Siga-nos

Agenda

Rui Veloso e Matias Damásio completam cartaz da 36ª Ovibeja

Os concertos da Ovibeja prosseguem na noite de 25, com Fernando Daniel, Matias Damásio a 26 e Rui Veloso a fechar, a 27, as inesquecíveis e muito aguardadas “Ovinoites”.

Avatar

Publicado

em

Nos palcos de “Todo o Alentejo deste Mundo” a 36ª Ovibeja “Jura” que tem “Todo o Tempo do Mundo” para viver “O Melhor de Rui Veloso”.

É mesmo Rui Veloso, o nome maior da música nacional, que vai fazer vibrar os palcos da 36ª Ovibeja na noite de 27 de abril, um sábado, para que não haja desculpas de não poder cantar ao vivo e a cores as canções que toda a gente conhece.

“Cantor, compositor e guitarrista, começou a tocar harmónica aos seis anos. Mais tarde deixar-se-ia influenciar por B.B. King e Eric Clapton, e lançou, com vinte e três anos, o álbum que o projetou no panorama da música nacional: Ar de Rock. Dele fazia parte a faixa Chico Fininho, um dos maiores sucessos da sua obra e de Carlos Tê, seu letrista.

Entre os seus restantes sucessos fazem parte Porto Sentido, Não Há Estrelas No Céu, Sei de Uma Camponesa, A Paixão (Segundo Nicolau da Viola) e Porto Covo”.Estes e muitos outros sucessos de Rui Veloso têm esgotado as principais salas do nosso país em concertos irrepetíveis. É o que vai acontecer na Ovibeja, numa “sala” aberta à partilha das grandes “Ovinoites”. Em cinco dias de Ovibeja, quatro são de grandes concertos.

A noite de 26 de abril vai ser dedicada ao amor de Matias Damásio.

“’Por Amor’ chega a Portugal em setembro de 2016 e é, não temos receio em afirmá-lo, um dos discos mais bonitos de sempre. O cantor e compositor Angolano retrata, ao longo de 12 canções, histórias de amor, força, esperança, otimismo e orgulho no seu país, na sua história. Este disco celebra igualmente 10 anos de uma carreira única daquele que é um dos artistas mais reconhecidos e premiados de Angola.

“Por Amor” conta ainda com as colaborações de Prodígio (Força Suprema), Laton (Kalibrados) e, no single “Loucos”, de Héber Marques (dos HMB)”, lê-se na apresentação oficial do cantor. A decorrer de 24 a 28 de abril, a Ovibeja abre a agenda dos concertos, a 24, com António Zambujo, numa parceria com a Câmara Municipal de Beja, que comparticipa este espetáculo em 50%. Nesta noite, a primeira parte do concerto estará a cargo dos Pringá com ritmos do flamenco, a partir das 22h00, e à meia noite haverá fogo de artifício. Os espetáculos desta noite, integrados nas comemorações do 25 de Abril, têm entrada livre, a partir das 22h00.

Os ingressos diários, ou livre-trânsito para todo o evento, já podem ser adquiridos online, nos pontos de venda oficiais, ou no site da Ovibeja em https://ovibeja.bol.pt/ .

Continuar a ler
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

avatar
700

Agenda

Festival Sete Sóis Sete Luas chega a Castro Verde

O Festival Sete Sóis Sete Luas 2019 é promovido, nesta sua XXVII edição, por uma Rede Cultural de 30 cidades de 10 Países do Mediterrâneo e do mundo lusófono: Brasil, Cabo Verde, Croácia, Eslovénia, Espanha, França, Itália, Marrocos, Portugal, Tunísia.

TDS noticias

Publicado

em

Castro Verde recebe nos dias 6, 7 e 8 de setembro de 2019, o XXVII Festival Sete Sóis Sete Luas, rede cultural que o concelho integra desde 2000.

Com uma programação rica e variada, onde as diferentes formas de expressão cultural do Mediterrâneo e do mundo lusófono encontram lugar, a aposta passa por proporcionar momentos de partilha, aprendizagem e descoberta, através da realização de diferentes espetáculos e apresentações de rua, que irão acontecer no Anfiteatro Municipal e junto à Igreja dos Remédios.

Durante estes dias o Festival apresenta em Castro Verde o virtuoso mandolinista italiano, Mimmo Epifani que, em conjunto com “The Barbers”, interpreta um repertório original, ligado a instrumentos de corda, como bandolim, mandola, mandoloncello e aos instrumentos étnicos utilizados nos salões de barbeiros de Salento, no sul de Itália. Também a Orkestra Popular Des 7Luas (Mediterrâneo), produção original do festival que reúne músicos do Brasil, Itália, Espanha, Portugal, e Guiné-Bissau, se apresenta em concerto nesta edição do festival, num concerto onde visita a música popular destes países do Mediterrâneo e do Mundo Lusófono.

Dino D’Santiago (Cabo-Verde / Portugal), nome incontornável da cena atual da música portuguesa, é outro dos músicos que se apresenta em Castro Verde, num espetáculo onde não faltarão os sons da tradição cabo-verdiana, em sintonia com o peso contemporâneo da música eletrónica.

As sonoridades tradicionais do Alentejo também marcam presença nesta edição do festival, através das melodias do grupo de música popular Cantares do Sul (Portugal).

A animação de rua fica a cargo de Yldor Llach (Espanha), artista catalão circense, que aqui apresenta o seu espetáculo de bicicleta acrobática “Sobre Rodas”, e dos Irmãos Esferovite (Portugal), que trazem uma aventura musical e circense.

Nas artes plásticas, destaque para a abertura da exposição “Meus aCORdes” e realização simultânea de um laboratório de pintura mural, pela mão de Tutu Sousa (Cabo-Verde), um autodidata no domínio da pintura e escultura. No seu percurso artístico fazem parte exposições individuais e coletivas em Cabo Verde, vários países europeus e nos EUA, tendo efetuado dezenas de pinturas murais e decorativas.

Continuar a ler
Publicidade

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

OUTRAS NOTÍCIAS

Categorias

Comentários

ARQUIVO

CALENDÀRIO

Agosto 2019
S T Q Q S S D
« Jul    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Top

Copyright © 2019 TDS - Rádio e Televisão do Sul