Relação de Évora deixa cair crimes e prisão efectiva de militares da GNR

Estimated read time 1 min read

Relação de Évora

“Redução de penas”

O Tribunal da Relação de Évora deixou ‘cair’ parte dos crimes que os 4 militares da GNR vinham acusados.

Existe uma clara diminuição das penas e a revogação do afastamento dos militares das suas funções.

Assim:

Rúben Candeias condenado a 4 anos e 8 meses de pena suspensa e revogada a pena acessória de proibição de funções.

João Lopes 3 anos e 4 meses de prisão e suspensão igual período e revogada a pena acessória de proibição de funções.

Nelson Lima 1 ano de prisão suspensa por 1 ano e 6 meses.

Nuno Andrade absolvido de todos os crimes.

Diogo Ribeiro 10 meses de prisão suspensa por 1 ano e 3 meses.

AS MAIS IMPORTANTES DO DIA