Siga-nos

Economia

O 9° melhor vinho do mundo é alentejano

Pêra Manca 2005 está na lista da Forbes

Avatar

Publicado

em

A lista da Forbes tem a assinatura da especialista da Forbes para comidas, bebidas e artigos de luxo, Eustacia Huen, e reúne os melhores vinhos do mundo segundo a Vivino que pode beber neste ano.

“Os premiados neste ano revelam algumas tendências fascinantes”, revela a autora, apontando o crescente número de enólogas a destacar-se nestas lides, assim como “um interesse cada vez maior pelos Brancos portugueses”, ao lado de outros não tão conhecidos como os Pinot Noirs da Patagónia e da Tasmânia.

Veja a lista dos melhores aonde não falta um vinho alentejano.

Num leque de preços tão vasto quanto a escolha, aqui fica a lista dos 12 melhores vinhos:

1. Scarecrow Napa Valley Cabernet Sauvignon 2015 (935,96 euros)

2. Domaine de La Romanée-Conti Burgundy Côte de Nuits 2000 (3795 euros)

3. Soldera Case Basse Sangiovese Toscana 2006 (485 euros)

4. Château d’Yquem Bordeaux Sauternes 2001 (575,3 euros)

5. Taylor’s Very Old Single Harvest Porto 1968 (305 euros)

6. Domaine de La Romanée-Conti Burgundy Côte de Nuits 2011 (2800 euros)

7. Viñedo Chadwick Chilean Cabernet Sauvignon 2014 (374,82 euros)

8. Masseto Tuscan 2005 (967,5 euros)

9. Cartuxa Pêra-Manca 2005 (460 euros)

10. Pétrus Bordeaux 2005 (4134 euros)

11. Monteviejo Argentinian Malbec 2010 (113,77 euros)

12. Casa Ferreirinha Barca Velha 1999 (563,8 euros)

Continuar a ler
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

avatar
700

Economia

 Missão Internacional à Índia quer inovar a região do Alentejo 

O projeto Alentejo Global Invest, é uma operação SIAC, financiado pelo Alentejo 2020. 

TDS noticias

Publicado

em

Decorreu uma missão internacional à Índia, com a duração de seis dias onde se pretendeu promover o contacto com potenciais investidores de forma a reforçar o ecossistema de inovação no Alentejo. 

Terminou no âmbito do projeto Alentejo Global Invest, uma Missão Internacional à Índia, cujo principais focos foram os setores da inovação e das tecnologias de informação.

O principal objetivo desta missão foi promover o contacto com potenciais investidores, startups, entidades e empresas, cujos seus serviços possam vir a reforçar o ecossistema de inovação da região do Alentejo.

José Calixto, Presidente da Agência de Desenvolvimento Regional do Alentejo afirma que ‘A economia do Alentejo está bem diferente de décadas anteriores’ e está confiante que se este crescimento notório irá continuar.

‘O Alqueva é uma das grandes infraestruturas que o Alentejo tem, com capacidades múltiplas, e temos que dizer ao mundo que a temos’, salientou o Presidente da ADRAL, que explicou ainda que ‘um dos objetivos desta missão foi dar a conhecer as capacidades de uma região que não é tão conhecida como outras zonas agrícolas europeias’.

Continuar a ler

Top

TDS Peça Orçamento