Últimas:
Pandemia leva 68% das mulheres a gastar menos dinheiro com despesas diárias. – TDS Radio e Televisão do Sul
Siga-nos
blank

Sociedade

Pandemia leva 68% das mulheres a gastar menos dinheiro com despesas diárias.

8 de março é Dia Internacional da Mulher

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

8 de março é Dia Internacional da Mulher

“Pandemia leva 68% das mulheres a gastar menos dinheiro com despesas diárias”

– Mais de 80% das mulheres portuguesas sente uma grande preocupação face à sua reforma;

– 54% receia que o seu rendimento seja afetado pela COVID-19 e por isso valoriza mais a segurança financeira;

A poucos dias de se celebrar o Dia Internacional da Mulher, o mais recente estudo da Intrum, ECPR – European Consumer Payment Report, procurou analisar os comportamentos das mulheres portugueses no último ano.

De acordo com o estudo, 82% das mulheres portugueses tem receio de não ter dinheiro suficiente para ter uma reforma confortável. Em 2019, esta percentagem situava-se nos 79%.

O ECPR revela também que 28% das mulheres portuguesas afirma não pagar uma ou mais contas nos prazos, nos últimos 12 meses, valor mais baixo comparado com a média europeia, de 32%.

No que diz respeito a poupar dinheiro mensalmente, o estudo da Intrum demostra que 82% das mulheres poupa dinheiro mensalmente, e uma das principais razões para o fazerem é para responder a eventuais despesas imprevistas. Ainda assim, 25% revela já ter tido necessidade de pedir dinheiro emprestado para pagar contas, sendo que a média europeia é de 22%.

Para Luís Salvaterra, Diretor-Geral da Intrum Portugal, “O dia Internacional da Mulher celebra-se a 8 de março e a Intrum procurou analisar o comportamento das consumidoras portuguesas no último ano, nomeadamente, compreender de que forma responderam à pandemia COVID-19. O estudo ECPR revela que, com a pandemia, 61% das mulheres considerou necessário cortar em gastos “não essenciais” e 29% considerou procurar um trabalho adicional ou um part-time de forma a combater a pandemia que enfrentava”.

Em resposta à crise, 68% das mulheres afirmam gastar menos dinheiro com despesas diárias, como transporte público e refeições fora. Para além disso, 54% afirma ter receio que o seu rendimento seja afetado pela COVID-19 e por isso valorizam mais a segurança financeira.

Continuar a ler
Publicidade

Justiça

Juiz Ivo Rosa levanta arresto da propriedade da ex mulher de Sócrates, em Montemor o Novo.

Em causa o Monte das Margaridas propriedade de Sofia Fava.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Arresto levantado ao Monte das Margaridas, em Montemor-o-Novo.

” Operação Marquês “

No despacho instrutório, proferido na sexta-feira, o juiz Ivo Rosa ordenou o levantamento imediato do arresto de vários bens imóveis dos arguidos, designadamente o Monte das Margaridas, em Montemor-o-Novo, adquirido pela ex-mulher de Sócrates Sofia Fava.

“Tendo em conta a decisão de não pronúncia relativamente aos crimes ora em causa, quanto aos saldos bancários apreendidos e bens imóveis arrestados, verifica-se que não existem indícios que as quantias e bens imóveis em causa são produto dos crimes de corrupção passiva de titular de cargo político imputados ao arguido José Sócrates”, lê-se no despacho.

Continuar a ler

x
error: O conteúdo está protegido!!