Siga-nos

Educação

Odemira tem 2,5 Milhões de euros para a educação

Mais de meio milhão vai para transportes escolares

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Com o objetivo de contribuir para a promoção do sucesso escolar e para construir um território educativo de qualidade, o Município de Odemira prevê investir mais de 2,5 milhões de euros no ano letivo de 2019/2020, em transportes escolares, ação social, atividades de apoio à família, refeições, bolsas de estudo, cadernos de exercícios e livros de fichas e projetos de promoção do sucesso escolar.

No âmbito do programa municipal OdeTe – Odemira Território Educativo e inserido no Projeto de Desenvolvimento Sociocomunitário de Educação, o Município implementa na comunidade educativa diversas ações, considerando um investimento para o desenvolvimento socioeconómico do território. Muitas dessas ações e projetos vão muito além das estritas competências dos municípios previstas na Lei.

No ano letivo 2019/2020, no âmbito das suas competências e de projetos de apoio à educação, o Município de Odemira prevê investir um total de 2.555.792,00€, valor distribuído em ações no âmbito do projeto de Promoção do Sucesso Escolar, alvo de financiamento através do Alentejo 2020 / Fundo Social Europeu (520 mil euros), transportes escolares através de protolocos com as Freguesias e a Rodoviário do Alentejo (778 mil euros), refeições escolares (506 mil euros), atividades de apoio à família (362,292 mil euros), protocolos com os cinco Agrupamentos de Escolas para visitas de estudo, material pedagógico e TIC (120 mil euros), atribuição de bolsas de estudo e de mérito (105 mil euros), protocolado com a Escola de Artes do Alentejo Litoral para promoção do ensino articulado de música na Escola Damião de Odemira e na EB 2, 3 de Colos (35 mil euros), oferta dos cadernos de atividades e livros de fichas para todos os alunos do 1º ciclo do ensino básico (20 mil euros), Ação Social Escolar (5 mil euros para material escolar), promoção das Ciências Experimentais e Território (30 mil euros), 29 mobilidades para fins de aprendizagem de pessoal docente e não docente ao abrigo do projeto Aprender Juntos com Erasmus + II (51,5 mil euros), desenvolvimento do projeto de educação emocional nos ensino pré-escolar e 1º e 2º ciclo (20 mil euros) e rastreio de daltonismo (3 mil euros).

Continuar a ler
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

avatar
700

Educação

Jovem de 16 anos agredida na escola de Campo Maior foi transferida para Lisboa

Pontapés na cara, por parte de colega, provocaram lesões com gravidade

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

A aluna terá sido agredida com vários pontapés por parte de um colega na Escola Secundária de Campo Maior.

As agressões aconteceram dentro da sala de aula com a jovem a ser ponteada no próprio rosto.

Os violentos pontapés terão provocado a fratura da cana do nariz assim como ferimentos numa das vistas. A estudante, na Escola Secundária de Campo Maior, foi transportada para o Hospital de Campo Maior tendo sido posteriormente transportada para o Hospital de Santa Maria em Lisboa.

A jovem terá hoje uma consulta de cirurgia plástica.

Continuar a ler
Publicidade

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

OUTRAS NOTÍCIAS

Categorias

Comentários

ARQUIVO

CALENDÀRIO

Novembro 2019
S T Q Q S S D
« Out    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

Top

Copyright © 2019 TDS - Rádio e Televisão do Sul