Siga-nos

Agricultura

Vai ser criado em Elvas o Centro de Competências para as Alterações Climáticas

“Alterações climáticas: Que desafios para o sector agroflorestal nacional?” é o tema do colóquio que se vai realizar a 11 de Setembro

TDS noticias

Publicado

em

Este Centro de Competências para as Alterações Climáticas – que constituem «um dos maiores desafios do sector agroflorestal nacional» – envolve cerca de 54 entidades representativas de todo o sector agroflorestal nacional.

A sua criação resulta de uma iniciativa da Associação Nacional dos Produtores de Milho e Sorgo (Anpromis), da Associação Nacional de Produtores de Cereais (Anpoc), da Associação Para O Desenvolvimento da Viticultura Duriense (Advid), da Federação Nacional de Regantes de Portugal (Fenareg), da Federação Nacional das Organizações de Produtores de Frutas e Hortícolas (FNOP) e da União da Floresta Mediterrânica (UNAC).

“Alterações climáticas: Que desafios para o sector agroflorestal nacional?” é o tema do colóquio que se vai realizar a 11 de Setembro, pelas 10h30, em Elvas, na Estação Nacional de Melhoramento de Plantas, do Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária (Iniav).

Durante o evento, terá então lugar a assinatura do protocolo de constituição e funcionamento do Centro Nacional de Competências para as Alterações Climáticas do Sector Agroflorestal .

 

 

Continuar a ler
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

avatar
700

Agricultura

Produtores de leite indignados com proibição de carne de vaca nas cantinas da Univ. de Coimbra

Produtores esperam que estudantes e professores possam ter uma alimentação completa, equilibrada e variada, sem falta de ferro e vitamina B12, que permita estudar, investigar e decidir com bom senso.

TDS noticias

Publicado

em

A  Associação dos Produtores de Leite de Portugal, manifestou o seu protesto perante o anúncio da proibição de carne de vaca nas cantinas da Universidade de Coimbra a partir de janeiro de 2020 e manifestar solidariedade a todos os criadores de bovinos em Portugal.

Segundo refere o comunicado “É incompreensível que o Reitor de uma universidade com setecentos anos de história queira banir um alimento com milhares de anos e que terá contribuído para o desenvolvimento do cérebro dos nossos antepassados”, refere a associação.

A associação refere igualmente que a carne não é o principal produto das vacarias, mas a venda ou engorda dos vitelos machos e das vacas após o fim da vida produtiva é um complemento fundamental, quando o preço do leite está abaixo do custo de produção.

Portugal importa quase 50% da carne bovina que consome. Quem se preocupa com a pegada ecológica dos alimentos pode começar por escolher carne nacional, sem consumo de combustíveis na importação e baseada na pastagem ou cultivo de terras que de outra forma ficariam abandonadas, sendo pasto privilegiado para incêndios que, além do perigo de vida para as populações, são uma enorme libertação de carbono para a atmosfera.

Continuar a ler
Publicidade

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

OUTRAS NOTÍCIAS

Categorias

Comentários

ARQUIVO

CALENDÀRIO

Setembro 2019
S T Q Q S S D
« Ago    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

Top

Copyright © 2019 TDS - Rádio e Televisão do Sul - Web Development by IDEIAS FRESCAS https://ideiasfrescas.com