Últimas:
Redondo distribui 50 refeições a alunos necessitados. – TDS Radio e Televisão do Sul
Siga-nos
blank

Autarquias

Redondo distribui 50 refeições a alunos necessitados.

Mais uma medida para apoiar as famílias mais vulneráveis

Foto: CM Redondo
Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Pandemia: Redondo distribui refeições

“50 refeições em regime de take-away”

A Câmara Municipal de Redondo está a distribuir de 50 refeições em regime de “take-away” aos alunos dos escalões A e B dos Agrupamentos Escolares de Redondo e Montoito.

Trata-se de mais uma medida para apoiar as famílias mais vulneráveis nesta fase de pausa letiva, à semelhança do que aconteceu no primeiro confinamento geral devido à pandemia.

Com o objetivo de atenuar os efeitos socioeconómicos causados pela Covid-19, a Câmara Municipal de Redondo cumpre, assim, mais uma missão de responsabilidade social, no contexto pandémico em que todos vivemos, desta vez na vertente de apoio aos grupos mais frágeis do concelho.

Autarquias

Autarcas do litoral contra medidas do governo para Odemira.

Autarcas falam de duvidosa eficácia.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Autarcas do Alentejo Litoral condenam decisão de regressão no processo de desconfinamento para o concelho de Odemira e alertam para a sua duvidosa eficácia.

“Autarcas falam em duvidosa eficácia”

O Conselho Intermunicipal da CIMAL, que reúne os Presidentes de Câmara de Alcácer do Sal, Grândola, Odemira, Santiago do Cacém e Sines decidiu por unanimidade repudiar a regressão no processo de desconfinamento para o concelho de Odemira e associar-se integral e inequivocamente à posição da Câmara Municipal de Odemira.

A CIMAL, em comunicado, refere que “Esta decisão do Conselho de Ministros, que é substanciada em critérios desadequados à realidade do território, manifestamente preocupa o conjunto dos Presidentes de Câmara pelo prejudicial efeito acumulado que incidirá sobre os cidadãos no Alentejo Litoral e mais imediatamente sobre os odemirenses. Mas também, pelo agudizar da consequência económica adversa que inevitavelmente avançará.”

O Conselho Intermunicipal do Alentejo Litoral insta o Governo Português a “robustecer a resposta sanitária, social e económica de modo a sanar esta circunstância e a melhor garantir o bem estar dos nossos concidadão.”

Continuar a ler

x
error: O conteúdo está protegido!!