Siga-nos

Justiça

Proprietária do Lar de Évora, suspeita em processo de inquérito, nega maus tratos aos utentes e requer constituição de arguida.

Comunicado em nome da proprietária esclarece ainda que lar tentou legalização nos últimos 4 anos junto da autarquia.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Surto de Covid 19 em Évora

“Proprietária do Lar da Sizuda, em que existem 39 casos de covid 19, suspeita de maus tratos a idosos. Proprietária nega”

Em comunicado enviado à TDS a ‘defesa’ da proprietária do Lar da Sizuda, em Évora, refere que “após ter tido conhecimento, apenas hoje, de que era suspeita num processo de inquérito, e desde já negando a existência de quaisquer maus tratos aos utentes, vem informar que foi ela própria a requerer desde já e com carácter de urgência, nos termos do art. 59º nº2 do CPP, a sua constituição de arguida e ser nessa qualidade inquirida em primeiro interrogatório.”

A nota esclarece igualmente, como a TDS já tinha noticiado (veja AQUI) “… que o Lar está em processo de licenciamento, sendo o único obstáculo a falta de licença de utilização por parte da Câmara Municipal de Évora; ao longo dos últimos quatro anos, este lar, pese embora ainda não licenciado, tem recebido várias visitas por parte das equipas de fiscalização da Segurança Social.”

A proprietária do Lar adianta que “Este lar tem, ao longo dos anos, tal como tantos outros lares não licenciados em Évora, oferecido com qualidade, empenho e de forma responsável resposta social às necessidades de tantas pessoas da terceira idade que carecem de cuidados e que não os obtêm de quaisquer outras pessoas ou instituições.”

Por último a proprietária do Lar garante que foram cumpridas todas as normas emitidas pela DGS.

Médicos entraram no Lar ilegal de Évora. Está a ser feita avaliação clínica de utentes e funcionários.

Crime

Homem detido em Beja por violência doméstica com várias armas em casa.

Agressões eram feitas na presença de 3 filhos menores e de uma idosa.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Detido por violência doméstica

“… detido tem 38 anos de idade”

O Comando Territorial de Beja, através do Posto Territorial de Beja, deteve um homem, de 38 anos, pelo crime de violência doméstica, no concelho de Beja.

No âmbito de uma investigação por violência doméstica, foi possível apurar que a vítima, de 29 anos, sofria de agressões físicas e verbais há cerca de sete anos, na presença de três filhos menores e uma idosa.

Após diversas diligências policiais, os militares da Guarda efetuaram uma busca domiciliária, que culminou na apreensão do seguinte material:

  • Uma caçadeira;
  • Uma espingarda de ar comprimido;
  • Uma pistola;
  • Um bastão de madeira;
  • 62 cartuchos;
  • 25 cartuchos zagalote;
  • 53 munições.

O detido permaneceu nas instalações da Guarda, estando neste momento a ser presente ao Tribunal Judicial de Beja, para aplicação de medidas de coação.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade

OUTRAS NOTÍCIAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Categorias

ARQUIVO

error: Content is protected !!