Siga-nos

Artes

Nuno Veiga é fotojornalista é alentejano e é um dos melhores

Falamos com ele e ficamos a conhecer uma ‘caminhada’ de sucesso. Da ‘bola’ em Campo Maior a uma das últimas fotoreportagens na Venezuela.

Amilcar Matos

Publicado

em

Habitualmente fotografa e filma os acontecimentos de relevância no Alentejo para a Agência Lusa, mas no passado mês de fevereiro o fotojornalista Nuno Veiga acompanhou durante dez dias os acontecimentos na Venezuela.

Fotojornalista Alentejano ‘olhou’ e ‘fotografou’ o dia a dia na Venezuela

Reside em Elvas, cidade do distrito de Portalegre onde nasceu há 45 anos, e com alguma regularidade acompanha acontecimentos fora do país ao serviço da agência para onde trabalha há duas décadas. Hoje apontamos a nossa ‘objectiva’ para um dos melhores fotojornalistas portugueses. É alentejano … e é uma referência para todos os profissionais da comunicação social.

E entrevista à TDS Nuno Veiga retrata o seu percurso a fazer ‘ bonecos’ em todo o mundo.

(TDS)Que experiência foi esta na Venezuela? 

(Nuno Veiga)Foi uma viagem de uma equipa da Agência Lusa, eu como jornalista multimédia (fotografia e vídeo) e um colega, reforçando a cobertura do correspondente da agência que reside em Caracas, com objetivo de acompanhar a situação difícil que se vive no país. Tivemos também em atenção fazer reportagem e ouvir a grande comunidade de portugueses e luso-descendentes que ali residem. 

O que mais te marcou nesta viagem?

Custa ver pessoas à procura de comida no lixo… E não foi uma situação pontual, foi uma imagem frequente em vários pontos de Caracas. Apesar de ter estado 10 dias naquela que é considerada a cidade mais perigosa do mundo, posso dizer que tive a sorte de não me sentir em perigo em momento nenhum, apesar de circulamos pela cidade de dia e de noite, sempre com muitas precauções de quem nos acompanhava. As histórias de assaltos à mão armada eram muitas, mas o perigo não é visível apesar de estar presente. Quem me acompanhava insistia sempre para que guardasse a máquina fotográfica na mochila a menos que fosse estritamente necessário usá-la… E nestes casos queremos fotografar tudo… Foi algo stressante.

Por outro lado senti o que sinto sempre nestas viagens: o que nos mostra a televisão parece sempre pior que a realidade no local, há sempre uma tendência para “piorar” as coisas. É verdade que os venezuelanos têm muitas dificuldades, os salários são miseráveis, há fome, falta de medicamentos, miséria. Mas por outro lado as pessoas são afáveis e tentam levar o seu dia-a-dia de uma forma normal. Não vi o “estado de guerra” que alguns jornalistas descreveram.

Estiveste em contacto com a comunidade portuguesa por lá. Qual o sentimento que se vive?

As pessoas estão cansadas desta realidade política. Todos querem voltar aos tempos em que, como contaram, havia festas nas ruas, havia qualidade de vida. Querem mudança porque já se percebeu que a atual situação não vai trazer soluções. Muitos portugueses com quem falámos têm décadas a viver no país, têm os seus negócios, não querem vir embora e começar de novo. Querem sim que as coisas melhorem para poder seguir as suas vidas num país que tem recursos e todas as condições para ser um paraíso.

Já estiveste em várias “missões” internacionais, qual foi a que mais te marcou?

Apesar de habitualmente trabalhar no Alentejo, com a Lusa tenho tido algumas oportunidades de conhecer algumas realidades diferentes da nossa. Timor, onde estive para acompanhar eleições em 2007 e 2017, foi um dos que mais marcou. Gostei de ver a evolução de um novo país dez anos depois onde de uma situação de fome se passou a notar bastante progresso e melhoria da qualidade de vida das pessoas. Mas o acompanhamento da instalação das tropas portuguesas no Kosovo, em 1999, foi sem dúvida o que mais me marcou… A situação do pós-guerra e o facto de ser a primeira vez que saí do país para um local onde se ouviam tiros com alguma frequência foi sem dúvida marcante.

Fala um pouco desse sonho de ser fotojornalista?

Bem, as portas para este meio abriram-se com a subida do SC Campomaiorense à primeira divisão do futebol nacional, em 1997, e a necessidade permanente de um colaborador da Agência Lusa no Alentejo. Era o meu objetivo, após um Curso de Comunicação Social da escola profissional Epral, e tive a sorte de estar no lugar certo à hora certa. Já lá vão 22 anos a trabalhar naquilo que gosto e na zona onde me sinto bem, o Alentejo.

Infelizmente cada vez somos menos jornalistas e ainda menos fotojornalistas a trabalhar nesta região, devido à crise dos órgãos de comunicação social, principalmente regionais. Hoje em dia um jornalista escreve, fotografa, faz vídeo, áudio e diretos para o Facebook… É o chamado “one man show” e obviamente a qualidade geral do trabalho não pode ser a mesma, por muito bom jornalista que se possa ser. 

Veja a galeria de fotos, parte do trabalho realizado por Nuno Veiga na Venezuela.

  • Uma criança da zona pobre de Coco Frio, no bairro de Cátia um dos mais populosos de Caracas, almoça numa cantina social. Instalada na casa de uma habitante, este projeto pertence à associação "Alimenta la Solidariedad", que vive de donativos, especialmente de venezuelanos espalhados pelo mundo. O projeto tem já 27 cantinas sociais na capital e 85 em todo o país, dando almoço a 7500 crianças dos 2 aos 12 anos e envolvendo as mães como voluntárias. (ACOMPANHA TEXTO DE 14 DE FEVEREIRO DE 2019) Caracas, 13 de fevereiro de 2019. NUNO VEIGA/LUSA

  • Uma criança da zona pobre de Coco Frio, no bairro de Cátia um dos mais populosos de Caracas, é alimentada pela mãe numa cantina social. Instalada na casa de uma habitante, este projeto pertence à associação "Alimenta la Solidariedad", que vive de donativos, especialmente de venezuelanos espalhados pelo mundo. O projeto tem já 27 cantinas sociais na capital e 85 em todo o país, dando almoço a 7500 crianças dos 2 aos 12 anos e envolvendo as mães como voluntárias. (ACOMPANHA TEXTO DE 14 DE FEVEREIRO DE 2019) Caracas, 13 de fevereiro de 2019. NUNO VEIGA/LUSA

  • O autoproclamado presidente Juan Guaidó, fala aos apoiantes durante uma concentração em Caracas, 12 de fevereiro de 2019. NUNO VEIGA/LUSA

  • Apoiantes do autoproclamado presidente Juan Guaidó, durante uma concentração em Caracas, 12 de fevereiro de 2019. NUNO VEIGA/LUSA

  • Um cão cujos donos são apoiantes do autoproclamado presidente Juan Guaidó, durante uma concentração em Caracas, 12 de fevereiro de 2019. NUNO VEIGA/LUSA

  • Apoiantes do autoproclamado presidente Juan Guaidó, durante uma concentração em Caracas, 12 de fevereiro de 2019. NUNO VEIGA/LUSA

  • O autoproclamado presidente Juan Guaidó, fala aos apoiantes durante uma concentração em Caracas, 12 de fevereiro de 2019. NUNO VEIGA/LUSA

  • Apoiantes do autoproclamado presidente Juan Guaidó, durante uma concentração em Caracas, 12 de fevereiro de 2019. NUNO VEIGA/LUSA

  • Apoiantes do autoproclamado presidente Juan Guaidó, durante uma concentração em Caracas, 12 de fevereiro de 2019. NUNO VEIGA/LUSA

  • Apoiantes de Nicolas Maduro fazem fila para por o seu nome num documento que tem como objetivo conseguir 10 milhões de assinaturas a ser entregues no escritório de Donald Trump, na Casa Branca. Ao terceiro dia da campanha ???Eu assino pela Paz??? as filas continuam e em dois dias foram reunidas em todo o país quase dois milhões de assinaturas. (ACOMPANHA TEXTO DE 09/02/2019). Caracas, 08 de fevereiro de 2019. NUNO VEIGA/LUSA

  • Apoiantes do presidente Nicolas Maduro Moro, durante uma concentração na avenida Bolívar em Caracas, 12 de fevereiro de 2019. NUNO VEIGA/LUSA

  • Sombra de apoiantes do presidente Nicolas Maduro Moro, numa bandeira venezuelana, durante uma concentração na avenida Bolívar em Caracas, 12 de fevereiro de 2019. NUNO VEIGA/LUSA

  • É frequente ver-se pessoas a vasculhar o lixo na zona pobre de Coco Frio, no bairro de Cátia um dos mais populosos de Caracas, onde existe uma cantina social que dá almoço às crianças. Instalada na casa de uma habitante, este projeto pertence à associação "Alimenta la Solidariedad", que vive de donativos, especialmente de venezuelanos espalhados pelo mundo. O projeto tem já 27 cantinas sociais na capital e 85 em todo o país, dando almoço a 7500 crianças dos 2 aos 12 anos e envolvendo as mães como voluntárias. (ACOMPANHA TEXTO DE 14 DE FEVEREIRO DE 2019) Caracas, 13 de fevereiro de 2019. NUNO VEIGA/LUSA

  • Em vários pontos da cidade é comum ver-se pessoas a catar o lixo em busca de algo aproveitável, o que também acontece em Cátia, um dos maiores bairros da capital, Caracas. Só ali, vivem perto de três milhões de pessoas, já incluindo as favelas à volta. É um bairro popular, conhecido por ser um barómetro social do país, quando ali as coisas começam a mudar, todo o país muda. Denúncias sobre necessidades alimentares e médicas são utilizados no discurso político para justificar a entrada de assistência humanitária na Venezuela. No bairro de Cátia, oeste de Caracas, a equipa de reportagem da Lusa encontrou vários casos dramáticos. (ACOMPANHA TEXTO DE 11/02/2019). Caracas, 10 de fevereiro de 2019. NUNO VEIGA/LUSA

  • Zona pobre de Coco Frio, no bairro de Cátia um dos mais populosos de Caracas, onde existe uma cantina social que dá almoço às crianças. Instalada na casa de uma habitante, este projeto pertence à associação "Alimenta la Solidariedad", que vive de donativos, especialmente de venezuelanos espalhados pelo mundo. O projeto tem já 27 cantinas sociais na capital e 85 em todo o país, dando almoço a 7500 crianças dos 2 aos 12 anos e envolvendo as mães como voluntárias. (ACOMPANHA TEXTO DE 14 DE FEVEREIRO DE 2019) Caracas, 13 de fevereiro de 2019. NUNO VEIGA/LUSA

  • Em vários pontos da cidade é comum ver-se pessoas a catar o lixo em busca de algo aproveitável, o que também acontece em Cátia, um dos maiores bairros da capital, Caracas. Só ali, vivem perto de três milhões de pessoas, já incluindo as favelas à volta. É um bairro popular, conhecido por ser um barómetro social do país, quando ali as coisas começam a mudar, todo o país muda. Denúncias sobre necessidades alimentares e médicas são utilizados no discurso político para justificar a entrada de assistência humanitária na Venezuela. No bairro de Cátia, oeste de Caracas, a equipa de reportagem da Lusa encontrou vários casos dramáticos. (ACOMPANHA TEXTO DE 11/02/2019). Caracas, 10 de fevereiro de 2019. NUNO VEIGA/LUSA

  • Um prédio na cidade de Caracas, onde denúncias sobre necessidades alimentares e médicas são utilizados no discurso político para justificar a entrada de assistência humanitária na Venezuela. No bairro de Cátia, oeste de Caracas, a equipa de reportagem da Lusa encontrou vários casos dramáticos. (ACOMPANHA TEXTO DE 11/02/2019). Caracas, 05 de fevereiro de 2019. NUNO VEIGA/LUSA

  • Crianças brincam na zona pobre de Coco Frio, no bairro de Cátia um dos mais populosos de Caracas, após almoçarem numa cantina social. Instalada na casa de uma habitante, este projeto pertence à associação "Alimenta la Solidariedad", que vive de donativos, especialmente de venezuelanos espalhados pelo mundo. O projeto tem já 27 cantinas sociais na capital e 85 em todo o país, dando almoço a 7500 crianças dos 2 aos 12 anos e envolvendo as mães como voluntárias. (ACOMPANHA TEXTO DE 14 DE FEVEREIRO DE 2019) Caracas, 13 de fevereiro de 2019. NUNO VEIGA/LUSA

  • Em vários pontos da cidade é comum ver-se pessoas a catar o lixo em busca de algo aproveitável, o que também acontece em Cátia, um dos maiores bairros da capital, Caracas. Só ali, vivem perto de três milhões de pessoas, já incluindo as favelas à volta. É um bairro popular, conhecido por ser um barómetro social do país, quando ali as coisas começam a mudar, todo o país muda. Denúncias sobre necessidades alimentares e médicas são utilizados no discurso político para justificar a entrada de assistência humanitária na Venezuela. No bairro de Cátia, oeste de Caracas, a equipa de reportagem da Lusa encontrou vários casos dramáticos. (ACOMPANHA TEXTO DE 11/02/2019). Caracas, 10 de fevereiro de 2019. NUNO VEIGA/LUSA

Artes

Raquel Loureiro apresenta livro em Alcácer do Sal

Apresentação acontece na sexta feira na Biblioteca de Alcácer do Sal

TDS Telefonia do Sul

Publicado

em

A Biblioteca Municipal de Alcácer do Sal acolhe no dia 24 de maio (sexta-feira), pelas 21h a apresentação do livro “A música que toca a alma” pela sua autora, a atriz, DJ e empresária Raquel Loureiro.

“A música que toca a alma”

A obra, a primeira de Raquel Loureiro, recupera a vida do seu pai, o Maestro José Duarte Loureiro, numa homenagem onde as palavras, simples e necessárias, estão impregnadas de sentimentos. Além de uma ode ao homem que viveu na música e fez da música a sua vida, o livro tem ainda um caráter solidário, pois parte da receita das vendas reverte para a Associação O Joãozinho – Um amigo para a vida, para ajudar as crianças da ala pediátrica do Hospital de São João.

Este evento, promovido pela Câmara Municipal de Alcácer do Sal e pela Biblioteca Municipal de Alcácer, reúne os apoios da Herdade da Barrosinha, Bentley, DosSantos, RL Lifestyle, Print&Cut e Fénix.

Continuar a ler
Publicidade
Acidentes5 horas atrás

Ciclista em estado grave após colisão com automóvel

Atletismo5 horas atrás

Circuito Fitness de Vila Nova de Stº André

Crime8 horas atrás

Tesoureiro da Santa Casa da Misericórdia de Ponte de Sor detido pela PJ

Autarquias13 horas atrás

Viana do Alentejo junta eleitos e nascidos em 1974

Crime14 horas atrás

PSP de Portalegre apreendeu arsenal de armas

Acidentes14 horas atrás

Acidente em Campo Maior com pesado

Crime15 horas atrás

Rio Tejo – Apreendidas 36 redes de pesca ilegal de meixão e enguias

Crime15 horas atrás

ASAE apreende 3 170 artigos em combate à contrafação

Agricultura15 horas atrás

Esporão vai andar ‘mais devagar’

Autarquias21 horas atrás

Bombeiros de Montemor o Novo com novas viaturas

Agricultura23 horas atrás

Investidores visitam Alqueva. Edia quer mostrar nova realidade criada pelo empreendimento e oportunidades de negócio.

Acidentes1 dia atrás

Despiste em S.Torpes(Sines) faz ferido ligeiro

Agenda1 dia atrás

Beja é Romana a partir de 5ª feira (vídeo)

Sociedade1 dia atrás

Principais impactes do Meo Sudoeste em livro. A TDS foi ouvir a população. (vídeo)

Vídeos incríveis1 dia atrás

Macacos tomam banho em piscina…para refrescar

Acidentes1 dia atrás

Ambulância em que morreram 2 socorristas não estava certificada

Música2 dias atrás

Cuba canta alentejano

Sociedade2 dias atrás

Conhece o pescador de Lampreias do Guadiana ? A TDS foi falar com ele.

Últimas2 dias atrás

Alterações às Leis Eleitorais

Música2 dias atrás

S.Martinho das Amoreiras recebe festival Terras Sem Sombra

Desportos2 dias atrás

Lusitano de Évora anuncia atleta para o Nacional de Futebol

Autarquias2 dias atrás

Requalificação do Centro Comunitário de Águas de Moura

Sociedade2 dias atrás

GNR sensibiliza 80 crianças sobre prevenção rodoviária

Sociedade2 dias atrás

O primeiro automóvel em Portugal em pintura

Sociedade2 dias atrás

Condicionamento de trânsito na A2 – Autoestrada do Sul

Notícia TDS2 meses atrás

Cidadão alemão denuncia arranque de sobreiros no Alentejo

Vídeos incríveis3 meses atrás

Beja não tem mar nem rio mas vai ter uma praia. Já a conhece?

Política2 meses atrás

Marido e mulher, pai e filha, irmãos e cunhados. Governo de Antº Costa tem de tudo.

Crime2 meses atrás

Aljustrel – Prisão preventiva por violência doméstica

Acidentes2 semanas atrás

As fotos e o video da ambulância que vitimou 2 socorristas da cruz vermelha de safara

Acidentes3 semanas atrás

Acidente faz um morto

Acidentes3 meses atrás

Acidente grave em Aljustrel. 2 jovens de 20 anos morrem ( com fotos )

Acidentes2 semanas atrás

Cavalo provoca acidente e mata mulher em Beja

Crime2 meses atrás

Homem detido em Vendas Novas por violência doméstica

Acidentes1 semana atrás

Acidente em Alcácer do Sal com 2 feridos graves

Últimas3 meses atrás

Homem de 49 anos morre após trator capotar em Odemira

Acidentes2 meses atrás

Touro à solta em Águas de Moura danificou 15 carros

Saúde3 meses atrás

Novo Hospital Central do Alentejo ‘nasce’ a 15 de Maio com entrega de documentação ao governo(imagens)

Sociedade2 meses atrás

Funeral de ‘Ti Mariana da Estação’ marcado por fortes emoções(veja vídeo)

Artes3 meses atrás

Nuno Veiga é fotojornalista é alentejano e é um dos melhores

Acidentes1 mês atrás

Camionista português morre em Badajoz

Acidentes2 semanas atrás

Despiste de ambulância mata 2 socorristas da Cruz Vermelha de Safara

Crime3 meses atrás

Homem detido por violar e engravidar menina de 13 anos, em Beja

Acidentes3 meses atrás

Acidente grave em Aljustrel com morte de 2 pessoas. Bombeiro conta o que viu. (com vídeo)

Acidentes2 meses atrás

Camião carregado de abóbora despista-se em Borba

Crime2 meses atrás

4 homens assaltam café na Landeira.

Acidentes2 meses atrás

Acidente no IP2. Casal e dois menores transportados para hopital Évora(fotos)

Crime2 meses atrás

4 detidos em fraude de 5 milhões em Beja, Évora, Setúbal e outros 6 distritos

Acidentes1 mês atrás

Acidente grave com 5 vítimas

Vídeos incríveis1 mês atrás

Romaria a Cavalo Moita-Viana do Alentejo (com vídeo)

Agricultura23 horas atrás

Investidores visitam Alqueva. Edia quer mostrar nova realidade criada pelo empreendimento e oportunidades de negócio.

Agenda1 dia atrás

Beja é Romana a partir de 5ª feira (vídeo)

Sociedade1 dia atrás

Principais impactes do Meo Sudoeste em livro. A TDS foi ouvir a população. (vídeo)

Vídeos incríveis1 dia atrás

Macacos tomam banho em piscina…para refrescar

Música2 dias atrás

Cuba canta alentejano

Sociedade2 dias atrás

Conhece o pescador de Lampreias do Guadiana ? A TDS foi falar com ele.

Agenda2 dias atrás

Santa Catarina (Alcácer do Sal) em festa. Veja programação

Futebol5 dias atrás

Benfiquista faz 200kms de bicicleta para ir à festa do título (vídeo/fotos)

Vídeos incríveis6 dias atrás

O Cristo Rei é sexagenário. Faz hoje 60 anos.

Música7 dias atrás

Monda em concerto para apresentar cal

Últimas1 semana atrás

Cheias, sismo, acidentes e incêndios no Cascade’19

Sociedade1 semana atrás

Bombeiros de Elvas salvam 3 gatos bebés durante incêndio (vídeo)

Desportos1 semana atrás

A festa do Vit.Setúbal no relvado (vídeo)

Últimas2 semanas atrás

Peregrino espanhol ‘retrata’ Cristo pelas estradas

Política2 semanas atrás

Jerónimo Sousa está hoje no distrito de Évora(vídeo)

Artes2 semanas atrás

Dia da Festa do Azulejo em Beja

Desportos2 semanas atrás

Campeão de Portalegre recusa jogar no Nacional(vídeo)

Artes2 semanas atrás

Sugestão para hoje: Striptease em Aljustrel (vídeo)

Sociedade3 semanas atrás

Protesto por melhores estradas no Baixo Alentejo(c vídeo)

Acidentes3 semanas atrás

Choque entre pesados sem vítimas

Desportos4 semanas atrás

Alvaladense é campeão do Inatel de Beja

Sociedade4 semanas atrás

19ªRomaria chegou a Viana do Alentejo

Viagens4 semanas atrás

Os Anjos do Seixal ao Alandroal (vídeo)

Agricultura4 semanas atrás

Capoulas anuncia nova linha de crédito e novos apoios para o regadio.(vídeo)

Política4 semanas atrás

Ovibeja faz falta para o país diz Rio

Publicidade

Top

TDS Peça Orçamento