Últimas:
Surto na Misericórdia de Mértola leva a pedido de ajuda. – TDS Radio e Televisão do Sul
Siga-nos
blank

Saúde

Surto na Misericórdia de Mértola leva a pedido de ajuda.

Lar tem agora 67 pessoas infetadas

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

A Santa Casa da Misericórdia de Mértola está a viver um momento muito difícil

“Estrutura Residencial para Pessoas Idosas (Lar). “

A Instituição uniu esforços para colmatar a lacuna de recursos humanos que existe atualmente, porém somente os recursos internos estão a ser insuficientes.

Além destes, também o consumo de Equipamentos de Proteção Individual está a ser enorme.

Em comunicado vem “apelar à solidariedade da comunidade para nos ajudar a ultrapassar estas dificuldades.”
Como pode ajudar:
– Doando equipamento de proteção individual, como máscaras, viseiras, luvas, desinfetante, fatos de proteção, toucas, cobre sapatos.
– Juntando-se à equipa de colaboradores para ajudar na limpeza, cozinha, lavandaria e cuidados aos utentes.
– Quem não poder ajudar destas formas mas queira fazer um donativo, poderá fazê-lo para a seguinte conta da instituição: CGD – IBAN: PT50 0035 0459 0000 1238230 53
Para qualquer dúvida ou esclarecimentos poderá contactar os serviços através do nº 925 960 304.

O número de casos de covid-19 no surto no lar da Misericórdia de Mértola subiu para 67 e os utentes e funcionários infetados foram transferidos para um pavilhão municipal.

No total, o surto de covid-19 na Misericórdia tem 67 pessoas infetadas, das quais 51 são utentes da estrutura residencial para apoio a pessoas idosas e 16 são funcionários.

Saúde

Odemira recua no desconfinamento. Grândola e Sines estão em alerta.

Veja a lista completa do desconfinamento

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

“Dez concelhos recuam, quatro recuperam”

Lisboa e Braga são as duas capitais de distrito entre os 10 concelhos que recuam no desconfinamento entre eles Odemira.

Quatro recuperaram, mas há 20 sob alerta das autoridades entre os quais estão Grândola e Sines.

Há 10 concelhos que, devido às altas incidências de casos positivos de infeção por SARS-CoV-2, não acompanham a generalidade do país e recuam no desconfinamento:

  • Albufeira, Arruda dos Vinhos, Braga, Cascais, Lisboa, Loulé, Odemira, Sertã, Sintra e Sesimbra (com 480 casos por 100 mil habitantes a duas semanas).

Há 20 concelhos que ficam sob alerta:

  • Alcochete, Águeda, Almada, Amadora, Barreiro, Grândola, Lagos, Loures, Mafra, Moita, Montijo, Odivelas, Oeiras, Palmela, Sardoal, Setúbal, Seixal, Sines, Sobral de Monte Agraço e Vila Franca de Xira.

Continuar a ler

x
error: O conteúdo está protegido!!