Últimas:
TDS radio mantém ligação com os ouvintes em tempo de Pandemia – TDS Radio e Televisão do Sul
Siga-nos
blank

Rádio e TV

TDS radio mantém ligação com os ouvintes em tempo de Pandemia

Programa é emitido na TDS rádio todos os dias entre as 13h00 e as 16h00 em direto

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Quando o telefone toca é uma referência na TDS

Diariamente entre as 13h00 e as 16h00 o ‘Quando o telefone toca’ é uma forma de ouvir parte importante do sul do país.

Ouvintes de vários distritos entram em contacto com a TDS e num tempo de Pandemia as conversas são naturalmente sobre o COVID 19.

É um espaço diário, em direto, conduzido por Nídia Massano.

Pode ouvir em qualquer parte do mundo AQUI

Nos distritos de Setúbal, Lisboa e parte do de Évora pode ainda ouvir em 93.9FM. Em Alcácer do Sal pode ouvir também em 104.7FM.

Uma forma diferente de ligar os ouvintes em tempos mais conturbados.

Continuar a ler
Publicidade
4 Comentários

4
Deixe um comentário

avatar
700
4 Respostas ao comentários
0 Respostas
0 Seguidores
 
Comentários com mais reações
Comentários mais populares
4 Autores dos comentários
JavierClestJavierClestJavierClestMyronguemn Autores dos comentários mais recentes
Myronguemn
Visitante
Myronguemn

sexy dating sites
free personals

JavierClest
Visitante
JavierClest

browse tinder for free , tinder online
tinder website

JavierClest
Visitante
JavierClest

tinder login, tinder dating app
tinder online

JavierClest
Visitante
JavierClest

Música

Celina da Piedade recupera e canta tema de Mértola.

Será lançado digitalmente esta sexta-feira 26 de Fevereiro.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

“As cobrinhas d’água/ Tricot” é o segundo adiantamento para o disco “Celina da Piedade ao vivo na Casinha”, que será lançado digitalmente esta sexta-feira 26 de Fevereiro.

“As cobrinhas d’água/ Tricot”

Trata-se de uma canção que nasceu do costurar de dois temas que já existiam:  “Tricot”, uma composição instrumental de Ana Santos, inspirada na linguagem musical do violino árabe, e “As cobrinhas d’água”, tema tradicional alentejano e já quase esquecido, recolhido no concelho de Mértola (cujo município lançou o desafio para esta criação).

A soma destas duas partes resulta num cruzamento rico de sonoridades, que espreitam o sul de Portugal, o Mediterrâneo, e ainda mais além, em viagem, o forró brasileiro.

Continuar a ler

x
error: O conteúdo está protegido!!