Últimas:
PSP e GNR na rua. Algumas cidades ‘cercadas’. Controlo total de viaturas. – TDS Radio e Televisão do Sul
Siga-nos
blank

Policias

PSP e GNR na rua. Algumas cidades ‘cercadas’. Controlo total de viaturas.

Évora, Beja , Portalegre e Elvas são apenas algumas das cidades com forte contingente policial nas ruas.

Foto: Bruno Baltazar | TDS
Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Desde a meia-noite, e até à próxima segunda-feira, estão em vigor as novas restrições à circulação impostas para o período da Páscoa.

Quem não cumprir incorre num crime de desobediência

Estão proibidas as viagens para fora do concelho de residência a quase toda a população. Quem não cumprir incorre num crime de desobediência.

Nas principais cidades alentejanas é visível um forte contingente policial. Évora é um dos casos. A cidade está ‘cercada’ de forças de segurança que mandam parar todas as viaturas.

Nalgumas cidades as operações estão a ser feitas em conjunto pela PSP e GNR. São milhares de operacionais que tentam fazer cumprir a lei.

Os portugueses estão confinados ao concelho de residência, exceto por motivos de saúde ou trabalho, e os voos nos aeroportos nacionais estão interditos desde 00:00 de hoje e até às 24:00 de segunda-feira, devido à pandemia de Covid-19.

As medidas de limitação à circulação no período da Páscoa enquadram-se no decreto do Governo de renovação do estado de emergência no país, e abrangem cinco dias, num ano em que o executivo optou por dar tolerância de ponto aos funcionários públicos na quinta e na segunda-feira.

Casos COVID 19 no Alentejo a 10 de abril. (gráfico por concelho)

Crime

Alcácer do Sal – Prisão preventiva por violência doméstica

Homem tem 23 anos. Vítimas são os pais.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Prisão preventiva por violência doméstica

 “Alcácer do Sal”

O Comando Territorial de Setúbal, através do Núcleo de Investigação e Apoio a Vitimas Específicas (NIAVE) de Setúbal, no dia 6 de abril, deteve um homem de 23 anos por violência doméstica, no concelho de Alcácer do Sal.

Na sequência de uma investigação por violência doméstica, os militares da Guarda apuraram que o agressor coagia as vítimas, sua mãe de 62 e avó de 84, a fim de lhes exigir dinheiro todos os dias.

Caso não o fizessem, sujeitava-as a agressões verbais, físicas e ameaças de morte, condicionando-as a viver num clima de constante terror e a temer pela própria vida.

No seguimento das diligências policiais foi dado cumprimento a um mandado de detenção.

O detido foi presente ontem, dia 8 de abril, ao Tribunal Judicial de Setúbal, onde lhe foi aplicada a medida de coação de prisão preventiva.

Continuar a ler

x
error: O conteúdo está protegido!!