Últimas:
Sindicato dos Médicos lamenta ‘insegurança’ no Hospital de Évora e exige medidas. – TDS Radio e Televisão do Sul
Siga-nos
blank

Saúde

Sindicato dos Médicos lamenta ‘insegurança’ no Hospital de Évora e exige medidas.

Sindicato dos Médicos exige explicações do Conselho de Administração do HESE

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

O SIM exige medidas para conter alegados focos no Hospital de Évora

” Focos de Covid 19 no hospital de Évora atingem pelo menos 27 funcionários”

Perante as notícias de múltiplos focos existentes no Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE), que já englobam pelo menos 27 funcionários dos serviços de Farmácia, Medicina 1, Medicina 2, Medicina do Trabalho, unidade COVID-2, Gastroenterologia e Cardiologia, o SIM, refere em comunicado que ” estranha não terem sido instituídas medidas de contingência especiais por forma a conter e assegurar a saúde dos seus profissionais e consequente capacidade de continuação de prestação de cuidados em segurança para profissionais e doentes.”

O Sindicato Independente dos Médicos-SIM “lamenta a insegurança que se vive no HESE e questiona o Conselho de Administração quais as medidas que tenciona instituir face ao número crescente diário de funcionários infectados”, segundo adianta na nota..

Por último “O SIM lamenta também as instalações diminutas existentes do Serviço de Medicina do Trabalho e os meios humanos existentes para realização dos Testes SARS-COV2 aos seus funcionários e mais uma vez alerta que as mesmas estão longe de serem as adequadas e revela a preocupação de este local poder ser um dos locais de propagação da doença.”

O SIM exige ainda “uma resposta por parte do Conselho de Administração em relação a essa matéria, bem como ao êxodo dos médicos.”

Saúde

Covid-19: Alandroal o concelho do país com ‘piores’ números.

Surto nas obras da ferrovia complicam as contas.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Maior incidência do vírus a 14 dias

” Obras na ferrovia na origem de surto em Alandroal “

Alandroal, é o concelho do país que suscita maior preocupação.

Regista uma maior incidência do vírus a 14 dias.

No período de 24 de março a 6 de abril, o município apresenta uma incidência de 581 casos por 100 mil habitantes, de acordo com os dados do último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) .

É um dos dois concelhos em risco muito elevado, registando um aumento significativo de novos casos de infeção pelo novo coronavírus.

Na atualização anterior, a 5 de abril, Alandroal apresentava uma incidência de 200 casos por 100 mil habitantes a 14 dias.

Em risco elevado, com uma incidência entre 240 e 479,9 casos por 100 mil habitantes, estão os concelhos de Barrancos, Odemira e Moura, na região Alentejo.

Continuar a ler

x
error: O conteúdo está protegido!!