Exposição “A cultura material das associações ibéricas” é hoje inaugurada.

Estimated read time 3 min read

Universidade de Évora

Inauguração exposição “A Cultura material das Associações Ibéricas: 28 agosto, 18hs. BPE, Évora. Curadora Maria Zozaya-Montes

É inaugurada hoje, dia 28 de agosto, pelas 18h, a exposição sobre “A cultura material nas associações ibéricas”, na BPE, Biblioteca Pública de Évora, com curadoria de Maria Zozaya-Montes, investigadora do CIDEHUS, da Universidade de Évora.

Esta exposição imersiva procura reproduzir o ambiente dos espaços associativos através dos objetos. Revela em diversas salas as diversas facetas sociais e culturais do associativismo em Espanha e Portugal. A exposição reúne mais de 60 peças originais das principais associações históricas de Évora, associações que contam com mais de 120 anos. No sentido museológico, o mundo associativo não está suficientemente valorizado em Espanha nem em Portugal, pelo que nunca decorreu uma exposição destas caraterísticas, coletiva e com peças de diversas instituições.

As peças nunca foram expostas com anterioridade num espaço público nem nunca estiveram juntas. Pertencem a associações que representam diferentes classes sociais e grupos profissionais.  A curadora Maria Zozaya destaca entre as peças a lança do cavaleiro do Rei dom Carlos (da extinta Tertúlia Tauromáquica Alentejana), os chamadores de danças metálicos e as louças do Círculo Eborense; as peças simbólicas da Sociedade Harmonia Eborense; o mastro da Soir Joaquim António de Aguiar; pequenas molduras de peças teatrais junto com as fitas simbólicas da Sociedade Recreativa Dramática Eborense (Antiga Mocidade). Outra peça destacada remete à inauguração do teatro Garcia de Resende (que esteve promovido pelo Círculo Eborense): um saco de seda com o cartaz de inauguração do teatro, procedente do Arquivo da Universidade de Évora. Trata-se de uma peça única como a lança. Por último, destacam-se os tradicionais móveis ou peças de jogo da Sociedade União Eborense (Bota Rasa), urnas de votação que recriam o processo de treino do sistema democrático, e as diversas molduras com documentos únicos que rodeiam a sala principal de exposições. 

Algumas destas peças ou equivalentes aparecem no documentário “Os patrimónios da sociabilidade” dirigido pela curadora da exposição Maria Zozaya-Montes (ver:  https://sociabilidad.hypotheses.org/2689 ), que estuda o mundo associativo de forma ininterrompida desde 1998.

A exposição está organizada pelo CIDEHUS da Universidade de Évora ao qual pertence a organizadora Maria Zozaya-Montes (Investigadora Contratada da FCT de Portugal), e conta também com o apoio da DRCA, o MNFMC, União da Junta Freguesias Évora, a Federação de Associações Portuguesas, as associações mencionadas e outras instituições.