Últimas:
Universidade de Évora integra plataforma da Comissão Europeia – TDS Radio e Televisão do Sul
Siga-nos
blank

Economia

Universidade de Évora integra plataforma da Comissão Europeia

A plataforma Batteries Europe está inserida na European Battery Alliance (EBA), lançada em 2017 pela Comissão Europeia.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

“CER-UÉ integra plataforma da Comissão Europeia”

A Cátedra Energias Renováveis da Universidade de Évora (CER-UÉ) passou a integrar a Batteries Europe, uma plataforma de tecnologia e inovação da Comissão Europeia com o objetivo de desenvolver uma cadeia de valor de baterias inovadora, competitiva e sustentável, como componente estratégica da transição verde e digital da Europa.

Representada por Luís Fialho, investigador da CER-UÉ, a principal área de colaboração desta cátedra da academia eborense surge inserida no Grupo Temático 6, que se foca na aplicação e integração de baterias estacionárias.

Os trabalhos deste grupo de peritos incluem a identificação de necessidades tecnológicas para sistemas de armazenamento estacionário eficientes, exploração do papel das baterias para aplicações estacionárias, baterias de segunda vida e reciclagem, estudo de modelos de negócio para o sector ou a hibridização de tecnologias de armazenamento de energia.

Com a aprovação da candidatura que a CER-UÉ apresentou, “passamos a acompanhar os trabalhos e reuniões desta plataforma, de forma a potenciar os contributos para o sector e aprofundar a I&D que detém nesta área” destaca o investigador. A Batteries Europe “pretende acelerar o estabelecimento de uma indústria europeia de baterias, competitiva a nível mundial, de forma a impulsionar a implementação de ações de investigação e inovação na área das baterias” avança ainda Luís Fialho, referindo-se ao Plano Estratégico de Tecnologia da Energia (SET, sigla original em inglês) e da Agenda Estratégica de Investigação e Inovação em Transportes. 

Recorde-se que a plataforma Batteries Europe está inserida na European Battery Alliance (EBA), lançada em 2017 pela Comissão Europeia.

Criada em 2010, a Cátedra Energias Renováveis da Universidade de Évora tem como missão o desenvolvimento de soluções tecnológicas e aplicações da energia solar para a descarbonização de diferentes setores da economia: indústria e agricultura, geração elétrica, transportes ou comunidades. Com importantes competências no domínio da ótica de concentração solar, a CER-UÉ lidera a INIESC – Infraestrutura Nacional de Investigação em Energia Solar de Concentração que, em parceria com o LNEG – Laboratório Nacional de Energia e Geologia I.P., visa o uso e desenvolvimento de tecnologias de concentração solar e de armazenamento de energia, de modo a potenciar o contributo da energia solar para a Transição Energética.

Economia

Sabe como estar na esplanada ou no restaurante ?

Conheça as novas regras

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Boas Práticas para o funcionamento da restauração e bebidas

” regras da DGS “

Na sequência da reunião de trabalho que a AHRESP teve no dia 31 de março com a Direção Geral da Saúde (DGS), resultou a atualização do Guia de Boas Práticas para o funcionamento da Restauração e Bebidas.

Esta nova versão do Guia, igualmente validado pela DGS, introduz alguns ajustes, tais como:

  • Na esplanada, a distância no corredor entre mesas, passa a ser, no mínimo, 1,5 metros.
  • No interior do estabelecimento, mantêm-se os 2 metros;
  • Reforço da necessidade de manter a distância de 2 metros entre os colaboradores e, de um modo geral, entre as pessoas;
  • Necessidade de solicitar à entidade que comercializa os produtos desinfetantes que esta disponibilize a apresentação do comprovativo da “Notificação do produto biocida” e
  • Reforço da necessidade do uso adequado de máscara.

Continuar a ler

x
error: O conteúdo está protegido!!