Siga-nos

Saúde

Sindicato dos Médicos diz que é ilegal colocar médicos no Lar de Reguengos.

Em causa as convenções coletivas de trabalho e a lei geral.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Sindicato Independente dos Médicos acusou a ARS/Alentejo de “prepotência e ilegalidade” por querer alocar médicos e enfermeiros do distrito de Évora ao lar de Reguengos de Monsaraz onde surgiu um foco de Covid-19.

“Surto de Reguengos de Monsaraz”

Segundo o SIM, a Administração Regional de Saúde do Alentejo determinou “alocar em permanência equipas de médicos e enfermeiros” ao lar da Fundação Maria Inácia Vogado Perdigão Silva (FMIVSP), onde foi detetado, no dia 18 de junho, um surto de SARS-CoV-2 que provoca a doença da Covid-19.

A determinação de alocar profissionais do Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) do Alentejo Central, onde se inclui o concelho de Reguengos de Monsaraz, e do Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE) “está ferida de ilegalidade, face às convenções coletivas de trabalho e à lei geral”, advertiu.

Saúde

Idosos do Lar da Sizuda em Évora já estão a ser transferidos.

Serão transferidos 28 utentes e 2 funcionárias

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Foto: TDS (direitos reservados)

Surto da Sizuda, em Évora

“Idosos estão a ser transferidos durante a noite”

Já começaram a ser transferidos os idosos do Lar da Sizuda, em Évora.

Uma ambulância dos Bombeiros Voluntários de Évora transportou os primeiros idosos.

A operação está a decorrer com a presença da GNR que está a ‘controlar’ o itinerário que esta ser feito pelas ambulâncias.

Segundo a Protecção Civil de Évora serão transferidos 28 idosos e 2 funcionárias.

Os idosos estão a ser transferidos para a residência universitária em Évora.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade

OUTRAS NOTÍCIAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Categorias

ARQUIVO

error: Content is protected !!