Siga-nos

Sociedade

Programa de responsabilidade civil em Ferreira do Alentejo

A CMFA lançou o Programa de Responsabilidade Social de Ferreira do Alentejo (PRSFA), com oqual pretende distinguir, anualmente, as empresas que dão um contributo efetivo para a sua comunidade.

TDS noticias

Publicado

em

A responsabilidade social das empresas traduz-se na assunção de um compromisso contínuo das empresas em agir eticamente e contribuir para o desenvolvimento económico enquanto melhoram a qualidade de vida dos seus colaboradores e familiares, assim como da comunidade local e da sociedade como um todo.

Hoje, as empresas passaram a reconhecer abertamente a sua responsabilidade social, considerando-a parte das suas atividades e da sua própria identidade. Por outro lado, as empresas que adotam as práticas da responsabilidade social têm uma boa probabilidade de alcançar maior sucesso nos seus negócios, não só por exibirem uma imagem mais favorável junto da sociedade em geral, mas também por conseguirem uma vantagem competitiva num mercado em que os consumidores valorizam cada vez mais os comportamentos socialmente responsáveis.

O Município de Ferreira do Alentejo não poderia ficar à margem deste movimento e decidiu envolver-se diretamente neste processo convocando todos num compromisso coletivo para o reforço da coesão económica, social e cultural de toda a nossa comunidade.

Neste contexto, a CMFA lançou o Programa de Responsabilidade Social de Ferreira do Alentejo (PRSFA), com o

qual pretende distinguir, anualmente, as empresas que dão um contributo efetivo para a sua comunidade, não só pela atividade económica que desenvolvem, mas também, pela promoção de práticas sociais e ambientais responsáveis no concelho.

Assim, vamos realizar uma sessão pública de apresentação do PRSFA, que terá lugar no próximo dia 18 de junho de 2019, às 14h30m, nas instalações da Herdade do Vale da Rosa.

Continuar a ler
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

avatar
700

Sociedade

Famílias das cinco vítimas de Borba já receberam mais de 1 Milhão e meio de €uros

Indemnizações estão pagas aos 19 requerentes

TDS noticias

Publicado

em

As ordens de transferência aos familiares e herdeiros das vítimas do desmoronamento da Estrada Municipal 255, no concelho de Borba, foram concluídas, referiu o Ministério das Finanças.

Desde ontem que os montantes em causa estão nas contas dos familiares. São cerca de um milhão seiscentos e trinta mil euros e foram atribuídos a 19 requerentes.

A tragédia

A 19 de novembro de 2018, um troço de cerca de 100 metros da estrada municipal 255, entre Borba e Vila Viçosa, no distrito de Évora, colapsou devido ao deslizamento de um grande volume de rochas, blocos de mármore e terra para o interior de duas pedreiras.

O acidente causou a morte de dois operários de uma empresa de extração de mármore na pedreira que estava ativa e de outros três homens, que seguiam em viaturas.

Continuar a ler

Top

TDS Peça Orçamento