Siga-nos

Economia

Palmela garante 5 postos de carregamento para veículos elétricos

Sediada no Barreiro, a Azimuthbenefit atua no domínio da produção  de energia  a partir de fontes renováveis e obteve, recentemente, a aprovação da Declaração de Reconhecimento de Interesse Económico e Social, por parte da autarquia, para construção de uma Central Fotovoltaica em Pinhal das Formas.

TDS noticias

Publicado

em

A Câmara Municipal de Palmela e a empresa Azimuthbenefit celebraram, no dia 5 de junho, Dia Mundial do Ambiente, na Biblioteca Municipal de Palmela, um Protocolo de Colaboração que visa a cedência gratuita e instalação de 5 postos de carregamento para automóveis elétricos no concelho de Palmela.

Na cerimónia, o Presidente da Câmara Municipal de Palmela, Álvaro Balseiro Amaro, agradeceu aos «investidores com visão», sublinhou a responsabilidade social da empresa, que permitirá alargar a rede de postos de carregamento a todas as freguesias do concelho, e afirmou que Palmela tem condições para ser «um concelho de energia verde», com o conjunto de investimentos realizado nesta área, que permitiu reduzir as emissões de gases com efeitos de estufa em 26%.

Na sua intervenção, os representantes da empresa presentes na cerimónia, Rogério Ponte e Andreas Schunhoff, referiram a questão incontornável das alterações climáticas, a liderança nacional do Município na produção automóvel  e as ações desenvolvidas pela autarquia, «no que está ao seu alcance, para a qualidade ambiental». Referiram, ainda, os benefícios do sistema fotovoltaico, «com custos mais reduzidos do que as outras fontes», que permitirão, no caso da Central a instalar no concelho, com cerca de 100 mil painéis, abranger 50 mil lares.

A autarquia reconhece tratar-se de uma iniciativa económica de extrema relevância, quer ao nível da eficiência energética, quer ao nível ambiental. Além do benefício imediato para a comunidade que utiliza ou venha a utilizar viaturas elétricas, esta oferta vem ao encontro dos objetivos  do Plano de Ação para a Energia Sustentável de Palmela (PAESP) e do Plano Nacional de Energia e Clima (PNEC 2030).

Economia

O ZMAR, em Odemira, está à venda. Empresa declarou insolvência e o Eco Camping vai a leilão.

Valor base para venda é superior a 3 milhões de euros

TDS noticias

Publicado

em

A empresa que detém mais de 50% do Zmar Eco Camping, um dos parques de campismo e alojamento mais conhecidos no país, declarou insolvência. O espaço está à venda e irá a leilão no próximo dia 26.

O valor base é de 3.249.326 euros, como se pode ver no site da Leilosoc, empresa que está a organizar o leilão.

Em causa está a venda da participação social da Cravex, S.A. correspondente a 56,60% na empresa Multiparques a Céu Aberto, Campismo e Caravanismo em Parques, S.A.

De acordo com a informação disponível no site, o Zmar tem uma área total de 81 hectares e capacidade máxima para 1572 pessoas. É composto por um eco-hotel – bungalows de tipologias T1 a T3 -, parque de campismo com 90 metros quadrados, com água e eletricidade, um parque aquático, restaurante, bar, supermercado, escritório, equipamentos de apoio (balneários) e copa comunitária.

O espaço inclui ainda uma zona desportiva – que inclui Ténis, padel, polidesportivo (basquetebol, andebol e futsal), ginásio (yoga e relaxamento), spa (massagens bio, esfoliações corporais e faciais bio), zona de aventura (circuito de arvorismo, tiro com arco, passeios de bicicleta, percurso pedestre de manutenção, matraquilhos humanos, entre outros – e uma área infantil – com parque de diversões, eco workshops e ateliers, quinta pedagógica e centro de interpretação ambiental.

Continuar a ler
Publicidade

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

OUTRAS NOTÍCIAS

Categorias

Comentários

ARQUIVO

CALENDÀRIO

Setembro 2019
S T Q Q S S D
« Ago    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

Top

Copyright © 2019 TDS - Rádio e Televisão do Sul - Web Development by IDEIAS FRESCAS https://ideiasfrescas.com