Últimas:
Portugueses fazem 1200 reclamações/mês contra o setor público – TDS Radio e Televisão do Sul
Siga-nos
blank

Sociedade

Portugueses fazem 1200 reclamações/mês contra o setor público

Veja mapa de serviços alvo das reclamações

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Portal da Queixa

“As reclamações dos portugueses”

Numa altura em que o país assiste à dissolução da Assembleia da República, o Portal da Queixa fez uma análise aos Serviços Públicos e às reclamações geradas pelos consumidores contra o setor público.

Em ano, os portugueses já apresentaram 12 mil queixas, um aumento de 29% face a 2020.

O Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT), o Serviço Nacional de Saúde (SNS) e a Segurança Social são as três entidades mais reclamadas.

Segundo revela a análise da equipa do Portal da Queixa, durante os primeiros 10 meses do ano, chegaram à maior rede social de consumidores de Portugal, mais de 1.200 reclamações por mês contra o setor público.

Entre 1 de janeiro e 31 de outubro de 2021, o Portal da Queixa recebeu na sua plataforma 12.001 reclamações dirigidas aos serviços públicos. Um aumento de 29% face ao período homólogo (2020), onde foram registadas 9.283 queixas.

Foram consideradas para análise as seguintes subcategorias: Institutos Públicos, Serviços Sociais e de Previdência, Administração Pública e Polícia, Emergência e Bombeiros. Entre os vários organismos analisados, os resultados constatam que o IMT (4.322), o SNS (2.209) e a Segurança Social (1.378) lideram o maior volume de queixas dos consumidores. 

A maioria das reclamações dirigidas ao IMT (54%) estão relacionadas com problemas na emissão, troca, renovação e envio das cartas de condução.

Relativamente ao SNS – que registou um aumento na ordem dos 37% face a 2020 -, 21% das reclamações incidem sobre problemas relacionados com a pandemia (vacinação, emissão de certificados, etc.), 24% refere-se a queixas relativas à qualidade de atendimento nos serviços e 12% reportam-se a problemas com consultas e dificuldade no acesso ao médico de família.

No que concerne à Segurança Social, 46% das reclamações estão relacionadas com apoios, abonos, pensões e subsídios, sendo que, 10% dessas apontam problemas com os subsídios de desemprego.

No período analisado, verificou-se ainda um crescimento significativo do número de reclamações relacionadas com os Institutos Públicos, que somam 6.111 ao total de queixas apresentadas em 2021 contra os serviços públicos, fazendo disparar em 123% o número de reclamações, comparativamente com o mesmo período em 2020, onde foram registadas apenas 2.739.

A análise permitiu identificar que o IMT representa 71% das reclamações dirigidas à subcategoria Institutos Públicos e o SEF representa 77% das reclamações dirigidas à subcategoria Polícia, Emergência e Bombeiros.

Entidades com menos queixas em 2021

Na Administração Pública, destaca-se o Ministério da Educação e a Autoridade Tributária e Aduaneira (ATA) ao registar, este ano, um decréscimo das reclamações. A Autoridade Tributária apresenta, atualmente, uma taxa de solução na ordem dos 84% e uma taxa de resposta de 89,1%, face às queixas que recebe dos consumidores via Portal da Queixa.

Também as forças de segurança PSP e a GNR – na subcategoria Polícia, Emergência e Bombeiros -, registaram uma diminuição de reclamações dos portugueses, comparativamente com 2020.

Nos Serviços Sociais de Previdência, o Centro Nacional de Pensões e a ADSE foram os organismos que viram reduzir a percentagem de queixas em 2021.

    2020              2021
Administração Pública 2966 3237
Autoridade Tributária e Aduaneira 327 294
Ministério da Educação 808 301
SNS 1611 2209
Institutos Públicos 2739 6111
IEFP 185 275
IMT 1650 4322
IRN – Instituto dos Registos e Notariado 391 688
Polícia, Emergência e Bombeiros 928 665
SEF 743 514
PSP 82 69
GNR 51 23
Serviços Sociais e de Previdência 2650 1988
Centro Nacional de Pensões 618 531
Segurança Social 1898 1378
ADSE 100 49

(Período analisado: 01 janeiro a 31 de outubro 2020/2021)

De referir que, entre 01 de janeiro e 31 de dezembro de 2020, os serviços públicos registaram um aumento exponencial do número de reclamações no Portal da Queixa (total de 16.602 queixas), verificando-se um crescimento de 81% em comparação com 2019 (total de 9.184 queixas).

Continuar a ler
Publicidade

Saúde

Estudo diz que portugueses temem que impacto da covid se prolongue

Os efeitos da pandemia.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Portugueses temem que o impacto da Covid-19 se prolongue por mais um ano

“Novo estudo da Intrum revela que 48% dos portugueses diz estar mais pobre devido à crise”

A Intrum acaba de lançar o seu mais recente estudo ECPR – European Consumer Payment Report 2021. Um estudo que revela que os consumidores portugueses têm menos confiança que os de outros países sobre um regresso rápido à normalidade.

O ECPR2021 tem por objetivo a partilha de informação sobre a vida quotidiana dos consumidores europeus, os seus hábitos de despesa e a capacidade de gerir as suas finanças domésticas mensalmente.

De acordo com este estudo, 55% dos inquiridos portugueses acredita que levará pelo menos um ano até que a pandemia deixe de ter um impacto negativo nas suas finanças, valor superior à média europeia, de 49%.

Impacto no bem-estar financeiro dos consumidores

A turbulência económica de 2020 prosseguiu em 2021, continuando muito presente na mente de alguns consumidores. Embora a normalidade esteja a voltar à Europa com a reabertura de restaurantes e teatros, com os funcionários a voltar aos seus escritórios, o estudo da Intrum revela que a pandemia lançou uma sombra sobre o bem-estar financeiro dos consumidores.

Neste contexto, 27% dos consumidores acreditam que a COVID-19 terá um impacto negativo nas suas finanças durante pelo menos mais 12 meses e 28% prevêem ainda que levará mais de dois anos até que o seu bem-estar financeiro volte ao normal.

Aumento das desigualdades económicas na sociedade

O ECPR2021 revelou também que a pandemia afetou desproporcionalmente os diferentes países e grupos demográficos.

Embora a situação de emprego da maioria não tenha sido diretamente afetada, quase quatro em cada 10 europeus (37%) afirmam estar mais pobres hoje, do que antes do início da crise.

Em Portugal, este valor sobe para 48%. Pessoas com baixos rendimentos familiares foram particularmente afetadas, aumentando a desigualdade económica na sociedade.

Capacidade para gerir crédito e dívida em pandemia

Como resultado da diminuição do rendimento disponível devido à pandemia em curso, alguns europeus estão a contrair dívidas adicionais em 2021.

De acordo com o estudo da Intrum, 26% dos inquiridos afirma ter pedido dinheiro emprestado ou atingido o limite do cartão de crédito para pagar as suas contas nos últimos 6 meses.

Em Portugal, a percentagem é igual à média europeia, tendo aumentando 3 pontos percentuais em relação a 2020.

Pontualidade no pagamento e segurança financeira

A economia portuguesa foi fortemente afetada pela pandemia.

Portugal foi o primeiro país a ter o seu plano de recuperação e resiliência (PRR) aprovado pela Comissão Europeia, enquanto a diminuição das restrições de entrada para viajantes aumenta as esperanças de uma recuperação do turismo, setor vital para a economia.

Em linha com estes desenvolvimentos positivos, a pontualidade no pagamento dos consumidores portugueses melhorou, com mais de três quartos dos consumidores (76%) a afirmar que nos últimos 12 meses pagaram todas as suas contas dentro dos prazos, 6 pontos percentuais acima da média europeia, que se situou nos 70%.

Por outro lado, a pandemia permitiu aos consumidores colocar foco na sua segurança financeira.

O estudo da Intrum demonstra que 53% dos inquiridos afirma estar a poupar para proteger o seu bem-estar financeiro e 56% refere que definiu objetivos para gerir melhor as suas despesas e poupanças.

Para além disso, 34% vê na pandemia uma oportunidade para melhorar as suas finanças.

Aumento do consumo sustentável

Com o ano 2020 bastante instável, é possível verificar que o comportamento do consumidor mudou, colocando novos desafios para as empresas.

Durante um ano de eventos climáticos extremos, incluindo inundações devastadoras na Alemanha e incêndios florestais na Grécia, o mais recente estudo da Intrum mostra que os consumidores penalizam empresas sem preocupações ambientais.

Um sinal que os consumidores responsabilizam as empresas pelos seus compromissos de sustentabilidade, é o facto de mais de metade dos consumidores europeus (52%) afirmarem que não comprariam a uma empresa se soubessem que a sua atividade prejudica o ambiente.

O mesmo acontece em Portugal, onde 68% dos inquiridos afirmam o mesmo.

Para Luís Salvaterra, Diretor-Geral da Intrum Portugal “Na Intrum, sabemos que muitos consumidores estão a passar por uma situação financeira difícil desde 2020 e têm tido dificuldade em pagar as suas contas nos prazos. O nosso conselho aos consumidores é que procurem ajuda o mais cedo possível para resolver qualquer problema financeiro. Mais positivo é o indicador que revela uma maior preocupação com a economia doméstica, com os consumidores a gerir com mais cuidado despesas e poupanças.

Continuar a ler

Sociedade

Cada português deverá gastar, em média, 529€ nas prendas de Natal

Consumidores vão gastar mais dinheiro neste Natal

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Consumidores a nível global recuperam o espírito natalício

“… e vão gastar mais este ano”

Os consumidores, de acordo com os resultados do 15º Holiday Shopping Survey da Accenture, estão ansiosos pelo início do período festivo e planeiam gastar este ano mais do que tinham despendido em 2020 nas compras de fim de ano e apoiar organizações de caridade e comunidades locais.

As compras devem aumentar este ano, com os consumidores a planearem gastar em média €529 nesta temporada, em comparação com os €477 do ano passado. A maioria (71%) afirma que pretende gastar tanto ou mais do que no ano passado. Os millennials entre os 32 e 39 anos, que preveem gastar em média €624, apresentam o valor mais elevado entre qualquer faixa etária.

“O 15º  Holiday Shopping Survey da Accenture mostra que as gerações mais jovens provavelmente são as que mais gastam, priorizando tempo e dinheiro para experiências partilhadas.”

O estudo da Accenture, que incluiu mais de 1.500 consumidores, indica que 76% estão ansiosos para, nesta época festiva, passar tempo com a família; 75% planeiam comprar presentes para familiares próximos e 41% a comprar presentes para vizinhos, colegas e amigos.

Esta ‘generosidade de espírito’ vai provavelmente estender-se a outros níveis, já que 70% pretendem, este ano, fazer contribuições para obras de caridade, e 21% pretendem doar mais do que no ano passado. Este número que sobe para 32% na geração Z e 28% dos jovens da geração millennial (idades entre 24-31).

A pesquisa destaca também este desejo contínuo de apoiar as comunidades locais, com 58% dos consumidores a revelarem a intenção de comprar no comércio local e a retalhistas independentes.

“70% dos consumidores indicam que pretendem fazer doações”

Embora o aumento previsto nos gastos do consumidor seja uma boa notícia para os retalhistas, o nosso relatório indica que os eventos do ano passado, provavelmente, afetarão os hábitos de consumo de diferentes gerações neste período festivo”, afirma Manuela Vaz, vice-presidente da Accenture Portugal, responsável pelas áreas de Retalho e Bens de Consumo. “Os retalhistas não se podem esquecer de cumprir os protocolos de segurança em vigor e de acompanhar as necessidades e gostos de compras em cada uma das comunidades em que estão inseridos. Isso requer maior tomada de decisão local, auxiliada por ferramentas de análise, para detetar, à medida que vão acontecendo, as mudanças das condições de mercado e a evolução dos padrões de consumo.

O regresso às compras em loja – uma escolha popular entre os nativos digitais – Geração Z

Apesar da pandemia, as compras em loja parecem voltar a ser ‘confortáveis’. Mais de metade (54%) das pessoas em geral – e 70% dos consumidores da Geração Z – planeiam fazer a maior parte das suas compras de Natal em loja, enquanto, surpreendentemente, 54% dos baby boomers preveem fazer a maior parte das compras online.

Além disso, 25% dos consumidores em geral – e 42% dos millennials mais jovens – indicam que experiências partilhadas, como aulas de culinária, cânticos natalícios ou atividades para as crianças, podem incentivá-los a escolher uma loja em detrimento de outras.

Os eventos do ano passado comprimiram, em algumas semanas, as mudanças que provavelmente teriam levado anos. Por exemplo, a pandemia forçou as gerações mais velhas a superar a sua hesitação em fazer compras online, uma tendência continuamente identificada pelos nossos estudos. Por outro lado, os consumidores mais jovens – que já se sentem confortáveis ​​online – parecem procurar serviços e experiências que vão além da compra”, indica Manuela Vaz. “Os retalhistas e as empresas de bens de consumo devem aproveitar estas mudanças comportamentais e avançar com uma reinvenção, para se envolverem com um mercado diversificado e multigeracional de milhões de pessoas”.

Comprar cedo, antes que seja tarde demais

A pandemia, juntamente com as questões de abastecimento e transporte, preocupam um terço (34%) dos consumidores, que pretendem fazer antecipar as compras, pois receiam não conseguir comprar o que precisam a tempo da época festiva. Além disso, a Black Friday e a Cyber ​​Monday continuam a perder o seu interesse, desafiando os retalhistas e as marcas a terem uma visão de longo prazo desta temporada.

O declínio da popularidade da Black Friday, juntamente com o facto de que os consumidores começam cada vez mais cedo as suas compras de Natal, significa que os retalhistas e as marcas precisam de conseguir envolver os consumidores durante este período”, disse Manuela Vaz. “Além disso, com muitas pessoas ainda a trabalhar em casa, a capacidade de pesquisar, a maior facilidade em escolher os produtos e fazer compras online, torna tudo mais fácil para os consumidores – e torna-se muito mais difícil para os retalhistas. Este ano, mais do que nunca, controlar o stock e ter garantia do abastecimento será tão importante para o consumidor quanto para o retalhista”.

Tempo e dinheiro para experiências, uma prioridade para os consumidores

Os consumidores vão redirecionar parte dos seus gastos em ofertas materiais para experiências e serviços, mas isso é mais pronunciado entre as gerações mais jovens, que são mais propensas a viajar, socializar durante o período de festas, e também a procurar e oferecer experiências.

Sabemos que a Geração Z e os Millennials têm um maior poder de compra, e isso, representa uma grande oportunidade para as empresas de consumo que os servem”, disse Manuela Vaz, vice-presidente da Accenture Portugal, responsável pelas áreas de Retalho e Bens de Consumo. “As empresas devem aproveitar o desejo dos consumidores mais jovens de partilhar experiências, mas também não se esquecer as suas crescentes prioridades, onde se incluem saúde e segurança, oferecendo-lhes uma experiência de compra com foco na facilidade e conveniência.”

Sobre o estudo

O 15º Annual Holiday Shopping Survey da Accenture fornece informações sobre os padrões de compra do consumidor durante este período de fim de ano, e fornece uma indicação das expectativas de desempenho do retalho de rua e online, num momento que é de grande importância para o setor. Este ano, a Accenture inquiriu online uma amostra representativa de consumidores, sendo que todos tinham feito uma compra online ou numa loja de um produto para uso pessoal nos seis meses anteriores. Os entrevistados foram divididos entre géneros e grupos etários, com 14% de cada um da Geração Zers (com idades entre 18-24), 13% da geração Y, mais jovem (25-31), 14% da geração Y, mais velha (32-39), 22% da Geração X (40 -55), 21% baby boomers (56-69) e 16% com mais de 70 anos.

O estudo foi realizado em agosto de 2021.

Continuar a ler

Agenda

Já sabe como vai ser o Natal em Alcácer do Sal?

De 27 de novembro a 6 de janeiro.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Alcácer do Sal

“Natal com tradição, Comércio com animação”  

“Natal com tradição, Comércio com animação” é mote da campanha que arranca já este sábado (27 de novembro), promovida pela Câmara Municipal de Alcácer do Sal e pela União das Freguesias de Alcácer do Sal (Santa Maria do Castelo e Santiago) e Santa Susana, com o objetivo central de incentivar munícipes e visitantes a adquirirem os seus presentes no comércio local.

A iniciativa decorre até 6 de janeiro de 2022 e irá, simultaneamente, disseminar o espírito natalício, trazendo a alegria para as ruas, através da concretização de um diversificado programa de atividades, que vão desde insufláveis, desporto, concertos, animação de rua, passeios de galeão, espetáculos a carrossel infantil gratuito e cinema especial no dia de Natal e de Ano Novo com entrada livre.

No sábado (dia 27), o programa terá início com a chegada das emblemáticas figuras do Pai Natal e da Mãe Natal em trenó, ao Largo dos Açougues, pelas 10h, seguida de desfile pelas ruas da cidade, que se encontram decoradas com iluminação em celebração da quadra e que pode inclusive ser vista a partir do rio Sado, em passeios de galeão.

Este ano, o destaque vai para a Avenida dos Aviadores, para onde transitou a tenda onde está instalado o “Mercadinho de Natal – Venda de Artesanato”, assim como a “XXIV Feira do Livro”.

Ambos decorrem de 27 de novembro a 19 de dezembro, sendo que o Mercadinho funciona apenas ao fim de semana e feriados, das 10h às 18h; já a Feira do Livro está aberta ao público de segunda a sexta-feira, das 14h às 18h e ao fim de semana e feriados, das 10h às 18h, além de ter um programa próprio, que abarca a venda de livros, encontros com escritores e sessões de contos e de leitura animada.

Veja o programa completo AQUI .

Continuar a ler

Sociedade

Restauração da Independência em Santo Aleixo da Restauração

Independência de Portugal garantida em 1640

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

No dia 1 de dezembro

“Restauração da Independência em Santo Aleixo da Restauração”

O 1.º de Dezembro é o dia em que se assinala a Restauração da Independência de Portugal, face a Espanha, em 1640. 

Todos os anos, a Câmara Municipal de Moura e a União de Freguesias de Safara e Santo Aleixo da Restauração comemoram esta data, em Santo Aleixo da Restauração, assinalando a heroicidade dos santoaleixenses nas batalhas contra os espanhóis. 

O programa do 1.º de Dezembro será assinalado, na Praça da Restauração com o seguinte programa:

10h30 – Receção à banda do Círculo Artístico Musical Safarense

10h45 – Içar da Bandeira

Seguem-se os discursos do Presidente da União de Freguesias de Safara e Santo Aleixo da Restauração, Francisco Candeias, e do Presidente da Câmara Municipal de Moura, Álvaro Azedo.

11h30 – Apresentação do livro da autoria de Francisco Carlos Machado de Almeida, intitulado “Capitão Martim Carrasco”.

12h30 – Convívio popular com atuações do Grupo Coral Feminino Associação Sol da Vida e do Grupo Coral da Casa do Povo de Santo Aleixo da Restauração. 

Continuar a ler
Publicidade

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

OUTRAS NOTÍCIAS

Publicidade
Saúde1 semana atrás

Gouveia e Melo não defende vacinação obrigatória.

Artes1 semana atrás

Évora entrega candidatura a Capital Europeia da Cultura 2027

Turismo3 semanas atrás

Vila de Frades e Vila Alva abrem adegas em Dia de S.Martinho

Agenda3 semanas atrás

Portugal procura eleger a ‘Árvore do Ano’.

Economia3 semanas atrás

Já viu o que a Mercedes-Benz anda a fazer?

Sociedade1 mês atrás

Para o fim de semana: Já começou a Feira da Caça em Mértola

Justiça1 mês atrás

André Ventura quer explicações da PJ e da PGR sobre incidente em Moura.(vídeo)

Notícia TDS1 mês atrás

‘Havia pessoas que tinham receio de falar comigo’, diz Olímpio Galvão.

Notícia TDS1 mês atrás

Olímpio Galvão vai pedir auditoria às contas da câmara.

Artes1 mês atrás

Feira Medieval de Évora já começou (Veja as imagens)

Incêndios1 mês atrás

Queima provoca incêndio em Montargil

Últimas1 mês atrás

Já viu o salvamento de um cão, na A1, por um grupo de Motociclistas?

Futebol2 meses atrás

Tiros e agressões no Olimpico do Montijo-Vit.Setúbal B

Futebol2 meses atrás

Serpa vence o Covilhã e segue na Taça de Portugal

Tecnologia2 meses atrás

Air Summit: Veja o espetáculo de um Night Show (vídeo)

Acidentes2 meses atrás

Acidente envolve 3 viaturas em Évora (vídeo)

Acidentes2 meses atrás

Acidente aparatoso com ambulância do INEM (veja imagens)

Desportos2 meses atrás

Congresso de Mergulho termina hoje em Tróia.

Artes2 meses atrás

Grutas do Escoural encerram …mas só por 5 dias.

Educação2 meses atrás

Univ. Évora: Manuel Heitor pede ‘retoma amigável’.

Sociedade2 meses atrás

IRA entra numa propriedade em Elvas e recolhe dezenas de animais. GNR assiste a operação. (vídeo)

Incêndios2 meses atrás

Fogo no Seixal fere 4 bombeiros. (vídeo)

Acidentes2 meses atrás

Acidente seguido de incêndio faz 3 mortes (video)

Sociedade2 meses atrás

Temporal provoca cheias em Badajoz (vídeo)

Saúde2 meses atrás

COVID-19: Mais de 40 casos confirmados no Alentejo

Sociedade2 meses atrás

“Grande Aquário do Amazonas’ é inaugurado no Fluviário de Mora.

Música3 meses atrás

O homem que emigrou e disse que Portugal ‘está irrespirável’ atua em Beja.

Sociedade3 meses atrás

Filme dos “Caminhos de Santiago Alentejo e Ribatejo” vence prémio.

Crime4 meses atrás

GNR coloca fim a corridas ilegais em Setúbal

Música4 meses atrás

Alvito promove o Cante Alentejano entre os mais jovens

Saúde1 semana atrás

Gouveia e Melo não defende vacinação obrigatória.

Artes1 semana atrás

Évora entrega candidatura a Capital Europeia da Cultura 2027

Turismo3 semanas atrás

Vila de Frades e Vila Alva abrem adegas em Dia de S.Martinho

Agenda3 semanas atrás

Portugal procura eleger a ‘Árvore do Ano’.

Economia3 semanas atrás

Já viu o que a Mercedes-Benz anda a fazer?

Sociedade1 mês atrás

Para o fim de semana: Já começou a Feira da Caça em Mértola

Justiça1 mês atrás

André Ventura quer explicações da PJ e da PGR sobre incidente em Moura.(vídeo)

Notícia TDS1 mês atrás

‘Havia pessoas que tinham receio de falar comigo’, diz Olímpio Galvão.

Notícia TDS1 mês atrás

Olímpio Galvão vai pedir auditoria às contas da câmara.

Artes1 mês atrás

Feira Medieval de Évora já começou (Veja as imagens)

Incêndios1 mês atrás

Queima provoca incêndio em Montargil

Últimas1 mês atrás

Já viu o salvamento de um cão, na A1, por um grupo de Motociclistas?

Futebol2 meses atrás

Tiros e agressões no Olimpico do Montijo-Vit.Setúbal B

Futebol2 meses atrás

Serpa vence o Covilhã e segue na Taça de Portugal

Tecnologia2 meses atrás

Air Summit: Veja o espetáculo de um Night Show (vídeo)

Acidentes2 meses atrás

Acidente envolve 3 viaturas em Évora (vídeo)

Acidentes2 meses atrás

Acidente aparatoso com ambulância do INEM (veja imagens)

Desportos2 meses atrás

Congresso de Mergulho termina hoje em Tróia.

Artes2 meses atrás

Grutas do Escoural encerram …mas só por 5 dias.

Educação2 meses atrás

Univ. Évora: Manuel Heitor pede ‘retoma amigável’.

Sociedade2 meses atrás

IRA entra numa propriedade em Elvas e recolhe dezenas de animais. GNR assiste a operação. (vídeo)

Incêndios2 meses atrás

Fogo no Seixal fere 4 bombeiros. (vídeo)

Acidentes2 meses atrás

Acidente seguido de incêndio faz 3 mortes (video)

Sociedade2 meses atrás

Temporal provoca cheias em Badajoz (vídeo)

Saúde2 meses atrás

COVID-19: Mais de 40 casos confirmados no Alentejo

Sociedade2 meses atrás

“Grande Aquário do Amazonas’ é inaugurado no Fluviário de Mora.

Música3 meses atrás

O homem que emigrou e disse que Portugal ‘está irrespirável’ atua em Beja.

Sociedade3 meses atrás

Filme dos “Caminhos de Santiago Alentejo e Ribatejo” vence prémio.

Crime4 meses atrás

GNR coloca fim a corridas ilegais em Setúbal

Música4 meses atrás

Alvito promove o Cante Alentejano entre os mais jovens

Categorias

Saúde1 semana atrás

Gouveia e Melo não defende vacinação obrigatória.

Artes1 semana atrás

Évora entrega candidatura a Capital Europeia da Cultura 2027

Turismo3 semanas atrás

Vila de Frades e Vila Alva abrem adegas em Dia de S.Martinho

Agenda3 semanas atrás

Portugal procura eleger a ‘Árvore do Ano’.

Economia3 semanas atrás

Já viu o que a Mercedes-Benz anda a fazer?

Sociedade1 mês atrás

Para o fim de semana: Já começou a Feira da Caça em Mértola

Justiça1 mês atrás

André Ventura quer explicações da PJ e da PGR sobre incidente em Moura.(vídeo)

Notícia TDS1 mês atrás

‘Havia pessoas que tinham receio de falar comigo’, diz Olímpio Galvão.

Notícia TDS1 mês atrás

Olímpio Galvão vai pedir auditoria às contas da câmara.

Artes1 mês atrás

Feira Medieval de Évora já começou (Veja as imagens)

Incêndios1 mês atrás

Queima provoca incêndio em Montargil

Últimas1 mês atrás

Já viu o salvamento de um cão, na A1, por um grupo de Motociclistas?

Futebol2 meses atrás

Tiros e agressões no Olimpico do Montijo-Vit.Setúbal B

Futebol2 meses atrás

Serpa vence o Covilhã e segue na Taça de Portugal

Tecnologia2 meses atrás

Air Summit: Veja o espetáculo de um Night Show (vídeo)

Acidentes2 meses atrás

Acidente envolve 3 viaturas em Évora (vídeo)

Acidentes2 meses atrás

Acidente aparatoso com ambulância do INEM (veja imagens)

Desportos2 meses atrás

Congresso de Mergulho termina hoje em Tróia.

Artes2 meses atrás

Grutas do Escoural encerram …mas só por 5 dias.

Educação2 meses atrás

Univ. Évora: Manuel Heitor pede ‘retoma amigável’.

Agricultura2 dias atrás

Três detidos por furto de pinhas em Alcácer do Sal

Policias6 dias atrás

Fronteiras terrestres voltam a ter controlo.

Crime7 dias atrás

PJ deteve jovem universitário em Évora por abuso sexual

Saúde1 semana atrás

Gouveia e Melo não defende vacinação obrigatória.

Crime1 semana atrás

Homem detido em Évora por pornografia infantil

Atletismo1 semana atrás

Domingo Festa da Meia Maratona em Évora

Sociedade1 semana atrás

5 distritos em alerta na quinta-feira

Artes1 semana atrás

Évora entrega candidatura a Capital Europeia da Cultura 2027

Sociedade6 dias atrás

Restauração da Independência em Santo Aleixo da Restauração

Economia1 semana atrás

Alentejo recebeu 3.200 milhões de euros de fundos europeus

Agenda1 semana atrás

Ministra da Cultura hoje em Beja

Policias15 horas atrás

Noticia TDS: Primeiro condutor notificado na Fronteira do Caia

Sociedade6 dias atrás

Cada português deverá gastar, em média, 529€ nas prendas de Natal

Agricultura1 semana atrás

Faltam tratores para comprar diz Confederação dos Agricultores.

Saúde2 dias atrás

Estudo diz que portugueses temem que impacto da covid se prolongue

Sociedade1 semana atrás

Praia fluvial de Mértola recebe certificado internacional.

Agenda1 semana atrás

Ministra da Cultura em Beja esta quarta-feira.

Agenda6 dias atrás

Já sabe como vai ser o Natal em Alcácer do Sal?

Turismo2 dias atrás

Alentejo: dormidas superam 2019.

Economia7 dias atrás

Alqueva poderá vir a ter a maior central flutuante do mundo

ARQUIVO

x
error: O conteúdo está protegido!!