Últimas:
Trotinetes elétricas vão ‘invadir’ Alcácer do Sal e Comporta. – TDS Radio e Televisão do Sul
Siga-nos

Sociedade

Trotinetes elétricas vão ‘invadir’ Alcácer do Sal e Comporta.

As deslocações motorizadas com menos de 2 km de distância têm um peso significativo em várias zonas destas localidades.

Publicado

em

Município vai investir em projeto-piloto de micromobilidade

As trotinetes elétricas partilhadas em Alcácer do Sal e Comporta .

Em Reunião de Câmara foi aprovada uma proposta que viabiliza a implementação de um projeto-piloto de utilização do sistema de trotinetes BOLT na cidade de Alcácer do Sal e na aldeia da Comporta que colocará em prática, nestes dois locais, um conjunto de trotinetes para utilização individual.  

Ao analisar-se a mobilidade em algumas áreas do concelho, nomeadamente na cidade de Alcácer e na aldeia da Comporta, vê-se que existe um peso considerável de deslocações de curta distância em que os residentes e visitantes dependem apenas de cerca de 5 a 10 minutos nas suas deslocações diárias.

Existe um potencial considerável para a transferência de viagens dos modos motorizados para os modos mais suaves, uma vez que as deslocações motorizadas com menos de 2 km de distância têm um peso significativo em várias zonas destas localidades.

Este tipo de solução corresponde a veículos conectados através da utilização de uma aplicação no smartphone que permite não só a monitorização do seu funcionamento mas também, através da conectividade dos mesmos com a infraestrutura, a sua monitorização em tempo real.

A implementação deste sistema permitirá dar uma importante resposta no planeamento da mobilidade em Alcácer e na Comporta, nomeadamente na combinação de modos, que além de serem um importante contributo para a conveniência do viajante, constituem um salto qualitativo na forma como nos movemos nestas localidades.

Ao mesmo tempo, suprimem-se ou minimizam-se as desvantagens face ao transporte tradicional e defende-se a qualidade de vida dos cidadãos, com a disponibilização cada vez maior do espaço público para usufruto das pessoas.

Agenda

Mostra Int. de Folclore de Montemor o Novo.(entrevista)

Entrevista de Sónia Soares a Olímpio Galvão, presidente da C.M. de Montemor o Novo

Publicado

em

Montemor o Novo…já a decorrer

Mostra Internacional de Folclore

A Mostra Internacional de Folclore de Montemor-o-Novo 2022 está a decorrer mas neste fim de semana é que vai ter o seu ponto alto.

O seu início foi no passado dia 9 e decorre até dia 13, próximo domingo.

Montemor o Novo volta a trazer o mundo ao Alentejo.

Veja a entrevista de Sónia Soares ao presidente da autarquia.

Continuar a ler

Acidentes

Acidente na EN18 junto à Garraia provoca ferimentos em criança.

É o segundo acidente no mesmo local em 8 dias.

Publicado

em

Despiste na EN18, esta tarde

Criança com ferimentos numa mão

Uma menina ficou hoje ferida após o despiste da viatura em que seguia.

A menor terá sofrido lesões numa mão tendo sido transportada para o deÉvora.

O acidente aconteceu na EN18 junto à Garraia, em Évora.

Praticamente no mesmo local aconteceu um outro acidente envolvendo 1 veiculo pesado (propriedade da MotaEngil) e dois veículos ligeiros.

No local estiveram os bombeiros de Évora e a GNR .

O trânsito já está normalizado nos dois sentidos.

Continuar a ler

ODEMIRA

Detetadas 46 infrações por campismo e caravanismo ilegal

Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina

Publicado

em

Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina

Detetadas 46 infrações por campismo e caravanismo ilegal

O Comando Territorial de Setúbal, através do Destacamento Territorial de Santiago do Cacém, hoje, dia 9 de agosto, realizou ações de fiscalização direcionadas ao caravanismo e campismo ilegal, na área protegida do Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina.

No âmbito da Operação “Verão Seguro 2022”, os militares da Guarda detetaram 46 infrações pela prática de campismo e caravanismo ilegal ou irregular em área protegida, tem do sido identificados os respetivos proprietários.

O campismo e caravanismo ilegal ou irregular em área protegida pode conduzir a uma ocupação excessiva e desordenada de espaços públicos, zonas costeiras e áreas classificadas por autocaravanas e similares, com consequências negativas na paisagem, no ambiente, no ordenamento do território e na saúde pública.

A Guarda irá continuar a sensibilizar os caravanistas e campistas para adotarem um comportamento mais responsável e amigo do ambiente, especialmente nestas áreas protegidas.

A operação contou com o reforço do Destacamento de Controlo Costeiro de Sines da Unidade de Controlo Costeiro (UCC).

Continuar a ler

ÚLTIMAS

Facebook

x
error: O conteúdo está protegido!!