Últimas:
Tivoli ‘sai’ de Évora. Ecorkhotel renasce. – TDS Radio e Televisão do Sul
Siga-nos
blank

Sociedade

Tivoli ‘sai’ de Évora. Ecorkhotel renasce.

O hotel tem 56 suítes privativas

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

O Ecorkhotel, em Évora, deixa de ser franchising do Grupo Tivoli

“…franchising vigorou entre 2018 e 2020”

O fim do franchising, que vigorou entre 2018 e 2020, começou a tomar forma “desde que houve alteração da organização da Tivoli e os hotéis passaram a ser geridos pelo grupo NH.

“Por termos maneiras de estar diferentes e querermos voltar a apostar no serviço ao cliente, nas experiências locais e na boa comida regional, seria incompatível a manutenção do acordo”, sublinhou Miguel Fonseca, administrador do Ecorkhotel em Évora, em declarações ao “Boa Cama Boa Mesa“.

O hotel, com 56 suítes privativas (desde €100) e uma vila para oito pessoas, foi escolhido para algumas estadias prolongadas durante o primeiro confinamento, tendo implementado o serviço de pequeno-almoço entregue em cesto de piquenique no alojamento e o pré-check-in total que permite ao cliente fazer do telemóvel a chave do quarto e evitar contactos, se assim o entender.

Desde 2013, data do nascimento do Ecorkhotel, que a preocupação com o ambiente e a sustentabilidade fazem parte do ADN do alojamento.

Esta orientação traduz-se na otimização energética que culminou na obtenção da certificação Biosfera que reconhece ao hotel a aposta contínua na sustentabilidade turística, assegurando equilíbrio entre ambiente, sociedade, economia e cultura.

O nome Ecorkhotel que, em português poderia ser “Ecortiçahotel”, indica que o projeto, da autoria do arquiteto José Carlos Lopes, tem na cortiça um material central.

A cortiça apresenta atributos amigos do ambiente, desde logo por ser um material natural, mas também devido ao isolamento térmico que permite, garantindo maior eficiência energética, não esquecendo a componente estética marcante, assim como o conforto acústico que proporciona.

Acidentes

Jovem morre em Montargil depois de despiste

Acidente aconteceu de madrugada

Ana Catarina Ventura

Publicado

em

Ponte de Sor, Portalegre

“Jovem de 28 anos faleceu depois de despiste com mota”

Um jovem motociclista, de 28 anos, morreu esta madrugada, depois de um despiste em Montargil, Ponte de Sor, segundo o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Portalegre.

O acidente aconteceu às 01:52, onde foi declarado o óbito pelo médico da viatura médica de emergência e reanimação de Portalegre.

As operações de socorro envolveram meios dos bombeiros, da GNR e do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), num total de 17 operacionais e sete veículos, incluindo a VMER de Portalegre e a ambulância de Suporte Imediato de Vida (SIV) de Ponte de Sor.

Continuar a ler

x
error: O conteúdo está protegido!!