Siga-nos

Crime

Prisão preventiva para ‘roubos por esticão’ em Almada

O suspeito, após ter sido presente no Tribunal Judicial de Almada, ficou sujeito à medida de coação de prisão preventiva.

Avatar

Publicado

em

O Núcleo de Investigação Criminal de Almada da GNR, deteve um homem de 45 anos, indiciado por seis roubos por esticão praticados em Almada. Na sequência de uma investigação que durou cerca de um mês, relativamente a roubos que haviam decorrido nas imediações das estações de autocarro e do metro de superfície, bem como, à saída de um estabelecimento de saúde, todos na zona do Monte da Caparica e do Laranjeiro.

As vitimas, todas mulheres, eram abordadas com violência pelo suspeito, que as agarrava através da força física, a GNR, através de militares do Posto Territorial da Trafaria, identificou o presumível autor destes crimes.

Após serem realizadas subsequentes diligências de inquérito, as vítimas reconheceram o suspeito como sendo o autor dos ilícitos criminais que sofreram.

Realizada uma busca domiciliária, à casa do suspeito, foi possível recuperar diversos artigos roubados, nomeadamente carteiras, documentos, cartões multibanco, telemóveis e artigos de moda, assim como foi apreendida a bicicleta utilizada para consumar os crimes.

Em 2019, o do Núcleo de Investigação Criminal de Almada já deteve três indivíduos por roubos, aos quais lhes foi aplicada a medida de coação de prisão preventiva.

Crime

Detido por violência doméstica no Gavião

Os militares apuraram que o homem é suspeito de agredir a sua esposa, uma mulher de 48 anos, tendo sido dado cumprimento a um mandado de detenção.

TDS noticias

Publicado

em

O Comando Territorial de Portalegre, através do Núcleo Investigação e Apoio a Vítimas Especificas (NIAVE), no dia 17 de junho, deteve um homem de 60 anos, pelo crime de violência doméstica, no concelho de Gavião.

No âmbito de uma investigação por violência doméstica, os militares apuraram que o homem é suspeito de agredir a sua esposa, uma mulher de 48 anos, tendo sido dado cumprimento a um mandado de detenção.

O detido foi presente ao Tribunal Judicial de Ponte de Sor, ontem, dia 18 de junho, onde lhe foram aplicadas as medidas de coação de não permanência na residência da ofendida ou noutra em que esta venha a residir; proibição de contactar a vítima por qualquer meio; não frequentar os locais por esta frequentados; não adquirir e não usar armas; e sujeitar-se a frequência de programa para arguido em crimes no contexto da violência domestica, com tratamento da dependência alcoólica.

 

Continuar a ler

Top

TDS Peça Orçamento