Últimas:
Presidente do Lusitano de Évora acusa vereadora de ‘falta de noção do que é o desporto’. – TDS Radio e Televisão do Sul
Siga-nos

Últimas

Presidente do Lusitano de Évora acusa vereadora de ‘falta de noção do que é o desporto’.

Pedro Caldeira afirma que a vereadora Florbela Fernandes “… diz coisas que demonstram uma total falta de noção do que é o desporto, as condições necessários para a prática desportiva e tudo o que envolve a mesma.”

Publicado

em

Pedro Caldeira - Presidente do Lusitano de Évora

Vereadora da câmara de Évora envolve-se em troca de argumentos com presidente do Lusitano de Évora

Pedro Caldeira diz que Florbela Fernandes “diz coisas que demonstram uma total falta de noção do que é o desporto”, que não tem tido respeito para com o LGC e que ‘esperava mais e melhor de si”.

A troca de acusações tem sido feita na página oficial do ‘Movimento Cuidar de Évora’.

Florbela Fernandes, a propósito da saída do Lusitano de Évora do Campo Estrela (veja AQUI), veio criticar o presidente do clube quando este afirmou que “o futuro do Lusitano está nas mãos da câmara”.

Florbela Fernandes – Vereadora da CME

Pedro Caldeira acrescentou que as atuais condições do Complexo Desportivo da Silveirinha “não são suficientes para garantir a continuidade dos 400 atletas”.Em resposta às declarações do presidente do clube, verde branco, a vereadora da autarquia comentou e afirmou: “Esta Direção acabou com a contenda em Tribunal e está disposta a dar continuidade ao Clube, o que é de reconhecer. Contudo, não é a Câmara que tem essa responsabilidade, que não faz parte dos órgãos dirigentes do Clube, nem o Lusitano é um Clube Municipal”, refere a autarca.

A ‘deixa’ do presidente do clube sugeria que a autarquia poderia pagar mais de 1 milhão de euros para pagar a divida do clube e inverter a situação atual ( a saída do Campo Estrela ).

Florbela Fernandes, na qualidade de vereadora do MCE, diz não concordar.  “… a Câmara não tem esse dinheiro, e esse valor, atribuído a um único Clube, destrói qualquer princípio de justiça e equidade para com todo o movimento associativo e terceiro sector, do Concelho, refere a vereadora.

“a senhora diz coisas que demonstram uma total falta de noção do que é o desporto

Pedro Caldeira não se ficou e adianta que, “a senhora diz coisas que demonstram uma total falta de noção do que é o desporto, as condições necessários para a prática desportiva e tudo o que envolve a mesma.”

Se quiser perceber melhor o que é o dia a dia dum clube com 400 atletas e as dificuldades que TODOS os clubes têm, estou disponível para lhe mostrar e explicar o que é a realidade.”

O presidente dos lusitanistas, que acabam de subir aos nacionais, em seniores, refere ainda que Florbela Fernandes, “Votou contra, sendo mesmo a única vereadora a votar contra, um pacote de ajuda aos clubes (não foi um pacote de ajuda ao Lusitano, foi um pacote de ajuda a todos os clubes) que há vários anos nada recebem da câmara municipal para apoiar a sua actividade e que lutam diariamente contra uma pandemia que só veio agravar ainda mais a situação.”

E adianta: “Mas aquilo que mais me recordo foi a sua frase emblemática quando voltamos a reunir depois das eleições e nas vésperas da reunião de câmara onde iria a votação o pacote de apoio aos clubes.

“Pedro (nessa altura ainda sabia o meu nome) não se preocupe, eu sou só uma, eles votam todos a favor e mesmo que eu vote contra o apoio é aprovado na mesma” só me apraz dizer, que consciência política Sra Vereadora…”

“São um movimento liderado por alguém sem qualquer tipo de sensibilidade para temas tão importantes como o desporto”

Pedro Caldeira faz igualmente duras críticas ao Movimento Cuidar de Évora. “Quando o movimento cuidar de Évora apareceu achei que seria uma lufada de ar fresco no panorama político eborense, depois deste curto espaço de tempo considero que são um movimento liderado por alguém sem qualquer tipo de sensibilidade para temas tão importantes como o desporto.

O dirigente desportivo termina um longo comentário com outras acusações diretas a Florbela Fernandes.

“Enquanto Presidente dum clube centenário como o Lusitano Ginásio Clube, enquanto cidadão que paga impostos, enquanto empresário que paga impostos lamento que assim seja, poderia fazer bem mais e melhor do que faz e eu posso julgá-la Sra Vereadora porque a Sra tem um cargo público, pago com o dinheiro dos contribuintes sendo que eu sou um deles. A senhora representa-me diariamente quando exerce as suas funções e eu esperava mais e melhor de si!, refere.

A concluir a divulgação de um convite que nem resposta teve por parta da vereadora e do movimento que representa. “… o Lusitano Ginásio Clube completou 111 anos de existência no dia 11-11-2021 a Sra tal como o Sr Presidente da Câmara municipal de Évora e restantes vereadores foram convidados por escrito e de forma oficial para marcarem presença no jantar comemorativo, uns estiveram presentes, outros não mas todos responderam ao convite por escrito parabenizando o clube e sua direção, todos excepto a Sra vereadora que nem sequer se deu ao trabalho de agradecer o convite que recebeu.

O Lusitano merece o seu respeito Sra Vereadora e não o tem tido”, concluiu o presidente do LGC.

Música

MAIO 7LUAS BAND (Cabo Verde) esta sexta em Montemor o Novo

Na Praça de Touros com estrada livre.

Publicado

em

Montemor o Novo, esta sexta feira com entrada gratuita

“Festival Sete Sóis Sete Luas”

Na sexta-feira, 12 de agosto, às 21h30, na Praça de Touros de Montemor-o-Novo, recebemos a MAIO 7LUAS BAND (Cabo Verde).

A iniciativa no âmbito do Festival Sete Sóis Sete Luas, e que integra também o Fora de Cena Alentejo Central e a MIF Mostra Internacional de Folclore de Montemor, é de entrada gratuita.

Esta produção original do Festival Sete Sóis Sete Luas conta com a participação de alguns dos mais prestigiados músicos do Maio, uma das ilhas mais periféricas do arquipélago de Cabo Verde.

O repertório do grupo aposta em temas criados por compositores da ilha e defende por isso a tradição musical do Maio, utilizando o crioulo, que confere aos temas uma emoção especial.

Os músicos, Tote Xinoca na voz e cavaquinho, o Tó no baixo, o Mauro no piano e cavaquinho foram dirigidos musicalmente pelos mestres José Peixoto e José Barros (Portugal) no âmbito do projeto de cooperação promovido pelo Festival SSSL.

Special guests: o conhecido compositor e músico da ilha do Maio Tibau Tavares e o conceituado baterista português André Sousa Machado, que já trabalhou com os mais conhecidos artistas portugueses como Rão Kyao, Mário Laginha, Sérgio Godinho, Vitorino e Orquestra do Hot Clube de Portugal.

O repertório da Maio7LuasBand harmoniza músicas tradicionais, composições originais e novos arranjos inspirados na cultura da pequena ilha do Maio.

Continuar a ler

Agenda

Teatro e música nas “Noites na Fonte” em Águas de Moura

A 9 e 10 de setembro, as melhores noites são passadas junto à Fonte Centenária

Publicado

em

Teatro e música

 “Noites na Fonte” em Águas de Moura

A 9 e 10 de setembro, as melhores noites são passadas junto à Fonte Centenária de Águas de Moura, em mais uma edição das “Noites na Fonte”.

Teatro, com os espetáculos “Garreia Caramela”, pelo Teatro Sem Dono, e “Ti Miséria”, pelo Teatro O Bando, e música, com os concertos da Orquestra de Guitarras da Sociedade de Instrução Musical de Quinta do Anjo e da banda Paper Hearts, são as propostas para animar as noites de verão em Águas de Moura, com entrada gratuita.

As “Noites na Fonte” são organizadas pela Câmara Municipal de Palmela com a União das Freguesias de Poceirão e Marateca e o Movimento Associativo local. Mais informações: 935 321 218.

Programa

9 setembro

21h30

Garreia Caramela – Teatro de Robertos

Pela Associação Teatro Sem Dono

Destinatários: M/3

22h30

Concerto com a Orquestra de Guitarras da Sociedade de Instrução Musical de Quinta do Anjo

10 setembro 

21h30

Ti Miséria

Pelo Teatro O Bando

Sinopse: «Ela amassa o tempo da mesma forma que amassa os seus bolos, os seus bolinhos. Paula Só interpreta esta personagem extraordinária, que nasceu em 1986, no espetáculo “Nós de Um Segredo” (conto tradicional galego), mas não tem 36 anos…tem 120. A Ti Miséria queixava-se que lhe subiam à nogueira e lhe roubavam as nozes, o seu único tesouro, mas um dia descobriu uma maneira de isso não voltar a acontecer. Descobriu também uma maneira de enganar a morte e, por isso, continua a aquecer o forno e a cozinhar os seus bolos, porque ela nunca a virá buscar. Ti Miséria valeu a Paula Só o prémio de melhor interpretação, atribuído pela Associação Portuguesa de Críticos de Teatro, e encontra-se agora novamente em itinerância.

Criação: Teatro O Bando

Com: Paula Só

Destinatários: M/6

22h30 Concerto com Paper Hearts

Continuar a ler

Agenda

Mostra Int. de Folclore de Montemor o Novo.(entrevista)

Entrevista de Sónia Soares a Olímpio Galvão, presidente da C.M. de Montemor o Novo

Publicado

em

Montemor o Novo…já a decorrer

Mostra Internacional de Folclore

A Mostra Internacional de Folclore de Montemor-o-Novo 2022 está a decorrer mas neste fim de semana é que vai ter o seu ponto alto.

O seu início foi no passado dia 9 e decorre até dia 13, próximo domingo.

Montemor o Novo volta a trazer o mundo ao Alentejo.

Veja a entrevista de Sónia Soares ao presidente da autarquia.

Continuar a ler

ÚLTIMAS

Facebook

x
error: O conteúdo está protegido!!