Últimas:
PJ deteve dois homens em Alcácer do Sal indiciados por sequestro entre outros crimes. – TDS Radio e Televisão do Sul
Siga-nos

Crime

PJ deteve dois homens em Alcácer do Sal indiciados por sequestro entre outros crimes.

Presentes a primeiro interrogatório judicial, a um deles foi aplicada a medida de coação de prisão preventiva e ao outro, a medida de coação de apresentações periódicas.

Publicado

em

Polícia Judiciária

detenção de dois homens de 34 e 32 anos

A Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal de Setúbal, procedeu à detenção de dois homens de 34 e 32 anos, fortemente indiciados pela prática dos crimes de sequestro, coação, ofensas à integridade física, tráfico de estupefacientes, importunação sexual e detenção de arma proibida.

No passado mês de abril, um dos ora detidos, acompanhado das vítimas, deslocaram-se para um estabelecimento de restauração a fim de conviverem. Algum tempo depois juntou-se, a este grupo, o outro ora detido.

Após jantarem, deslocaram-se para um bar, onde permaneceram até às 2 da manhã. Por acordo entre todos, decidem ir para a residência de um dos ora detidos.

Neste local, as vítimas são de imediato ameaçadas e agredidas, porquanto segundo os suspeitos, ter-se-ão apropriado de produto estupefaciente.

Durante as horas em que permaneceram sequestradas as vítimas foram ameaçadas com uma arma de fogo e obrigadas a despir-se. Após ser localizado o produto estupefaciente, os ora detidos permitiram às vítimas que saíssem de casa, tendo estas recorrido a um amigo para as transportar para a residência das mesmas.

Na sequência das diligências realizadas no dia de ontem, foram reunidos elementos probatórios que sustentam os indícios recolhidos.

Ambos os arguidos têm antecedentes policiais, por crimes contra a propriedade e de tráfico de estupefacientes.

Crime

Pulseira eletrónica por violência doméstica 

Homem ficou com pulseira eletrónica

Publicado

em

Mora

Pulseira eletrónica por violência doméstica 

O Comando Territorial de Évora, através do Posto Territorial de Mora, deteve um homem de 51 anos por violência doméstica, no concelho de Mora.

Na sequência de uma investigação por violência doméstica, os militares da Guarda apuraram que o suspeito, arguido em processo por crime da mesma natureza, através de mensagens telefónicas importunava a vitima, sua ex-companheira de 54 anos, provocando-lhe medo e inquietação.

No decurso das diligências policiais, foi dado cumprimento a um mandado de detenção e um mandado de busca em residência, apreendendo-se o seguinte material:

·         Quatro telemóveis;

·         Um cartão SIM;

·         Cinco cartões de memória;

·         Uma arma de ar comprimido;

·         Uma arma branca.

O detido foi presente a primeiro interrogatório judicial, no Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Évora, sendo-lhe aplicada a medida de coação de proibição de contactar, por qualquer forma ou meio, com a vítima, bem como o afastamento da mesma, não podendo aproximarem-se num raio de 600 metros, com recurso a pulseira eletrónica.

Esta ação policial contou com o reforço do Núcleo de Investigação e de Apoio a Vitimas Especificas (NIAVE) de Évora.

Continuar a ler

Crime

Homem detido após roubo por esticão fica em prisão preventiva

Arguido vai aguardar julgamento no Estabelecimento Prisional de Beja.

Publicado

em

PSP de Évora

Prisão preventiva

A PSP de Évora, anunciou na sua página online, que o homem que roubou por esticão com ameaça, ficou em prisão preventiva.

Os factos aconteceram na última sexta feira junto a um estabelecimento de diversão noturna

O indíviduo foi ouvido por um juiz de instrução criminal que decretou a prisão preventiva.

O homem vai aguardar julgamento no Estabelecimento Prisional de Beja.

Continuar a ler

Crime

Prisão para homem de 60 anos por violência doméstica

Homem é de Estremoz

Publicado

em

Estremoz

Prisão preventiva por violência doméstica

O Comando Territorial de Évora, através do Núcleo de Investigação e de Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE), deteve um homem de 60 anos por violência doméstica, no concelho de Estremoz.

No decorrer de uma investigação por violência doméstica, os militares da Guarda apuraram que o suspeito exercia violência física e psicológica sobre a vítima, sua companheira de 57 anos, tendo existido episódios de ameaças e injúrias por parte do suspeito.

O suspeito já  tinha sido sujeito à medida de coação de proibição de contacto e aproximação da vitima, controlado por pulseira eletrónica.

No seguimento da investigação, foi possível apurar que o agressor incumpriu com as medidas a que estava sujeito, tendo procurado e ameaçado a vítima.

No decurso das diligências policiais foi dado cumprimento a um mandado de detenção, que culminou com a localização e detenção do agressor.

O detido foi presente a primeiro interrogatório judicial no Tribunal Judicial do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Évora, no dia 8 de setembro, tendo sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva.

Continuar a ler

ÚLTIMAS

Facebook

x
error: O conteúdo está protegido!!