Últimas:
Utilização indevida das vacinas pode ser ‘criminalmente punível’, diz ministra da saúde. – TDS Radio e Televisão do Sul
Siga-nos
blank

Sociedade

Utilização indevida das vacinas pode ser ‘criminalmente punível’, diz ministra da saúde.

“Conduta disciplinar e criminalmente punível’, refere Marta Temido.

José Calixto | Presidente de autarquia e de Fundação que gere lar já foi vacinado.
Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Quem o diz é o diz é o Ministério da Saúde

“… utilização indevida de vacinas pode ser crime”

O Ministério da Saúde considerou hoje “inaceitável” qualquer utilização indevida de vacinas contra a Covid-19, alertando que este ato pode ser “criminalmente punível”, e pediu à Task Force que prepare uma lista de outras pessoas prioritárias.

“A utilização indevida das vacinas contra a Covid-19 pode constituir conduta disciplinar e criminalmente punível, em face da factualidade concreta que venha a apurar-se em sede de inquérito”, afirma o Ministério da Saúde (MS) em comunicado.

Para o ministério da saúde, é “inaceitável qualquer utilização indevida de vacinas que decorra durante o processo de vacinação”, lembrando que o Plano de Vacinação “foi concebido com base em critérios técnicos, suportados na melhor evidência científica”.

Justiça

Juiz Ivo Rosa levanta arresto da propriedade da ex mulher de Sócrates, em Montemor o Novo.

Em causa o Monte das Margaridas propriedade de Sofia Fava.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Arresto levantado ao Monte das Margaridas, em Montemor-o-Novo.

” Operação Marquês “

No despacho instrutório, proferido na sexta-feira, o juiz Ivo Rosa ordenou o levantamento imediato do arresto de vários bens imóveis dos arguidos, designadamente o Monte das Margaridas, em Montemor-o-Novo, adquirido pela ex-mulher de Sócrates Sofia Fava.

“Tendo em conta a decisão de não pronúncia relativamente aos crimes ora em causa, quanto aos saldos bancários apreendidos e bens imóveis arrestados, verifica-se que não existem indícios que as quantias e bens imóveis em causa são produto dos crimes de corrupção passiva de titular de cargo político imputados ao arguido José Sócrates”, lê-se no despacho.

Continuar a ler

x
error: O conteúdo está protegido!!