Siga-nos

Sociedade

Principais impactes do Meo Sudoeste em livro. A TDS foi ouvir a população. (vídeo)

O estudo é apresentado na próxima sexta feira mas a TDS já foi ouvir a população local sobre o impacte do Festival. Uns concordam outros nem por isso. Em termos económicos é bom para o comércio local mas a qualidade de vida é má neste período.

Avatar

Publicado

em

“O Impacte Económico e Sociocultural do Festival Meo Sudoeste no Concelho de Odemira” é o título da obra que vai ser apresentada em Odemira, na próxima sexta-feira, dia 24 de maio, pelas 18.00 horas, no auditório da Biblioteca Municipal José Saramago.

A obra é de autoria de Sandra Saúde, Sandra Lopes, Carlos Borralho e Isidro Féria, numa edição da Sílabas & Desafios, com base num estudo solicitado pelo Município de Odemira ao Instituto Politécnico de Beja.

A apresentação do livro será feita pelos autores, com os comentários de José Alberto Guerreiro (Presidente da Câmara Municipal de Odemira), Paula Remoaldo (Universidade do Minho – Docente e Investigadora na área dos impactes económicos e socioculturais de eventos), Ana Isabel Rodrigues (Instituto Politécnico de Beja – Docente e Investigadora na área da Imagem de Destinos Turísticos), Aldo Passarinho (Instituto Politécnico de Beja – Docente e investigador na área da Imagem e Comunicação) e Luís Montez (Produtora “Música no Coração” – Gestor, Programador cultural e promotor do Festival MEO Sudoeste).

A obra apresenta o resultado da aferição e mensuração dos principais impactes económicos (diretos e percebidos) do festival no município de Odemira, tendo por base a 21ª edição do Festival, que decorreu entre 1 a 5 de agosto de 2017. É também apresentada uma radiografia do perfil dos festivaleiros e da sua relação com o festival e relatados os principais impactes socioculturais com base na perceção dos residentes, dos empresários e dos stakeholders do território.

A obra tem por objetivo contribuir para a compreensão das dimensões sociocultural e económica associadas aos eventos culturais, nacionais ou internacionais, realizados em território português.

Sociedade

Serões ganharam nova vida em Alcácer do Sal com as “Noites da Sénior”

Ao mesmo tempo, esteve patente no local uma banca com exposição e venda de trabalhos feitos pelas alunas da Universidade Sénior.

TDS noticias

Publicado

em

O Largo dos Açougues foi palco, nos dias 12 e 13 de junho de 2019, da iniciativa “Noites da Sénior”, organizada pela Universidade Sénior de Alcácer do Sal (CMAS).

O evento, que contou com as presenças do presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, Vítor Proença e dos vereadores a tempo inteiro, arrancou no dia 12 com a atuação do cavalinho da Sociedade Filarmónica Amizade Visconde de Alcácer e do artista Gonçalo Oliveira. No dia 13 atuaram o cavalinho da Sociedade Filarmónica Progresso Matos Galamba e o acordeonista Arménio Andorinha.

 

Continuar a ler

Top

TDS Peça Orçamento