Últimas:
Odemira dispara em casos de covid-19. Concelho pode recuar no desconfinamento. – TDS Radio e Televisão do Sul
Siga-nos
blank

Saúde

Odemira dispara em casos de covid-19. Concelho pode recuar no desconfinamento.

Mais 25 casos nos últimos dias. Veja gráfico com evolução.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Odemira com cenário cada vez mais negro.

“Concelho pode recuar no desconfinamento”

Os números são cada vez mais preocupastes para o concelho de Odemira.

A evolução, durante o mês de maio, é clara. Os casos de Covid são cada vez mais no concelho.

As autoridades sanitárias não estão a conseguir ‘estancar’ a pandemia.

O concelho passou dos 45 casos positivos, registados a 3 de maio, para os atuais 95 casos registados (números oficiais da saúde pública e divulgados pela autarquia ).

O mês de maio ‘fechou’ com um aumento de 23 casos registados.

Em toda a informação divulgada não é mencionado o aumento por freguesia nem é referido se os novos casos pertencem à comunidade em geral ou aos migrantes residentes no concelho.

Se a tendência de subida se mantiver o concelho poderá ter que recuar no desconfinamento.

Recorde-se que o concelho recuou para a terceira fase do plano de desconfinamento, por registar 287 casos de covid-19 por 100 mil habitantes. (fase de 19 de abril)

Referindo que o Governo queria “fazer esse caminho progressivamente”, Mariana Vieira da Silva indicou que essa convergência de dados terminou esta semana, pelo que agora “todo o concelho de Odemira se encontra na mesma situação”.”Tal como tinha dito a semana passada, sem cerca sanitária, a unidade de medidas ser uma freguesia faz pouco sentido, até porque as pessoas podem passar de uma freguesia para a outra, por isso neste momento o concelho de Odemira está todo na mesma situação”, declarou. Veja gráfico do mês (TDS)

Saúde

Odemira recua no desconfinamento. Grândola e Sines estão em alerta.

Veja a lista completa do desconfinamento

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

“Dez concelhos recuam, quatro recuperam”

Lisboa e Braga são as duas capitais de distrito entre os 10 concelhos que recuam no desconfinamento entre eles Odemira.

Quatro recuperaram, mas há 20 sob alerta das autoridades entre os quais estão Grândola e Sines.

Há 10 concelhos que, devido às altas incidências de casos positivos de infeção por SARS-CoV-2, não acompanham a generalidade do país e recuam no desconfinamento:

  • Albufeira, Arruda dos Vinhos, Braga, Cascais, Lisboa, Loulé, Odemira, Sertã, Sintra e Sesimbra (com 480 casos por 100 mil habitantes a duas semanas).

Há 20 concelhos que ficam sob alerta:

  • Alcochete, Águeda, Almada, Amadora, Barreiro, Grândola, Lagos, Loures, Mafra, Moita, Montijo, Odivelas, Oeiras, Palmela, Sardoal, Setúbal, Seixal, Sines, Sobral de Monte Agraço e Vila Franca de Xira.

Continuar a ler

x
error: O conteúdo está protegido!!