Últimas:
Trabalhadoras da Comissão de Melhoramentos de Sousel dizem que tem que picar ponto hora a hora – TDS Radio e Televisão do Sul
Siga-nos
blank

Sociedade

Trabalhadoras da Comissão de Melhoramentos de Sousel dizem que tem que picar ponto hora a hora

Alegado abuso de poder é denunciado pela União dos Sindicatos do distrito de Portalegre.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Trabalhadoras da Comissão de Melhoramentos de Sousel contra abuso de poder

“Há dois meses, as trabalhadoras da Comissão de Melhoramentos de Sousel, uma IPSS, foram confrontadas com a obrigatoriedade de recorrer ao controlo automático de assiduidade, ou seja, “picar o ponto”, de hora a hora.”

Independentemente dos cuidados que estejam a prestar aos idosos, as trabalhadoras têm de interromper a tarefa e deslocar-se ao aparelho de controlo biométrico de assiduidade, segundo as mesmas referem.

Numa das valências, as trabalhadoras, cujo uso do elevador está proibido com o objectivo de poupar no consumo de energia, têm de subir e descer as escadas, acção que chegaram a fazer 16 vezes num dia.

Esta obrigatoriedade consiste em mais um abuso de poder por parte desta IPSS, segundo as trabalhadoras e a União de Sindicatos do Norte Alentejano.

“Nos últimos anos, a falta de respeito pelas trabalhadoras da Comissão de Melhoramentos de Sousel têm-se agravado, o que levou já, a que trabalhadoras com anos de antiguidade rescindissem o seu contrato de trabalho”, refere o sindicato em comunicado.

Ontem, dia 1 de Março, decidiram organizar plenários à entrada das duas valências desta instituição, em Santo Amaro e Cano, e, com o apoio de vários activistas sindicais, aprovaram uma resolução em que decidem não cumprir a obrigatoriedade de picar o ponto hora a hora, continuar a lutar pelo pagamento do subsídio de turno (obrigação a que a instituição já foi notificada pela ACT para cumprir), exigir a actualização salarial a que têm direito já publicada em BTE e resistir com a sua unidade e força às pressões, ameaças e abusos de poder que dizem ser alvo por parte da direcção da Comissão de Melhoramentos de Sousel.

Continuar a ler
Publicidade

Justiça

Juiz Ivo Rosa levanta arresto da propriedade da ex mulher de Sócrates, em Montemor o Novo.

Em causa o Monte das Margaridas propriedade de Sofia Fava.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Arresto levantado ao Monte das Margaridas, em Montemor-o-Novo.

” Operação Marquês “

No despacho instrutório, proferido na sexta-feira, o juiz Ivo Rosa ordenou o levantamento imediato do arresto de vários bens imóveis dos arguidos, designadamente o Monte das Margaridas, em Montemor-o-Novo, adquirido pela ex-mulher de Sócrates Sofia Fava.

“Tendo em conta a decisão de não pronúncia relativamente aos crimes ora em causa, quanto aos saldos bancários apreendidos e bens imóveis arrestados, verifica-se que não existem indícios que as quantias e bens imóveis em causa são produto dos crimes de corrupção passiva de titular de cargo político imputados ao arguido José Sócrates”, lê-se no despacho.

Continuar a ler

x
error: O conteúdo está protegido!!