Siga-nos

Crime

Um dos maiores traficantes de armas do mundo vivia em Évora. Foi detido pela policia Belga.

As autoridades apanharam-lhe o rasto devido ao transporte de cavalos do sul de França para Portugal no mês passado.

TDS noticias

Publicado

em

O maior traficante de armas da Bélgica e um dos maiores do mundo foi detido numa herdade situada perto de Évora.

Jacques Monsieur tinha sido condenado a quatro anos de prisão e multa de 1,2 milhão de euros, por tráfico de armamento para a Líbia, Chade, Paquistão e Irão.

Após o julgamento, fugiu e viveu escondido em Évora e foi aqui que foi preso, na passada quarta-feira, por uma equipa especial da Fugitive Active Search Team (FAST) da Polícia Federal belga a pedido de um tribunal daquele país.

Jacques Monsieur vendeu 100 mil armas automáticas à Líbia; tanques e helicópteros à Guiné Bissau; material militar ao Irão, 200 mil armas automáticas e munições, helicópteros e outras aeronaves militares ao Chad (na altura em guerra civil); e lança rockets e metralhadoras ao Paquistão.

Monsieur – que esteve ao serviço do Exército belga até 1980 – já tinha sido condenado a 23 meses de prisão nos Estados Unidos em 2010 por tentar contrabandear peças de aviões de guerra para o Iraque.

Em 2002, um tribunal de Bruxelas sentenciou Monsieur a mais de três meses de prisão por vender armas, incluindo lança-granadas e partes de mísseis ao Irão, China, Equador, Bósnia-Herzegovina e Croácia, nas décadas de 1980 e 1990.

O homem de 66 anos deverá ser presente hoje no Tribunal da Relação de Évora para decidir a sua eventual extradição para a Bélgica.

Continuar a ler
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

avatar
700

Crime

Incêndio de Odemira matou 34 animais. GNR identificou homem que provocou as chamas.

Faíscas que saltaram de rebarbadora provocaram o incêndio.

TDS noticias

Publicado

em

O Comando Territorial de Beja, através do Núcleo de proteção Ambiental identificou um homem de 66 anos por incêndio florestal, em Odemira.

A TDS, que esteve no ponto de ignição do incêndio, sabe que se trata de um homem de nacionalidade estrangeira. O homem estava a realizar uma obra de construção civil e a cortar tijolos com uma rebarbadora. Durante o corte as faíscas terão provocado o incêndio. (Foto da TDS mostra local da ignição do incêndio)

Deste incêndio resultou uma área consumida de 195 hectares, tendo ardido um povoamento de sobreiros e azinheiras, medronheiros, mato e pasto, verificando-se ainda a perda de 34 cabeças de gado bovino, ovino e suíno, em consequência das queimaduras sofridas e da inalação de fumos.

Os factos foram remetidos pela GNR para o Tribunal Judicial de Odemira.

(foto TDS-Rádio e Televisão do Sul)

Continuar a ler
Publicidade

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

OUTRAS NOTÍCIAS

Categorias

Comentários

ARQUIVO

CALENDÀRIO

Setembro 2019
S T Q Q S S D
« Ago    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

Top

Copyright © 2019 TDS - Rádio e Televisão do Sul - Web Development by IDEIAS FRESCAS https://ideiasfrescas.com