Siga-nos

Notícia TDS

Serviços de Ginecologia e Obstetrícia dos hospitais de Beja e Portalegre vão continuar a ter ‘problemas’.

Concursos voltaram a deixar vagas por ocupar. Recorde-se que os hospitais de Beja e Portalegre já estiveram sem Urgência de Ginecologia e Obstetrícia, colocando em causa a realização de cirurgias no Hospital do Litoral Alentejano por falta de médicos.

TDS noticias

Publicado

em

Encerramento de serviços nos Hospitais de Beja e Portalegre vão continuar.

Os concursos voltaram a deixar muitas vagas por ocupar.

Nem metade das vagas foram ocupadas: estavam abertas 31, apenas 14 foram escolhidas pelos candidatos isto no que se refere a ginecologia/obstetrícia, uma das especialidades mais carentes e com maior falta de médicos.

O cenário é idêntico noutros serviços.

No concurso de primeira época, estavam abertas 1264 vagas para médicos que terminaram a especialidade nas áreas de medicina geral e familiar, saúde pública e hospitalar. Mas apenas foram preenchidas 909, o que volta a deixar centros de saúde e hospitais sem os quadros completos. Ficaram por preencher 355 lugares.

De acordo com os dados da Administração Central do Sistema de Saúde, foram ocupadas 77% das vagas identificadas como necessárias. 

Uma percentagem superior à dos concursos dos últimos anos (66% em 2018, 65% em 2017 e 62% em 2016), mas que ainda assim acaba por não satisfazer as necessidades. 

Em reação aos resultados do concurso, o Sindicato Independente dos Médicos justificou que a falta de candidatos em 355 vagas deve-se “à falta de atratividade” do Serviço Nacional de Saúde face ao setor privado. Um “fator relevante” para a baixa atratividade tem sido as baixas remunerações face aos privados, alertou o SIM.

Recorde-se que os hospitais de Beja e Portalegre já estiveram sem Urgência de Ginecologia e Obstetrícia, recentemente, colocando igualmente em causa a realização de cirurgias no Hospital do Litoral Alentejano por falta de médicos.

Os três hospitais afirmaram que “a falta de médicos especialistas em número suficiente para o preenchimento das escalas de serviço, inviabiliza o funcionamento dos serviços”.

Continuar a ler
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

avatar
700

Notícia TDS

Homem detido por ‘chicotear’ cão na via pública

O agressor responderá em processo crime pelos seus actos.

TDS noticias

Publicado

em

Foto:Facebook

O triste episódio aconteceu numa rua de Sintra mas acaba por ser um (mau) exemplo que poderia ter acontecido em qualquer outro local.

Um homem, que diz ser proprietário do animal, estava em plena via pública a dar uma tareia de cinto tendo sido interpelado por uma mulher que chamou as autoridades.

Os agentes da PSP de Cacém chegaram rapidamente ao local enquanto a mulher garantiu a integridade do animal.

O homem foi detido e levado para a esquadra para identificação.

O canídeo encontra-se à custódia do canil Municipal de Sintra.

Continuar a ler
Publicidade

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

OUTRAS NOTÍCIAS

Categorias

Comentários

ARQUIVO

CALENDÀRIO

Outubro 2019
S T Q Q S S D
« Set    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Top

Copyright © 2019 TDS - Rádio e Televisão do Sul