Últimas:
Volta a proibição de circulação entre concelhos a partir de hoje. – TDS Radio e Televisão do Sul
Siga-nos
blank

Sociedade

Volta a proibição de circulação entre concelhos a partir de hoje.

Veja mediadas que estão em vigor.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Proibição de circulação entre concelhos

“Entre as 20h00 desta sexta-feira e as 05h00 de segunda-feira no continente”

Só quem pode circular são as ‘exceções’ previstas na regulamentação do estado de emergência em vigor até 14 de fevereiro.

A restrição da circulação entre os 278 concelhos do continente foi definida pelo Governo como uma forma de minimizar os riscos de contágio pelo novo coronavírus.

Exceções
  • Necessidade de deslocações por motivos de trabalho (devidamente comprovada pela entidade patronal),
  • Motivos de saúde e cumprimento de responsabilidades parentais.
  • Continua em vigor o confinamento obrigatório.
  • A proibição de vendas ou entregas ao postigo em qualquer estabelecimento do ramo não-alimentar.
  • A proibição de venda ou entrega ao postigo de qualquer bebida mesmo nos estabelecimentos autorizados ao ‘take-away’.
  • A proibição de permanência em espaços públicos de lazer (que podem, contudo, ser frequentados).

O confinamento obrigatório no domicílio prevê deslocações autorizadas para comprar bens e serviços essenciais, desempenho de atividades profissionais e prática de atividade física e desportiva ao ar livre, na zona de residência e de curta duração.

Todos os estabelecimentos de bens e serviços abertos ao público têm de encerrar até às 20h00 nos dias úteis e até às 13h00 aos fins de semana e feriados, exceto o retalho alimentar, que pode funcionar aos fins de semana até às 17h00.

Agricultura

Associação de Beneficiários do Mira obrigada a regularizar caudal do rio Mira.

ABMira coloca em causa a vida selvagem

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

A Agência Portuguesa de Ambiente (APA) solicitou à Associação de Beneficiários do Mira, “as medidas necessárias à minimização» do corte do caudal ecológico do rio Mira

“APA notifica APMira”

A APA/Administração da Região Hidrográfica do Alentejo, refere que a ABM foi alertada para os «potenciais problemas que advirão» se não tomar medidas para corrigir a situação «com a máxima brevidade».

A confirmação foi dada por André Matoso, diretor regional da APA, ao site ‘Sul Informação’.

O mesmo responsável acrescentou que «não foi indicado [à ABM] um prazo concreto», mas foi «transmitida a necessidade de ser resolvida esta situação com a máxima brevidade».

O corte do caudal da água que sai da Barragem de Santa Clara levou a que o nível das águas a jusante da albufeira descesse de forma drástica.

Além de causar problemas a quem usa a água do rio para rega, este corte põe também em causa a vida selvagem no vale de Santa Clara.

Continuar a ler

x
error: O conteúdo está protegido!!