Siga-nos

Autarquias

Subida do rio Mira em K4 vale 2.600€ para quem vencer

A prova terá prémios monetários no valor total de 2.600,00€, sendo atribuídos prémios para a primeira embarcação feminina e masculina na meta volante aos 13 km e para as cinco primeiras embarcações masculinas e femininas a chegarem a Odemira.

TDS noticias

Publicado

em

Está agendada para o dia 12 de outubro a 3ª edição da Subida Internacional do Rio Mira em K4, entre Vila Nova de Milfontes e Odemira, numa distância de 30 km. Uma prova que irá contar com a participação de cerca de 80 canoístas em 20 equipas.

A prova terá início na Praia da Franquia, em Vila Nova de Milfontes, sendo que o briefing com todos os participantes está agendado para as 11.00 horas e a partida para as 12.00 horas. A chegada das primeiras embarcações a Odemira está prevista para as 13.45 horas.

A organização é do Município de Odemira, Clube Fluvial Odemirense, Clube Náutico de Milfontes, Clube Náutico do Litoral Alentejano e Federação Portuguesa de Canoagem, com os apoios das Juntas de Freguesia de Vila Nova de Milfontes e de Santa Maria e S. Salvador.

A organização pretende fazer desta regata uma marca em termos de canoagem em Portugal, pela beleza que o rio Mira oferece ao longo dos 30 km mas também pela prova em si, tratando-se uma competição rápida, realizada a favor da corrente.

Continuar a ler
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

avatar
700

Autarquias

Comerciantes em Évora limpam canalinas e sarjetas com medo de inundações

Falta de civismo e de manutenção na origem desta ação dos próprios comerciantes

TDS noticias

Publicado

em

Foto:Facebook

Comerciantes limpam canalinas em rua histórica de Évora

Após as primeiras chuvas e a falta de limpeza são os próprios comerciantes da Rua Alcárcova de Baixo que limpam as canalinas. A sujidade que se vai acumulando provocam o seu entupimento impedindo a água das chuvas de fluir como se pretende. Com medo de eventuais inundações, que dificultam o acesso às lojas, são os comerciantes que fazem a própria limpeza.

O medo é igualmente pela entrada da água nas próprias lojas.

A Rua Alcárcova de Baixo, que ganhou uma nova vida nos últimos anos, está situada a poucos metros da Praça do Geraldo em pleno Centro Histórico de Évora.

A ‘falta de civismo’ de uns e a ‘falta de manutenção’ por parte da autarquia são apontadas como as causas que obrigam a esta ação de manutenção.

Continuar a ler
Publicidade

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

OUTRAS NOTÍCIAS

Categorias

Comentários

ARQUIVO

CALENDÀRIO

Outubro 2019
S T Q Q S S D
« Set    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Top

Copyright © 2019 TDS - Rádio e Televisão do Sul