Siga-nos

Educação

Antº Costa esteve no Honoris Causa a Alexandre Quintanilha e a Pat Sandra(veja imagens)

O primeiro ministro e o líder parlamentar do PS estiveram na plateia. Jorge Lacão vise presidente da Assembleia da República também esteve presente.

Avatar

Publicado

em

O primeiro ministro esteve na Universidade de Évora na cerimónia Honoris Causa do deputado do PS Alexandre Quintanilha e de Pat Sandra.

Segundo o Conselho Científico da UÉ “a Universidade de Évora entendeu oportuno homenagear o Professor Alexandre Quintanilha não só pelo seu extraordinário percurso científico como também pelo importante contributo que deu à ciência, em Portugal, transmitindo o conhecimento, desenvolvendo a investigação científica, formando gerações de cientistas e promovendo militantemente a ciência na educação.” O Patrono é o Professor Doutor Manuel Sobrinho Simões.

A Universidade de Évora (UÉ) decidiu atribuir o grau de Doutor Honoris Causa aos cientistas Alexandre Quintanilha e Patrick Sandra.

Como refere a nota de propositura do Conselho Científico da UÉ “a atribuição do grau de Doutor Honoris Causa ao Professor Pat Sandra não é mais do que o reconhecimento pelo seu inestimável contributo para a ciência, em sentido lato, e para a química analítica e a ciência separativa em particular, o seu apoio ao desenvolvimento da ciência cromatográfica em Portugal e muito especialmente o seu apoio inestimável ao desenvolvimento e crescimento das técnicas analíticas de separação, na Universidade de Évora, principalmente, através do seu contínuo apoio pessoal como cientista e investigador sem esquecer o seu desinteressado apoio material ao longo de mais de dez anos de colaboração.”

O patrono é o Professor Doutor Alexandre Quintanilha, Professor Catedrático Jubilado da Universidade do Porto, que com ele partilhou o lugar de Conselheiro do Presidente da Comissão Europeia.

Educação

Acesso ao Ensino Superior: Instituto Politécnico de Beja perde 15 vagas em relação a 2018

Portalegre e Évora sobem número de vagas enquanto Algarve e Setúbal continuam com os mesmos números

TDS noticias

Publicado

em

Beja perde 15 vagas, Évora ganha 25, Portalegre ganha 13 enquanto Algarve e Setúbal mantêm

O Ministério do Ensino Superior tem vindo a criar vários mecanismos para fomentar as instituições com menor procura ou em zonas com menos densidade populacional, mas Beja, acaba de perder 15 vagas em relação a 2018. ( veja MAPA )

Um número só ultrapassado por Santarém que teve um corte de 70 vagas para este ano letivo.

O Instituto Politécnico de Beja tem um resultado ‘negativo’ quanto à variação do número de vagas do regime geral de acesso comparando 2018 e 2019.

O estabelecimento de ensino superior perde 15 vagas descendo de 531 em 2018 para 516 em 2019. No Alentejo é o único a perder alunos.

Em Portalegre o resultado foi inverso. No norte Alentejo registou-se um aumento de 13 vagas passando de 537 para 550.

Idêntica tendência aconteceu em Évora. Na Universidade de Évora, onde se regista este ano a abertura do Curso de Enologia (10 vagas) registou-se um aumento de 25 vagas. Em 2018 registaram-se 1221 e em 2019 subiu para 1246.

Em Setúbal e no Algarve os valores mantiveram-se idênticos comparando 2018 a 2019.

 

Continuar a ler

Top

TDS Peça Orçamento