Siga-nos

Saúde

Operadores de telecomunicações dão minutos e sms a profissionais do SNS

Estes benefícios serão associados aos tarifários de serviço telefónico móvel, que individualmente cada profissional do SNS tiver subscrito com o seu operador, pelo período de 30 dias.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Foi assinado um Acordo de Colaboração entre o Gabinete de Resposta Digital à COVID19, o Ministério da Saúde e os Operadores de Telecomunicações: Altice, NOS, NOWO e Vodafone, para a atribuição de benefícios a profissionais do Serviço Nacional de Saúde (SNS) dedicados ao tratamento de doentes da COVID-19.

A iniciativa responde a todos os profissionais de saúde que, diariamente, ajudam os portugueses a superar as consequências causadas pelo novo coronavírus, nomeadamente através do recurso à telesaúde.

O acordo surge depois de o Gabinete de Resposta Digital ao Covid-19, coordenado pelo Ministério da Economia e da Transição Digital, ter solicitado o apoio dos Operadores de Telecomunicações para encontrar soluções urgentes, que salvaguardem os consumos de comunicações eletrónicas por parte dos profissionais de saúde do SNS.

Da estreita colaboração entre as entidades públicas e privadas é, assim, possível garantir aos profissionais de saúde que estão a responder diretamente à crise de saúde pública identificados pela Administração Central do Sistema de Saúde – ACSS, um plafond extra de:

Ø 10 mil minutos de voz para redes fixas e móveis nacionais

Ø 10 mil SMS para redes móveis nacionais

Ø 10 GB de dados

Estes benefícios serão associados aos tarifários de serviço telefónico móvel, que individualmente cada profissional do SNS tiver subscrito com o seu operador, pelo período de 30 dias e serão renovados no primeiro dia de cada mês, enquanto se mantiver a pandemia.

A ACSS fornecerá aos operadores, nos próximos dias, a listagem dos profissionais abrangidos, mediante a inscrição destes através de um formulário a disponibilizar no portal covid19estamoson.gov.pt.

O Gabinete de Resposta Digital ao COVI-19 foi criado com o objetivo de avaliar, implementar e informar sobre medidas de base digital, garantindo uma resposta agregada e coerente, recorrendo ao envolvimento dos agentes públicos e privados numa lógica de resposta integrada.

Continuar a ler
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

avatar
700

Saúde

Idoso do Lar de Reguengos esteve 3 dias morto na morgue do Hospital de Évora.

Hospital assume ‘falta de comunicação’ e já pediu desculpas aos familiares.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Surto de Reguengos

“Idoso com covid 19 foi ‘esquecido’ na morgue do hospital durante 3 dias”

O idoso estava no pavilhão de feiras de Reguengos de Monsaraz com covid 19 tendo sido transportado para o Hospital de Évora no último sábado devido ao agravamento do seu estado de saúde.

O utente do lar veio a falecer no domingo.

O corpo foi transportado para a morgue com os devidos cuidados já que se tratava de um doente covid mas só na quarta feira a família foi informada.

A família chegou a telefonar para saber informações do idoso, no início da semana, e o hospital confirmou que o ‘doente estava estável’ na enfermaria covid do Hospital.

O Hospital já veio afirmar tratar-se de ‘uma falha de comunicação’ tendo apresentado as desculpas aos familiares.

Continuar a ler

Copyright © 2020 TDS - Rádio e Televisão do Sul | redação: info@televisaodosul.pt 266702926 |Comercial: dialogohabil@gmail.com Publicidade site | rádio: 917278022

error: Content is protected !!