Siga-nos

Economia

Programa de Sustentabilidade dos Vinhos do Alentejo (PSVA) foi distinguido nos Prémios “Mais Alqueva, Mais Valor”

 Os prémios “Mais Alqueva, Mais Valor” têm como principal objetivo promover, reconhecer e dar visibilidade às empresas e instituições que têm iniciativas que contribuem para uma utilização eficiente de vários recursos, sendo um dos principais a água.

Avatar

Publicado

em

O Programa de Sustentabilidade dos Vinhos do Alentejo foi distinguido nos prémios “Mais Alqueva, Mais Valor”, na categoria “+ UTILIZAÇÃO”. Os vencedores foram conhecidos num evento realizado no auditório da EDIA (Empresa de Desenvolvimento e Infra-estruturas do Alqueva), sendo esta uma iniciativa da mesma.

Esta é uma iniciativa da EDIA que promove e reconhece iniciativas no âmbito de um uso eficiente da água e de outros recursos de forma sustentável

A atribuição destes prémios têm, ao mesmo tempo, em conta o trabalho de sensibilização para práticas sustentáveis feita por estas empresas ou instituições vencedoras face a outras entidades que se encontram inseridas em torno do Alqueva.

A CVRA (Comissão Vitivinícola Regional Alentejana) viu o seu PSVA distinguido nestes prémios na categoria “+ UTILIZAÇÃO”. Esta é uma categoria que pretende distinguir entidades não empresariais que promovem práticas sustentáveis no âmbito social e ambiental, com destaque para o uso sustentável da água. Os critérios de avaliação das iniciativas passaram por uma avaliação dos resultados obtidos, divulgação do projeto e replicabilidade do mesmo.

Economia

Central fotovoltaica de Évora sem apoios do estado

Tem uma área de 55 hectares e uma capacidade total instalada de 28,8 megawatts

TDS noticias

Publicado

em

A instalação de energia solar de Vale de Moura é das primeiras centrais fotovoltaicas na Península Ibérica a ser explorada sem ajudas públicas.

A central fotovoltaica de Vale de Moura, no concelho de Évora – uma das primeiras em toda a Península Ibérica a ser explorada sem qualquer tipo de subsídios públicos – entrou em funcionamento no passado dia 14 de Junho, anunciou o grupo energético Axpo.

Sobre a central solar fotovoltaica de Vale de Moura – Évora

  • A central tem uma capacidade total instalada de 28,8 megawatts e vai produzir anualmente mais de 52 gigawatts-hora, o equivalente ao consumo médio anual de 10 mil habitações.
  • A venda da energia produzida pela central será feita em regime de mercado, graças a um contrato pioneiro de compra de energia (PPA) a 10 anos, com a Axpo, que garante a comercialização de energia até 2029.
  • O projeto, desenvolvido e promovido pelo grupo Hyperion Renewables, conta com o fundo de investimento Mirova como acionista maioritário e permitirá evitar a emissão de mais de 110.000 toneladas de CO2 por ano.

Com uma área de 55 hectares e uma capacidade total instalada de 28,8 mw vai produzir mais de 52 gigawatts-hora de energia limpa por ano – o equivalente ao consumo médio anual de quase 10.000 habitações.

Continuar a ler

Top

TDS Peça Orçamento