Últimas:
Portugueses fazem 1200 reclamações/mês contra o setor público – TDS Radio e Televisão do Sul
Siga-nos

Sociedade

Portugueses fazem 1200 reclamações/mês contra o setor público

Veja mapa de serviços alvo das reclamações

Publicado

em

Portal da Queixa

“As reclamações dos portugueses”

Numa altura em que o país assiste à dissolução da Assembleia da República, o Portal da Queixa fez uma análise aos Serviços Públicos e às reclamações geradas pelos consumidores contra o setor público.

Em ano, os portugueses já apresentaram 12 mil queixas, um aumento de 29% face a 2020.

O Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT), o Serviço Nacional de Saúde (SNS) e a Segurança Social são as três entidades mais reclamadas.

Segundo revela a análise da equipa do Portal da Queixa, durante os primeiros 10 meses do ano, chegaram à maior rede social de consumidores de Portugal, mais de 1.200 reclamações por mês contra o setor público.

Entre 1 de janeiro e 31 de outubro de 2021, o Portal da Queixa recebeu na sua plataforma 12.001 reclamações dirigidas aos serviços públicos. Um aumento de 29% face ao período homólogo (2020), onde foram registadas 9.283 queixas.

Foram consideradas para análise as seguintes subcategorias: Institutos Públicos, Serviços Sociais e de Previdência, Administração Pública e Polícia, Emergência e Bombeiros. Entre os vários organismos analisados, os resultados constatam que o IMT (4.322), o SNS (2.209) e a Segurança Social (1.378) lideram o maior volume de queixas dos consumidores. 

A maioria das reclamações dirigidas ao IMT (54%) estão relacionadas com problemas na emissão, troca, renovação e envio das cartas de condução.

Relativamente ao SNS – que registou um aumento na ordem dos 37% face a 2020 -, 21% das reclamações incidem sobre problemas relacionados com a pandemia (vacinação, emissão de certificados, etc.), 24% refere-se a queixas relativas à qualidade de atendimento nos serviços e 12% reportam-se a problemas com consultas e dificuldade no acesso ao médico de família.

No que concerne à Segurança Social, 46% das reclamações estão relacionadas com apoios, abonos, pensões e subsídios, sendo que, 10% dessas apontam problemas com os subsídios de desemprego.

No período analisado, verificou-se ainda um crescimento significativo do número de reclamações relacionadas com os Institutos Públicos, que somam 6.111 ao total de queixas apresentadas em 2021 contra os serviços públicos, fazendo disparar em 123% o número de reclamações, comparativamente com o mesmo período em 2020, onde foram registadas apenas 2.739.

A análise permitiu identificar que o IMT representa 71% das reclamações dirigidas à subcategoria Institutos Públicos e o SEF representa 77% das reclamações dirigidas à subcategoria Polícia, Emergência e Bombeiros.

Entidades com menos queixas em 2021

Na Administração Pública, destaca-se o Ministério da Educação e a Autoridade Tributária e Aduaneira (ATA) ao registar, este ano, um decréscimo das reclamações. A Autoridade Tributária apresenta, atualmente, uma taxa de solução na ordem dos 84% e uma taxa de resposta de 89,1%, face às queixas que recebe dos consumidores via Portal da Queixa.

Também as forças de segurança PSP e a GNR – na subcategoria Polícia, Emergência e Bombeiros -, registaram uma diminuição de reclamações dos portugueses, comparativamente com 2020.

Nos Serviços Sociais de Previdência, o Centro Nacional de Pensões e a ADSE foram os organismos que viram reduzir a percentagem de queixas em 2021.

    2020              2021
Administração Pública 2966 3237
Autoridade Tributária e Aduaneira 327 294
Ministério da Educação 808 301
SNS 1611 2209
Institutos Públicos 2739 6111
IEFP 185 275
IMT 1650 4322
IRN – Instituto dos Registos e Notariado 391 688
Polícia, Emergência e Bombeiros 928 665
SEF 743 514
PSP 82 69
GNR 51 23
Serviços Sociais e de Previdência 2650 1988
Centro Nacional de Pensões 618 531
Segurança Social 1898 1378
ADSE 100 49

(Período analisado: 01 janeiro a 31 de outubro 2020/2021)

De referir que, entre 01 de janeiro e 31 de dezembro de 2020, os serviços públicos registaram um aumento exponencial do número de reclamações no Portal da Queixa (total de 16.602 queixas), verificando-se um crescimento de 81% em comparação com 2019 (total de 9.184 queixas).

Continuar a ler
Publicidade

Acidentes

Despiste em Santa Vitória, Beja.

Acidente aconteceu já esta sexta-feira

Publicado

em

Despiste em Santa Vitória

Viatura despista se

O despiste de uma viatura em beja aconteceu esta noite em Santa Vitória cerca das 00h39.

No local estão 7 operacionais apoiados por 3 viaturas.

Ainda não existem dados sobre o estado do condutor.

Continuar a ler

Sociedade

Praça de Touros de Estremoz volta a abrir portas.

Desta vez vai ter lugar uma novilhada.

Publicado

em

Praça de touros reabre

Em Estremoz

Depois do êxito alcançado no passado dia 30 de Abril, por ocasião da Corrida de Touros que fez parte integrante do programa da FIAPE – , está já a ser preparado o regresso da tauromaquia ao tauródromo da cidade branca.

No próximo dia 9 de Julho, sábado, vai realizar-se na Praça de Touros de Estremoz, uma novilhada popular de oportunidade aos novos.

A dupla TTE / Toiros e Tauromaquia está a trabalhar na Corrida de Touros que fará parte do programa das tradicionais Festas de Setembro, as Festas da Exaltação da Santa Cruz.

No “segredo dos deuses” ainda estão os nomes que irão compor o cartel da corrida que terá lugar na Praça de Touros de Estremoz, na noite de 2 de Setembro, sexta-feira.

Aguarda se o cartel que deverá ser formado pelas  máximas figuras do toureio em Portugal.

Continuar a ler

x
error: O conteúdo está protegido!!