Dioceses de Beja e Setúbal não colaboraram com a comissão que estudou os abusos sexuais na igreja.

Estimated read time 1 min read

Beja e Setúbal ficam de fora

Comissão tentou obter dados destas duas dioceses mas sem resultado

As dioceses de Beja e Setúbal não colaboraram com a comissão independente para o estudo dos abusos sexuais na igreja católica.

O bispo D. João Marcos, de Beja, ignorou todos os pedidos da comissão e nunca atendeu sequer o telefone aos elementos da comissão.

A confirmação é feita pela própria comissão no documento final.

Em Beja cinco pessoas contactaram a comissão e relataram situações de abusos.

Em Setúbal a situação foi idêntica.

Os responsáveis pela diocese também não colaboraram com a comissão que tem vindo a apurar os casos de pedofilia no seio da Igreja.

Em Setúbal registaram-se 18 contactos que relataram abusos.

Setúbal continua sem bispo designado e foi o padre José Lobato, administrador diocesano, que recusou participar.

AS MAIS IMPORTANTES DO DIA