, quando estavam contabilizadas pelo INE 163 unidades hoteleiras no mesmo território.

O Alentejo Litoral inclui localidades costeiras bastante conhecidas como a Comporta e tem o areal costeiro mais extenso da europa (67 quilómetros de praia ininterrupta entre Tróia e Sines).

Continuar a ler

destaque

Torre do Relógio em Mora inaugurada

Dada a centralidade da Torre do Relógio e a sua importância para a história do Concelho de Mora, esta obra revestiu-se de especial importância

Publicado

em

Mora

Inauguração da Torre do Relógio

O emblemático edifício da Torre do Relógio, localizado na Praça Conselheiro Fernando de Sousa em Mora, agora totalmente requalificado e transformado, foi inaugurado este sábado.

Dada a centralidade da Torre do Relógio e a sua importância para a história do Concelho de Mora, esta obra revestiu-se de especial importância. Agora concluída, a traça exterior típica da região foi mantida, mas o interior foi totalmente modernizado e adaptado às necessidades dos tempos que correm.

Os trabalhos realizados permitem que este edifício volte a albergar serviços municipais úteis para a população em geral e, também, para quem visita o Concelho.

É exemplo disso o Posto de Turismo, que será também inaugurado na mesma ocasião, e que merecidamente terá um local de destaque no edifício e, como tal, na própria vila de Mora.

Continuar a ler

Turismo

260 agentes de viagens vão estar no Alentejo.

Grupo vai passar por Évora, Estremoz e Alter do Chão.

Publicado

em

Évora / Alentejo

Europamundo escolhe Alentejo para iniciar Convenção Anual

A Europamundo, um dos maiores operadores turísticos internacionais especialistas em circuitos, escolheu o Alentejo, mais concretamente a cidade de Évora, para dar início à sua Convenção Anual.

O evento terá início no dia 27 e decorrerá no Alentejo até ao dia 30.

Esta decisão surge na sequência do trabalho conjunto entre a Equipa do Turismo de Portugal em Madrid e a Agência de Promoção Turística do Alentejo (ARPTA) na promoção internacional da região.

O Évora Hotel irá acolher 260 Agentes de Viagens para este evento. Além das sessões de trabalho programadas, os participantes terão a oportunidade de visitar Évora e descobrir a gastronomia e os vinhos da região.

O evento inclui também uma passagem por Estremoz, onde o grupo irá jantar na Pousada.

Antes de rumarem à região Centro, o grupo fará uma visita à Coudelaria de Alter Real, proporcionando uma experiência cultural e equestre única.

A Agência de Promoção Turística do Alentejo tem vindo a intensificar esforços na captação e organização de eventos dos principais operadores turísticos e organizações de agentes de viagens internacionais no Alentejo, como demonstra a recente convenção da Selectair, o mais importante agrupamento de agências de viagens belgas que trouxe quase uma centena profissionais à região.

Vitor Silva, presidente da ARPTA, comentou: “É gratificante ver organizações como a Europamundo a optar pelo Alentejo para eventos desta envergadura. Confirma o nosso empenho em dar a conhecer o Alentejo a nível global.”

“Graças ao trabalho articulado da Agência de Promoção Turística do Alentejo com as Equipas no exterior a região já organizou este ano seis eventos de grande envergadura com grandes operadores turísticos internacionais”, refere o mesmo responsável.

Continuar a ler

ODEMIRA

Odemira assinala Dia Mundial do Turismo

Veja programação

Publicado

em

Foto: TDS

Odemira

Dia Mundial do Turismo

O Município de Odemira vai assinalar o Dia Mundial do Turismo, dia 27 de setembro, através de conjunto de atividades gratuitas para o público residente e turistas, sublinhando a importância do turismo para a economia local.

Para assinalar a data, serão promovidas degustações de produtos locais e agradáveis passeios de barco realizados por operadores marítimo-turísticos locais.

Nos Postos de Turismo do concelho, entre as 09.00 e as 13.00 horas e entre as 14.00 e as 17.00 horas, os visitantes poderão provar os melhores produtos da região. No Posto de Turismo de Odemira, podem ser degustados licores e chocolates e o Posto de Turismo da Zambujeira do Mar oferece a provar pão, compotas, patês e mel. Já no Posto de Turismo de Vila Nova de Milfontes, poderá encontrar medronho e alconcoras, doce típico do interior do concelho.

O Posto de Turismo do Almograve dá as boas-vindas a todos os visitantes que queiram provar vinho, pão e queijo.

O Dia Mundial do Turismo em Odemira será ainda comemorado com passeios de barco ao sabor da maré. A partir do Polo Náutico de Santa Clara-a-Velha, tem início às 10.00 horas um passeio na Albufeira de Santa Clara. Pelas 11.30 horas, poderá embarcar no Polo Náutico de Vila Nova de Milfontes para a ligação fluvial entre a vila e Odemira, a que se seguirá às 12.00 horas e no mesmo local um passeio ao Moinho de Maré.

Durante a tarde está agendado um passeio de três horas até ao cais da Casa Branca, cujo ponto de encontro está marcado para as 14.00 horas no Polo Náutico de Vila Nova de Milfontes. Para fechar o dia de comemoração, a ligação fluvial entre Odemira e Vila Nova de Milfontes poderá ser feita a partir das 15.00 horas, com embarque no Polo Náutico de Odemira. Haverá transporte dos participantes a partir do Posto de Turismo de Vila Nova de Milfontes até Odemira, a partir das 13.30 horas.

Os interessados em todas estas atividades deverão inscrever-se previamente, de forma gratuita, até às 13.00 horas do dia 26 de setembro, através do email turismo.milfontes@cm-odemira.pt , ou presencialmente nos Postos de Turismo de Odemira, Zambujeira do Mar, Vila Nova de Milfontes e Almograve.

Pela grande variedade e preservação ambiental, clima, qualidade das praias, da paisagem e da cultura, o concelho de Odemira tem crescente procura turística, sendo este setor de extrema importância para a economia e desenvolvimento local.

Continuar a ler

ALCÁCER DO SAL

Alcácer, Grândola e Setúbal querem a travessia do Sado mais acessível.

Os tarifários cobrados na travessia do rio Sado “podem, em algumas circunstâncias, ser mais elevados do que fazer a viagem para aquele território por autoestrada, com passagem por Alcácer e rumando depois à Comporta”.

Publicado

em

Setúbal

Setúbal, Grândola e Alcácer do Sal defenderam soluções que tornem mais acessível o acesso fluvial a Troia, incluindo a possibilidade de associar o passe Navegante à travessia.

Numa conferência de imprensa conjunta com os presidentes das câmaras municipais de Alcácer do Sal, Vítor Proença, e de Grândola, António Figueira Mendes, realizada esta manhã no Forte de São Filipe, o presidente do município de Setúbal, André Martins, defendeu a necessidade de intervenção das duas entidades numa questão de interesse nacional.

“Desde tempos imemoriais que o rio Sado é um elemento que facilita a ligação entre a Área Metropolitana de Lisboa e o Sul do país. Hoje, infelizmente, é cada vez mais uma barreira à mobilidade entre as duas margens, devido aos elevados preços praticados no transporte fluvial.”

Para os autarcas, a AML e o Governo “devem assumir as suas responsabilidades para alterar a atual situação e criar as condições necessárias de mobilidade de pessoas e bens para a península de Troia”, melhorando o acesso das populações da Área Metropolitana de Lisboa ao Litoral Alentejano.

Uma das soluções, indicou André Martins, passa pela “entrega do serviço público de transportes da travessia fluvial às entidades públicas com competências nesta matéria, como é o caso da AML”, pois este serviço “deve deixar de estar condicionado por um contrato de concessão gerido pela administração portuária”.

O autarca defendeu, igualmente, que deve equacionada a hipótese de incluir esta travessia no passe Navegante, “permitindo diminuir os custos para as populações que necessitam de atravessar, diariamente, as duas margens do Sado”.

Num comunicado conjunto divulgado na conferência de imprensa desta manhã, os presidentes dos municípios que integram o arco ribeirinho do Sado revelam que decidiram tomar uma posição pública sobre o problema da travessia fluvial, entre Setúbal e Troia,“depois de, nos últimos meses, terem analisado esta situação em conjunto, a par da realização de vários contactos”.

Esta travessia “é uma ligação essencial ao desenvolvimento económico, bem como à coesão social, dos territórios” de Setúbal, Alcácer do Sal e Grândola, sendo que sua relevância “tem de ser associada, por exemplo, à função das estradas nacionais que asseguram as ligações rodoviárias a todo o Litoral Alentejano, bem como à autoestrada”.

Os três autarcas defendem que devem ser encontradas, em conjunto com a Área Metropolitana de Lisboa e o Governo, “soluções e caminhos que façam do Sado, no que diz respeito à mobilidade de pessoas e bens, um elo de ligação acessível e claramente alternativo a outras opções rodoviárias, tanto do ponto de vista económico, como do ponto de vista ambiental”.

Os tarifários cobrados na travessia do rio Sado “podem, em algumas circunstâncias, ser mais elevados do que fazer a viagem para aquele território por autoestrada, com passagem por Alcácer e rumando depois à Comporta”.

Com o tarifário atual, “quem quiser atravessar o Sado com a sua viatura no ferryboat terá de pagar 19,60 euros, com o condutor incluído, mais 5,60 euros pelo primeiro passageiro e 4,30 euros por cada um dos restantes”, o que para uma viatura com quatro pessoas totaliza 33,80 euros por viagem, “mais do que algumas viagens para destinos europeus em companhias de aviação lowcost”.

Se a viagem se realizar no catamarã, que apenas transporta passageiros, o percurso de ida e volta tem o custo de 8,80 euros.

“Utilizando um carro ligeiro a gasolina, o custo da viagem para quatro pessoas continua a ser ligeiramente mais baixo do que se utilizarmos o barco, o que, naturalmente, afasta da travessia muitos potenciais utentes, que preferem utilizar a sua viatura com a comodidade que lhe é sempre associada e, claro, a consequente pegada ecológica”, lamentam os autarcas de Setúbal, Alcácer do Sal e Grândola.

Esta situação, acaba por “afastar quem necessita de atravessar o rio para trabalhar, abastecer as populações que ali vivem, apoiar as atividades que se desenvolvem daquele lado ou para ir à praia ou fazer turismo” em Troia.

Os autarcas destacam a importância histórica, económica, social e ambiental de Troia para a região, uma vez que é “um ponto de paragem, de passagem e de transição entre duas grandes unidades territoriais, a Península de Setúbal, território onde vive praticamente um terço da população da Área Metropolitana de Lisboa, e o Alentejo”.

A península de Troia tem um “papel fundamental” na relação de toda a Área Metropolitana de Lisboa com o Litoral Alentejano, “seja na deslocação de mão de obra, seja no acesso a equipamentos turísticos e zonas balneares, seja, ainda, no abastecimento de variadíssimas matérias aquela área”.

Também as relações das populações dos concelhos do Litoral Alentejano com Setúbal “são, historicamente, muito relevantes”, sendo que milhares de pessoas continuam a utilizar serviços de saúde sedeados em Setúbal, bem como outro tipo serviços e apoios administrativos. 

A travessia do Sado viabiliza, igualmente, o acesso de um elevado número de pessoas que trabalham em ambos os lados do rio e“não pode, por isso, com os preços praticados, continuar a constituir um obstáculo à deslocação destas pessoas”.

Tendo em conta a dimensão do problema de que “resultam condicionamentos à circulação de pessoas e bens” num vasto território do país, que inclui os municípios da AML e do Litoral Alentejano, os presidentes das câmaras municipais de Setúbal, Alcácer do Sal e Grândola consideram que o Governo não pode ficar de fora.

“O Estado não pode continuar a desresponsabilizar-se. Do nosso lado, estamos totalmente disponíveis para, no contexto de soluções negociadas, contribuir para soluções equilibradas em prol das populações.”

Continuar a ler

ODEMIRA

Zambujeira do Mar com bandeira vermelha

Interdita a banhos

Publicado

em

Fotos: Direitos Reservados TDS

Zambujeira do Mar

Interdita a banhos

A praia da Zambujeira do Mar está interdita a banhos mantendo asteada a bandeira vermelha.

Uma eventual quebra de energia terá provocado o problema.

A população está indignada com o que diz ser uma situação “recorrente” e que se vem registando ano após ano.

“Sou daqui de S.Teotónio mas vivo em Lisboa e todos os anos a situação é esta”, lamenta uma das banhistas.

Os nadadores salvadores, que não quiseram prestar declarações, continuam a avisar com insistência os banhistas que desrespeitam a proibição.

A decisão de proibição de ir a banhos vai manter-se até novos resultados da água.

Continuar a ler

Agenda

Andanças em julho: “Ir ao Andanças é também abraçar o interior do Alentejo” 

Festival decorre de 27 a 30 de julho em Campinho, Reguengos de Monsaraz

Publicado

em

“Ir ao Andanças é também abraçar o interior do Alentejo”

Festival decorre de 27 a 30 de julho em Campinho, Reguengos de Monsaraz

Aí está o Andanças, de 27 a 30 de julho, em Campinho, Reguengos de Monsaraz. Organizado pela Associação PédeXumbo, o festival volta a promover a música e a dança popular enquanto meios privilegiados de aprendizagem e intercâmbio entre gerações, saberes e culturas.

À pergunta “porquê no Campinho?”, a organização acredita que “vir ao Andanças não é apenas desfrutar da programação cultural e artística, é viver uma experiência. Neste caso é abraçar o interior do Alentejo”.

“Continuamos a acreditar que é imprescindível programar nestes territórios em isolamento social, cultural e económico. Quem cá vive tem o direito a usufruir deste tipo de eventos de grande dimensão e revela-nos a importância de receber o Andanças na sua região”, diz Joana Ricardo, da PédeXumbo.

Joana Ricardo acrescenta ainda que “o Andanças não acontece apenas no verão, já está neste concelho com outros projetos que desenvolvem ideias artísticas com vários grupos da comunidade local, como é o caso do projeto Pessoas Cheias de Território, promovido pela PédeXumbo em parceria com a Câmara Municipal de Reguengos de Monsaraz”.

Com casa no Campinho, o festival terá uma lotação de 1500 pessoas. E, a partir deste ano, passará a ter uma periodicidade bianual. “Se estão a planear as vossas férias de verão, escolham vir ao Andanças, pois só regressa em 2025”, diz Joana Ricardo. Os passes para o festival podem ser adquiridos na bilheteira online, disponível no site do festival.

Como uma aldeia global, onde os participantes são convidados a interagir e a partilhar, o festival dá a oportunidade, a quem vem, de ser parte desse processo, não apenas através da programação da qual vêm usufruir, mas também através da partilha com esta comunidade e da experiência das vivências do lugar com as suas características.

Para os quatro dias de festival estão agendadas mais de 120 atividades em sete espaços diferentes de programação. Com música e dança de vários cantos do mundo, o programa integra bailes, concertos, oficinas de dança e de relaxamento, atividades para famílias, manualidades, visitas e passeios na região, com uma boa dose de programação local!

De regresso estarão também o Mercado de Artesanato na Praça de Bernardino José Cruz, junto a um dos palcos do festival, um espaço tradicional para venda de bens regionais e artesanato do mundo, a Cantina Andanças, com refeições completas e em conta para os participantes, e o habitual espaço de tasquinhas, junto ao recinto principal. Volta também o “Transfer Alqueva”que leva os participantes, durante a tarde, até à praia fluvial de Monsaraz.

O Andanças é ainda um festival dirigido às famílias e às crianças que podem usufruir de mais de duas dezenas de atividades e que acontecem no Espaço Criança, localizado no centro da aldeia, com sombra, frescura e muita animação!

E como chegar ao Andanças? De carro, à boleia, de bicicleta ou em transportes públicos, a ideia é escolher a forma de mobilidade menos poluente para chegar ao festival. Existem vários transferes de Reguengos de Monsaraz até Campinho, grupos organizados de boleias ou mesmo a quinta edição do Pedalanças, promovido pela Ciclo Oficina dos Anjos e que leva participantes de Lisboa até ao Andanças, em bicicleta.

Continuar a ler

Agenda

Está inaugurada a FEI-TUR em Vila Nova de Milfontes (video)

A FEI-TUR aposta na promoção do concelho de Odemira e do Sudoeste Alentejano

Publicado

em

Odemira

Até dia 11 de junho FEI-TUR em Vila Nova de Milfontes

Atividades na natureza, gastronomia, cultura, desporto e animação são os pontos fortes da FEITUR – Feira de Turismo do SW, até dia 11 de junho, junto ao Estuário do Rio Mira, em Vila Nova de Milfontes.

A FEITUR aposta na promoção do concelho de Odemira e do Sudoeste Alentejano como destino privilegiado para o turismo ativo e de natureza e é promovida em parceria entre o Município de Odemira e a Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo.

Continuar a ler

Gastronomia

“Montargil Monte Novo” com nova carta de primavera-verão

O pão, considerado um elemento fundamental da gastronomia alentejana, é a base do novo menu proposto pelo Chef Miguel Varela, no restaurante do Montargil Monte Novo que vive de produtos sazonais e frescos.

Publicado

em

Montargil Monte Novo: viagem gastronómica pelo Alto Alentejo

Nova carta de primavera-verão

O pão, considerado um elemento fundamental da gastronomia alentejana, é a base do novo menu proposto pelo Chef Miguel Varela, no restaurante do Montargil Monte Novo que vive de produtos sazonais e frescos.

Entre as opções, saltam à vista a Açorda de bacalhau, a Tomatada alentejana, o Ensopado de borrego ou o Carré de porco preto com migas.

 Miguel Varela, Chef e responsável do Montargil Monte Novo, unidade do Grupo PBH, reforça a sua aposta em fundir tradição com inovação, colocando em prática a filosofia ‘farm to table’, na nova carta de almoço e jantar.

Inspirado na privilegiada localização no coração do Alto Alentejo, região conhecida pelas suas tradições gastronómicas, o Chef utilizou essa rica herança culinária para desenhar um menu distinto para o almoço e para o jantar, que homenageia a diversidade e autenticidade da gastronomia alentejana. Com um foco especial na utilização de produtos locais, frescos e sazonais, elaborou pratos que refletem a época do ano em que são servidos.

“Nos últimos anos trabalhámos exclusivamente com menus diários, mas vamos seguir agora uma filosofia de pratos mais fixos, oferecendo opções mais consistentes e variadas, sem perder o toque de qualidade e originalidade que sempre nos destacou. Para isso, tivemos a forte preocupação de integrar ingredientes que possamos encontrar facilmente no comércio local, como legumes, alguma carne, charcutaria e queijos. Essa abordagem permite-nos destacar os sabores autênticos da região”, refere o Chef Miguel Varela.

“A nossa nova carta é uma homenagem à tradição culinária alentejana, que sempre valorizou a simplicidade e a qualidade dos ingredientes, como o pão, claro, combinados com o porco, o borrego, o azeite e as ervas aromáticas. Além disso, selecionamos rigorosamente produtos sazonais, como os espargos, os cogumelos, as favas, o tremoço ou a ervilha quebrada, para enriquecer os nossos pratos com a frescura e o sabor que definem a tradição culinária alentejana. A nova carta exprime o nosso compromisso de oferecer o melhor da gastronomia da região aos nossos clientes e hóspedes”, acrescenta o Chef e responsável da unidade hoteleira.

  • Menu de jantar (disponível das 19h30 às 22h00)

 É no novo menu de jantar que o Chef Miguel Varela explora a culinária alentejana em pleno, com criatividade e diversidade, apresentando saborosos pratos típicos da região. As entradas incluem uma tábua de enchidos e queijos alentejanos, legumes da horta com maionese roxa e alheira de caça com grelos. As sopas e caldos tradicionais do Alentejo são apresentados em pratos como o bacalhau com pão alentejano (Açorda Alentejana), a tomatada e toucinho, além de um cremoso de legumes locais.

O arroz carolino é um dos protagonistas deste menu, sendo utilizado em pratos como arroz com garoupa e gambas, arroz com cogumelos selvagens e espargos, ou arroz com filete de polvo panado com beterraba.

Entre os pratos de peixe, destacam-se o lombo de bacalhau com pimentos, o filete de garoupa com couscous e o polvo com grelos. Para as carnes, há opções como o carré de porco preto com maçã, o muito típico borrego com hortelã, ou a vazia de novilho Black Angus com pão alentejano, tomate e coentros.

As sobremesas incluem opções como a pera bêbeda com amêndoa e creme de ovo, chocolate 56% cacau e puré de frutos vermelhos e suspiros, e sericaias com gomos e doce de laranja.

Adicionalmente, está disponível um menu degustativo surpresa mediante reserva.

  • Menu de almoço (disponível das 12h30 às 18h00)

A carta de almoço apresenta um conceito de petiscos e snacks, com opções para quem procura uma refeição leve e descontraída. Nota nas entradas para o queijo de ovelha e a tábua de enchidos de porco preto da região (que inclui presunto, paio e lombo de porco preto). Para aqueles que preferem um sabor mais intenso, as moelas picantes na tomatada são uma excelente opção. Os ovos rotos MMN (batata frita, enchidos e ovos estrelados) também figuram na lista de entradas.

O pão alentejano e a estrela da secção de Snacks, com diversas opções, tais como a tosta de salmão, tosta mista, a tosta club (com bacon, ovo, tomate, frango e batata frita), ou a tosta vegan (que inclui cogumelos, tomate, cebola crocante, curgete e aipo-bola). Destaque ainda para o prego ou bifana no bolo do caco e o hambúrguer de novilho.

No que diz respeito às saladas, destaca-se a salada mista, salada de frango, salada de salmão e salada vegan. Para acompanhar, há molhos como maionese de alho assado, molho de anchovas ou de alcaparras. Na secção das massas, é possível escolher entre esparguete ou penne, com molhos como a carbonara, molho de tomate e orégãos, molho pesto e molho bolonhesa.

Continuar a ler

Últimas

x
error: O conteúdo está protegido!!