Cirúrgia de ambulatório de Elvas integra unidade nacional.

Estimated read time 3 min read

Elvas

Unidade de Cirurgia de Ambulatório

A Unidade de Cirurgia de Ambulatório (UCA) do Hospital de Santa Luzia de Elvas (HSLE) integra a partir de agora a Associação Portuguesa de Cirurgia de Ambulatório (APCA). Esta associação nacional que está sediada no Porto apreciou a candidatura elvense e face ao cumprimento dos requisitos exigidos aprovou a integração daquela unidade, juntando-se às dezassete já existentes em todo o país, conforme pode ser constatado no site da APCA (www.apca.com.pt).

Atualmente a unidade elvense tem uma capacidade de dez camas e seis cadeirões, e as especialidades que ali exercem atividade são anestesiologia, cirurgia geral, oftalmologia, ortopedia e urologia.

Além destas, a gastroenterologia realiza ali exames complementares de diagnóstico, nomeadamente endoscopias e colonoscopias.

Em termos de recursos humanos esta UCA conta com um corpo próprio de quatro enfermeiros e uma assistente operacional. Os restantes profissionais que colaboram com a unidade dependem de outros serviços do HSLE, não se encontrando exclusivamente adstritos à UCA.

As Unidades de Cirurgia de Ambulatório pretendem prestar cuidados de saúde a doentes que requerem uma intervenção cirúrgica ou um exame complementar de diagnóstico que não necessitem de pernoitar no hospital, embora essa possibilidade, em caso de necessidade também esteja prevista.

No ano de 2023 foram intervencionados na UCA do HSLE mais de mil utentes das diferentes especialidades (1023), tendo 49 deles recorrido ao regime de pernoita. Além destes, 1739 utentes realizaram exames complementares de diagnóstico relacionados com a área da gastroenterologia.

De salientar que a cirurgia de ambulatório evoluiu bastante nos últimos anos pois apresenta imensas vantagens para o doente das quais se destaca a redução do número de infeções relacionadas com os cuidados de saúde, um menor afastamento da vida familiar e a precocidade da reinserção familiar e profissional.

No HSLE, em todo o ano passado, foram intervencionados em regime de ambulatório 68% de todos os doentes programados para intervenção cirúrgica, o que genericamente se designa como taxa de ambulatorização. A UCA do HSLE iniciou a sua atividade em 2009 e desde aí tem aumentado todos os anos os seus níveis assistenciais.

Para a Dra. Marta Reia “a recente integração na APCA constitui o reconhecimento da capacidade e o mérito desta UCA, ao mesmo tempo que desafia os profissionais daquela unidade a fazer mais e melhor, na senda da consolidação, conseguida nos últimos anos”, conclui a coordenadora da UCA do HSLE.