Últimas:
Vacinação ‘popular’ começa hoje em Évora. – TDS Radio e Televisão do Sul
Siga-nos
blank

Saúde

Vacinação ‘popular’ começa hoje em Évora.

Utentes com mais de 80 anos e de 50 anos com doenças associadas

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

A vacina contra a Covid-19 começa a ser administrada em Évora, a partir de hoje.

” utentes com mais de 80 anos e de 50 anos com comorbilidades associadas”

Este período de vacinação deverá decorrer até segunda-feira, dia 1 de março, e deverão ser vacinados 1.800 dos 9.000 utentes identificados no concelho.

A vacinação aos utentes do concelho de Évora decorrerá na Arena d’Évora, espaço cedido pelo município.

A Arena d’Évora tem quatro postos de vacinação e capacidade para vacinar 600 pessoas por dia.

A ARS Alentejo alerta para a existência de dificuldades em contactar as pessoas que vão ser vacinadas e apela-se a quem tem critérios de vacinação que atualize os dados através do portal Covid-19.

Além do concelho de Évora, esta fase de vacinação já arrancou esta semana em mais sete municípios do distrito, depois de ter começado, na semana passada, em Estremoz, Alandroal, Redondo, Reguengos de Monsaraz e Montemor-o-Novo.

Para os oito concelhos do distrito (Arraiolos, Borba, Évora, Mora, Portel, Vendas Novas, Viana do Alentejo e Vila Viçosa) agora abrangidos na atual fase do plano nacional de vacinação, foram destinadas 2.970 doses da vacina.

Saúde

Odemira recua no desconfinamento. Grândola e Sines estão em alerta.

Veja a lista completa do desconfinamento

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

“Dez concelhos recuam, quatro recuperam”

Lisboa e Braga são as duas capitais de distrito entre os 10 concelhos que recuam no desconfinamento entre eles Odemira.

Quatro recuperaram, mas há 20 sob alerta das autoridades entre os quais estão Grândola e Sines.

Há 10 concelhos que, devido às altas incidências de casos positivos de infeção por SARS-CoV-2, não acompanham a generalidade do país e recuam no desconfinamento:

  • Albufeira, Arruda dos Vinhos, Braga, Cascais, Lisboa, Loulé, Odemira, Sertã, Sintra e Sesimbra (com 480 casos por 100 mil habitantes a duas semanas).

Há 20 concelhos que ficam sob alerta:

  • Alcochete, Águeda, Almada, Amadora, Barreiro, Grândola, Lagos, Loures, Mafra, Moita, Montijo, Odivelas, Oeiras, Palmela, Sardoal, Setúbal, Seixal, Sines, Sobral de Monte Agraço e Vila Franca de Xira.

Continuar a ler

x
error: O conteúdo está protegido!!