Siga-nos

Autarquias

Praça principal de Reguengos de Monsaraz em obras.

Trata-se de um investimento de cerca de 880 mil euros apoiado em 85 por cento por fundos comunitários

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

As obras de requalificação da Praça da Liberdade, em Reguengos de Monsaraz, já se iniciaram, um investimento de cerca de 880 mil euros apoiado em 85 por cento por fundos comunitários.

“Município de Reguengos de Monsaraz inicia a requalificação da Praça da Liberdade”

O Município de Reguengos de Monsaraz e a empresa Urbigav decidiram não começar as obras em março devido à pandemia de covid-19, iniciando-se agora os trabalhos com os devidos cuidados de proteção dos trabalhadores.

A requalificação da Praça da Liberdade está integrada no Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano (PEDU) e tem um prazo de conclusão de 270 dias.

A autarquia decidiu aumentar a área pedonal e criar zonas amplas para esplanadas para os espaços de restauração no tabuleiro poente, com novas árvores e uma estrutura de apoio com palco para atividades culturais.

Nesse lado da praça será ainda instalado um sistema de jogo de água formado por 36 jatos que permitem fazer ondas e salpicos e 108 bicos de pulverização tipo nevoeiro para baixar em três ou quatro graus centígrados a temperatura ambiente no verão.

O tabuleiro nascente da praça vai manter a circulação automóvel num sentido para acesso aos serviços existentes, com estacionamento, uma zona de esplanada e um quiosque para venda de jornais e serviço de pastelaria.

Os dois tabuleiros serão atravessados pela ciclovia e a principal via de circulação automóvel da praça poderá ser fechada com pilaretes retráteis quando existirem eventos.

A Praça da Liberdade terá ainda iluminação específica em todas as árvores, nos repuxos e nas fachadas históricas, assim como um carregador rápido para veículos elétricos para promover a mobilidade sustentável e a redução de emissões de gases.

Continuar a ler
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

avatar
700

Autarquias

Câmara de Cuba decreta 3 dias de luto pela morte do bombeiro Carlos Carvalho.

Bombeiro não resistiu aos ferimentos após o incêndio de Castro Verde

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Decretados 3 dias de luto municipal, com efeito a partir de dia 31 de julho de 2020

“…bombeiro não resistiu aos ferimentos”

Comunicado da autarquia:

“Foi com profundo pesar que tomamos conhecimento do falecimento do bombeiro Carlos Manuel Lopes Carvalho. Neste que é um momento de dor e consternação para a nossa comunidade, a autarquia de Cuba expressa as mais sentidas condolências à família enlutada e a todos os membros da corporação de Bombeiros Voluntários de Cuba e a toda a família dos Bombeiros Portugueses.

Nesta hora de tristeza, devemos lembrar o Carlos pela sua qualidade altruísta, demonstrada pelos anos de serviço dedicados em prol do próximo, e destacar a sua entrega, dedicação e devoção aos Bombeiros Voluntários de Cuba.

Em memória e reconhecimento de Carlos Carvalho, a autarquia de Cuba informa que será decretado, com efeito a partir de amanhã, dia 31 de Julho de 2020, um período de 3 dias de luto municipal.”

Continuar a ler

Copyright © 2020 TDS - Rádio e Televisão do Sul | redação: info@televisaodosul.pt 266702926 |Comercial: dialogohabil@gmail.com Publicidade site | rádio: 917278022

error: Content is protected !!