Siga-nos

Autarquias

Reguengos de Monsaraz adere às ‘Cidades Educadoras’

O Município de Reguengos de Monsaraz dispõe de diversos espaços, equipamentos e serviços públicos adequados ao desenvolvimento pessoal, social, moral e cultural dos munícipes, com especial atenção para a infância e a juventude.

TDS noticias

Publicado

em

Reguengos de Monsaraz vai aderir à Associação Internacional de Cidades Educadoras, uma estrutura permanente de colaboração entre os governos locais envolvidos com a Carta das Cidades Educadoras.

A Associação Internacional de Cidades Educadoras foi fundada em 1994 e integra 395 cidades de 14 países europeus, entre as quais 74 localidades portuguesas. Esta entidade conta também com oito cidades de cinco países em África, 63 cidades de 11 países americanos e 27 cidades de seis países na Ásia-Pacífico.

Na área da cultura, o município realiza atividades que visam a disseminação de diferentes manifestações culturais, na ação social promove a inclusão através do Programa Escolhas – Criar Futuro 6ª Geração, tendo apresentado candidatura ao Programa Escolhas – Criar Futuro 7ª Geração, e no desporto fomenta a intergeracionalidade com o Programa Séniores a Mexer.

A autarquia prevê e implementa igualmente políticas educativas amplas, com caráter transversal e inovador nas diversas modalidades de educação, existindo protocolos e parcerias com várias entidades e associações que enriquecem o processo educativo no concelho.

Autarquias

Évora vai recuperar Poços e Nascentes do Aqueduto

A implementação deste sistema permitirá uma redução da quantidade de água tratada usada para rega na ordem dos 140.000m3/por ano. O custo dos trabalhos é estimado em 653.100 euros+IVA.

TDS noticias

Publicado

em

O Executivo da Câmara Municipal de Évora aprovou por unanimidade a Abertura de Concurso para Reabilitação de Poços e Nascentes do Aqueduto, Execução de Reservatório e Rede de Distribuição de Água para Rega.

Uma medida aplaudida por toda a Vereação, uma vez que permitirá uma grande poupança financeira à autarquia, além da importância que tem no plano ecológico.

Esta candidatura, elaborada e aprovada ainda no anterior mandato no âmbito do Projecto LIFE – Água da Prata, beneficia de apoio financeiro da Comissão Europeia a 60%.

Visa dar uso à água proveniente do Aqueduto da Água da Prata, tendo em conta que não se prevê a sua utilização para consumo humano no âmbito do contrato entre a Câmara e a Águas de Vale do Tejo.

Procura-se, assim, reduzir os gastos municipais relativamente ao consumo de água da rede pública para rega dos espaços verdes e diminuir a dependência que a rega de espaços verdes tem na rede pública de água tratada.

Os trabalhos incluem a reparação de nascentes e condutas do Aqueduto e reequipamento das estações de bombagem nos poços da Graça do Divor; construção de um reservatório de água em S. Bento; e construção de rede de distribuição de água exclusivamente para rega.

Com esta decisão, pretende-se reforçar o caudal de água captado na Graça do Divor, criar um armazenamento de água exclusivamente para rega e fazer distribuição de água por cerca de 20,3ha, aproximadamente metade das áreas verdes regadas da cidade. Está previsto ainda um futuro alargamento da rede a eventuais jardins no Bairro da Casinha e à expansão do jardim do Bairro do Moinho.

Continuar a ler

Top

TDS Peça Orçamento