Siga-nos

Educação

Politécnico de Setúbal reafirma papel na construção de uma região “mais coesa e inclusiva”

IPS tem agora 2 400 novos estudantes, o valor mais elevado desta década

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

O Instituto Politécnico de Setúbal (IPS) continua firme na sua missão de ser “um motor de desenvolvimento regional” e desafia os atuais e futuros parceiros no território para o trabalho conjunto de “construção de uma região mais competitiva, mais coesa e mais inclusiva”.

Foi esta uma das mensagens deixadas ontem pelo presidente do IPS, Pedro Dominguinhos, diante de um Fórum Municipal Luísa Todi que se encheu para assinalar a abertura de um novo ano académico e celebrar a passagem dos 40 anos da instituição de ensino superior.

Em ambiente de festa, partilhado entre toda a comunidade académica e parceiros institucionais, o responsável manifestou o seu “orgulho pelo caminho trilhado”, cujo resultado se espelha nos “muitos milhares de jovens e menos jovens que concretizaram o sonho de serem mais qualificados, podendo aspirar a uma vida melhor, com mais oportunidades”. E lembrou que “atrair mais estudantes” para o ensino superior, independentemente do seu ponto de partida, é um dos grandes desafios que o IPS tem em mãos, em nome de um “país que se quer desenvolvido e do século XXI”.

“Recebemos este ano cerca de 2 400 novos estudantes, o valor mais elevado desta década”, sublinhou, destacando em particular o aumento dos titulares de Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTeSP) que ingressaram em licenciaturas, para defender que não são aceitáveis “políticas completamente ultrapassadas que pretendem confinar determinado tipo de pessoas a determinado tipo de qualificações”.

Na abertura da sessão solene comemorativa, o IPS recebeu da parte da Câmara Municipal de Setúbal, na pessoa do seu vice-presidente, Manuel Pisco Lopes,(na foto) felicitações “muito especiais”, não só pelos seus 40 anos, que representam a “plena maturidade”, mas sobretudo por aqui ter chegado com “um número recorde de alunos inscritos”, cerca de 7 000, o que demonstra “qualidade, consolidação e crescimento da sua capacidade de atração”.

 

Continuar a ler
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

avatar
700

Educação

Nova presidente dos estudantes da Univ. de Évora quer resolver as questões do alojamento.

A data para a tomada de posse dos novos órgãos sociais da associação académica da Universidade de Évora prevê-se que seja no início do mês de janeiro.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

A lista I foi a que conquistou mais votos. 

Fernanda Barreiros, estudante atual do Mestrado em Design de Comunicação na UÉ, foi eleita Presidente da AAUE, após conquistar 1385 votos, num total de 2209 votantes. Para a Assembleia Magna somaram 1380 votos de 2211 e para o Conselho Fiscal reuniram 1376 votos num total de 2207 votantes.

A estudante de 25 anos já tinha estado ligada à academia durante a sua licenciatura em Artes Visuais e Multimédia. 

“Para Fernanda Barreiros a missão da AAUE tem por base cinco princípios, sendo eles “a Igualdade, a Inclusão, a Integração e a Integridade” com a finalidade de garantir “que a AAUE esteja próxima de toda a academia, mas também da cidade de Évora”. “

A recentemente eleita defende que “a igualdade é essencial no sentido em que todos os estudantes tenham direito aos mesmos acessos ao ensino superior. 

A inclusão sendo que um estudante só se pode sentir integrado, sentindo-se incluído. Por outro lado, a integração promovendo ações para que os estudantes se sintam acolhidos e que se identifiquem.

E, por fim, a integridade pretendendo garantir que todos as atividades, ações e contas sejam transparentes, garantido assim que todos os alunos tenham maior acesso a informação”.

“Para a AAUE é fundamental trabalhar em equipa, estabelecer e fortalecer ligações, tanto com a academia como com a autarquia e entidades locais, pois só assim é possível atingir os objetivos definidos”, realçou. “É importante mostrar que estudantes se importam com o meio em que vivem e que podem fazer a diferença no mesmo”, afirmou Fernanda Barreiros.

“As nossas principais preocupações estão relacionadas com a falta de alojamento, com o estado do pavilhão de desporto e do pólo de teatro. 

Sabemos que neste momento estão a ser tomadas medidas no que lhes diz respeito, no entanto queremos continuar a procurar soluções para estes problemas e outros que afetam grande parte dos nossos estudantes.

Pretendemos também apostar nos nossos estudantes, primeiramente estimulando-os a serem empreendedores e, por fim, procurando novas formas de desenvolver formações nesta área e de os fixar na cidade”, concluiu.

A data para a tomada de posse dos novos órgãos sociais da associação académica da Universidade de Évora (AAUE) ainda está por confirmar, contudo, prevê-se que seja no início do mês de janeiro, tendo lugar no auditório do Colégio Espírito Santo da UÉ.

Continuar a ler
Publicidade

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

OUTRAS NOTÍCIAS

Categorias

Comentários

ARQUIVO

CALENDÀRIO

Dezembro 2019
S T Q Q S S D
« Nov    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Top

Copyright © 2019 TDS - Rádio e Televisão do Sul