Siga-nos

Autarquias

Requalificação de edifício histórico de Moura vai avançar

Foi aprovada a candidatura referente ao Centro Documental da Oliveira, submetida a 6 de dezembro de 2018, pela Câmara Municipal de Moura ao Programa Operacional Regional do Alentejo, o “Alentejo 2020”.

Bruno Baltazar

Publicado

em

A operação agora aprovada corresponde à realização da 1a fase de intervenção de conservação do edifício do antigo Grémio da Lavoura, sendo o projeto de execução referente à empreitada global de intervenção no exterior do imóvel. A referida intervenção visa nesta fase salvaguardar o edifício, adquirido em 1999, e qualificar a sua presença urbana através de uma intervenção de substituição de cobertura e de intervenção nas fachadas, incluindo paramentos e vãos. Tendo em consideração que se trata de um edifício histórico, o edifício será cautelosamente intervencionado no cumprimento de toda a legislação em vigor. 

‘Requalificação do edifício do antigo Grémio da Lavoura avança este ano’

A intervenção a executar pretende contribuir para a estratégia de requalificação de imóveis classificados ou em vias de classificação e para a criação de equipamentos culturais e de lazer, articulados entre si e situados no Centro Histórico de Moura. O edifício em causa, que irá albergar o futuro Centro Documental da Oliveira, encontra-se bastante degradado e a sua reabilitação irá conservá-lo e despertá-lo para a vivência da cidade, preservando o seu valor patrimonial e promovendo a sua adaptabilidade a novos usos. 

A candidatura agora aprovada, no âmbito do Alentejo 2020, representa um investimento elegível de 537.228,27 euros e tem uma taxa de cofinanciamento de 85%. O arranque da obra está previsto para o segundo semestre deste ano. 

Autarquias

Palmela reivindica Marateca e Poceirão como zonas desfavorecidas e freguesias rurais

O Município reivindica, junto do Governo, um olhar mais atento sobre o território

TDS noticias

Publicado

em

A Câmara Municipal de Palmela aprovou, por unanimidade, na reunião publica de 19 de junho, uma Moção pela classificação das freguesias de Marateca e de Poceirão como zonas desfavorecidas e freguesias rurais.

O Município reivindica, junto do Governo, um olhar mais atento sobre o território e a reanálise dos dados relativos a Poceirão e Marateca, confirmando a justiça, a coerência e a urgência da classificação destas freguesias como rurais, assim como a sua inclusão na lista de zonas desfavorecidas e a desagregação das freguesias de Poceirão e de Marateca.

Continuar a ler

Top

TDS Peça Orçamento