Siga-nos

Opinião

O SENTIDO DAS PALAVRAS

Pode ouvir as rubricas ‘ O Sentido das Palavras’ de Carlos Cabrita todos os dias na TDS Rádio.

Amilcar Matos

Publicado

em

A deceção faz parte da vida. Todos nós um dia já fizemos planos que queríamos muito que dessem certo, mas que por qualquer motivo falharam, foram por água abaixo.

Nesses momentos tivemos que lidar com a derrota. Mesmo que esses momentos difíceis nos possam ensinar diversas lições valiosas para os nossos relacionamentos pessoais, ou profissionais, algumas pessoas não conseguem assimilar os erros e aprender com eles.

Um dos motivos principais para não conseguirmos aprender com a deceção, é o perfeccionismo em excesso. Para as pessoas perfeccionistas, não atingir uma meta, por mais fantasiosa que ela seja, é uma grave falha.

Sabemos que situações menos boas irão sempre existir ao longo das nossas vidas e infelizmente não é possível evitá-las. Mas se não arriscarmos, com medo de fracassar, iremos bloquear a nossa evolução.

O que fazemos diante de uma situação menos boa é o que determina o que vem pela frente. Se nos entregarmos a sentimentos negativos como a tristeza, a mágoa, o rancor, só estaremos a piorar esse quadro cinzento, pois raramente a situação muda, se nós não mudarmos… Pense nisto e seja feliz!

Opinião

Saúde? É mau de mais para ser ‘Mensagem de Natal’.

A minha opinião

Amilcar Matos

Publicado

em

A mensagem de Natal do primeiro ministro teve como tema central a saúde.

Diz António Costa que “há vários problemas para resolver no Serviço Nacional de Saúde”.

Dizemos Nós pois há. 

O que se lamenta é que estando os problemas identificados, continuam a ser os mesmos, após décadas.

Mais grave é que quem agora elege a saúde como tema ‘principal’ já tenha governado um ‘valente par de anos’ e pouco tenha alterado o cenário de sempre.

Enquanto utente não aceito ver pessoas à porta do centro de saúde do bairro a partir das 5 da manhã. 

Isto sempre existiu e continua a existir.

Enquanto utente não aceito ver quem aguarda por uma cirurgia há mais de 2 anos.

Isto sempre existiu e continua a existir.

Enquanto utente não aceito doentes espalhados pelo corredor de um qualquer hospital horas e horas sem atendimento.

Isto sempre existiu e continua a existir.

Enquanto utente não aceito estar a aguardar por um médico de família nos últimos 10 anos.

Isto sempre existiu e continua a existir.

Enquanto utente não aceito ter que fazer 40kms para comprar um simples paracetamol na única farmácia que tenho de serviço no concelho.

Se tudo isto existiu nas últimas décadas que sentido tem uma mensagem de Natal a falar disto.

Prometer mais e melhor. Mas que margem de ‘crédito’ tem um qualquer político dos que tem governado para prometer o que quer que seja a 1 português na área da saúde.

Enquanto a ‘saúde’ for um antro de compadrio dificilmente haverá mais para dar. 

Enquanto uns tiverem seguros, sistemas de saúde e outros nada dificilmente teremos uma ‘saúde’ para todos.

Enquanto o ‘privado’ for um meio de ganhar dinheiro para os ‘empregados’ do ‘público’, dificilmente teremos um melhor serviço nacional de saúde.

Se sabe isto tudo porque não tem feito melhor? A falta de dinheiro não serve como resposta quando nos últimos anos se tem andado, e continua, a salvar bancos ‘duvidosos’ para salvar fortunas de amigos ‘duvidosos’.

Eleger a saúde para tema principal de uma mensagem de Natal, em 2019, é falta de saúde no ‘espírito’ e de assunto para abordar.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

OUTRAS NOTÍCIAS

Categorias

Comentários

ARQUIVO

Top

Copyright © 2019 TDS - Rádio e Televisão do Sul | redação: info@televisaodosul.pt 266702926 |Comercial: dialogohabil@gmail.com 917278022