Últimas:
Número de consumidores que reclama sobe 80%. – TDS Radio e Televisão do Sul
Siga-nos

Sociedade

Número de consumidores que reclama sobe 80%.

Veja os resultados do estudo.

Publicado

em

Os consumidores estão mais atentos, exigentes e mais informados dos seus direitos

Reclamar é uma prática que tem vindo a crescer entre a sociedade de consumo.

Em quatro anos, o número de pessoas que efetuou uma reclamação subiu de 49% para 80%, revela um estudo realizado pelo Portal da Queixa por ocasião do seu 13º aniversário, intitulado “O Perfil do Consumidor Atual”.

A maior rede social de consumidores de Portugal continua a ser o canal preferido dos portugueses na hora de reclamar e de pesquisar antes de comprar.

De acordo com os resultados do estudo O Perfil do Consumidor Atual, conduzido pelo Portal da Queixa, a esmagadora maioria dos consumidores liga-se à internet a partir de casa (90.1%), sendo que, o computador é o dispositivo mais usado pelos portugueses para aceder à internet (74.3%).

Pesquisar nos motores de busca é principal atividade realizada online pelos inquiridos (81.5%), segue-se a navegação nas redes sociais (61.4%) e comprar online é a ação eleita para 57.7% dos participantes.

Os dados permitem evidenciar uma alteração no comportamento do consumidor – mais atento, consciente e informado – nomeadamente, quando admite que a opinião de outros consumidores influencia na decisão de compra.

No que se refere ao sentido da reclamação, também há mudanças: encara não só como direito ou dever, mas sobretudo, como um alerta para outros consumidores e como uma oportunidade de melhoria para as marcas. Outra novidade a destacar no perfil do novo consumidor é a importância que é atribuída à reputação, como o principal indicador que lhe transmite confiança sobre uma marca, e não a notoriedade que esta possa ter.

A destacar entre as principais conclusões do estudo: o número de portugueses que já efetuou uma reclamação dispara para 80% (2022), face aos 49% apurados em 2018. Mais de 57% admite que fazer compras é principal atividade realizada online.

A opinião de outros consumidores pesa mais de 70% na decisão de compra. Mais de 85% dos inquiridos elege a reputação como principal fator de confiança numa marca. O Portal da Queixa é o principal canal escolhido pelos consumidores para efetuar uma reclamação (65,1%), e as associações de consumidores, como por exemplo a DECO, é eleita por apenas 24,4%. Mais de 60% refere consultar o Portal da Queixa no momento da decisão de compra e a maioria dos inquiridos aponta o Portal da Queixa como o canal mais eficaz para resolver uma reclamação.

O poder de influência que antes estava na posse das marcas, está hoje, decididamente nas mãos dos consumidores. São estes que decidem quem são as marcas mais recomendadas e de que forma são valorizadas no mercado. Ser reconhecido já não basta para convencer. Agora, é igualmente necessário provar que a experiência está de acordo com as expectativas, pois a transparência fala mais alto no momento da compra. É hora de as marcas acordarem, para a realidade do poder de influência das massas.“, analisa Pedro Lourenço, fundador do Portal da Queixa.

As perguntas e os resultados:

1. De que local se liga à internet?
Casa: 90.1%
Trabalho: 33.1%
Transportes Públicos: 4.1%
Hotspots Públicos | WiFi (hotel, café, etc.): 9.7%
Outro: 4.3%

2. Qual o dispositivo que usa geralmente para aceder à internet?
Telemóvel: 70.8%
Computador: 74.3%
Tablet: 12.6%
Smart TV: 6.2%
Outro: 0.5%

3. Que tipo de atividades realiza online?
Pesquisa nos motores de busca: 81.5%
Navegar Redes Sociais: 61.4%
Compras Online: 57.7%
Aceder ao homebanking: 55.9%
Jogar Online: 19.1%
Ouvir Música: 39.7%
Ver filmes, séries ou vídeos (ex.: YouTube): 27.6%
Atividades Profissionais (em trabalho): 42%
Atividades Académicas (em período escolar): 9.9%
Outra: 5.5%

4. Alguma vez necessitou de efetuar uma reclamação?
Sim: 80% — Sim: 49% (2018)
Não: 20% — Não: 14% (2018)

5. Qual o canal / meio que utilizou para reclamar?
Portal da Queixa: 65.1%
Diretamente nos canais da marca / entidade: 48.8%
Livro de Reclamações: 48.8%
DECO ou associações similares: 24.4%
Autoridades: 15.7%
Outra: 3.6%

6. Qual o que considera mais eficaz para resolver a sua reclamação?
Portal da Queixa: 50.8%
Diretamente nos canais da marca / entidade: 25.4%
Livro de Reclamações: 30%
DECO ou associações similares: 16.9%
Autoridades: 15.6%
Outra: 10.5%

7. Qual o que voltaria a utilizar para reclamar?
Portal da Queixa: 50.8%
Diretamente nos canais da marca / entidade: 16.3%
Livro de Reclamações: 17.1%
DECO ou associações similares: 6.7%
Autoridades: 6%
Outra: 3.1%

8. Considera que reclamar faz sentido?
Sim, pois ajuda as marcas a melhorar os seus serviços: 59.8%
Sim, porque permite alertar outros consumidores: 54.7%
Sim, é um direito e um dever: 58.2%
Não, pois não tem consequências: 6.1%
Outra: 1.6%

9. O que considera mais importante no momento de decisão de compra?
Opinião de outros consumidores: 72.1%
Reputação da Marca: 54.1%
Número de Reclamações: 53.2%
Outra: 3.1%

10. O que lhe transmite mais confiança numa marca?
A sua Reputação: 85.6%
A sua Notoriedade: 14.4%

11. Consulta o Portal da Queixa antes de tomar uma decisão de compra?
Sim: 60.8%
Não: 39.2%

O estudo contou com um universo de cerca de 5.000 participantes e foi elaborado ao longo do mês de maio. Responderam ao inquérito online pessoas com idades compreendidas entre os 18 anos e maiores de 65 anos.

Respostas do género masculino correspondem a uma fatia de 57.3%, do género feminino (42.1%) e outros (0.6%).

Música

MAIO 7LUAS BAND (Cabo Verde) esta sexta em Montemor o Novo

Na Praça de Touros com estrada livre.

Publicado

em

Montemor o Novo, esta sexta feira com entrada gratuita

“Festival Sete Sóis Sete Luas”

Na sexta-feira, 12 de agosto, às 21h30, na Praça de Touros de Montemor-o-Novo, recebemos a MAIO 7LUAS BAND (Cabo Verde).

A iniciativa no âmbito do Festival Sete Sóis Sete Luas, e que integra também o Fora de Cena Alentejo Central e a MIF Mostra Internacional de Folclore de Montemor, é de entrada gratuita.

Esta produção original do Festival Sete Sóis Sete Luas conta com a participação de alguns dos mais prestigiados músicos do Maio, uma das ilhas mais periféricas do arquipélago de Cabo Verde.

O repertório do grupo aposta em temas criados por compositores da ilha e defende por isso a tradição musical do Maio, utilizando o crioulo, que confere aos temas uma emoção especial.

Os músicos, Tote Xinoca na voz e cavaquinho, o Tó no baixo, o Mauro no piano e cavaquinho foram dirigidos musicalmente pelos mestres José Peixoto e José Barros (Portugal) no âmbito do projeto de cooperação promovido pelo Festival SSSL.

Special guests: o conhecido compositor e músico da ilha do Maio Tibau Tavares e o conceituado baterista português André Sousa Machado, que já trabalhou com os mais conhecidos artistas portugueses como Rão Kyao, Mário Laginha, Sérgio Godinho, Vitorino e Orquestra do Hot Clube de Portugal.

O repertório da Maio7LuasBand harmoniza músicas tradicionais, composições originais e novos arranjos inspirados na cultura da pequena ilha do Maio.

Continuar a ler

Agenda

Teatro e música nas “Noites na Fonte” em Águas de Moura

A 9 e 10 de setembro, as melhores noites são passadas junto à Fonte Centenária

Publicado

em

Teatro e música

 “Noites na Fonte” em Águas de Moura

A 9 e 10 de setembro, as melhores noites são passadas junto à Fonte Centenária de Águas de Moura, em mais uma edição das “Noites na Fonte”.

Teatro, com os espetáculos “Garreia Caramela”, pelo Teatro Sem Dono, e “Ti Miséria”, pelo Teatro O Bando, e música, com os concertos da Orquestra de Guitarras da Sociedade de Instrução Musical de Quinta do Anjo e da banda Paper Hearts, são as propostas para animar as noites de verão em Águas de Moura, com entrada gratuita.

As “Noites na Fonte” são organizadas pela Câmara Municipal de Palmela com a União das Freguesias de Poceirão e Marateca e o Movimento Associativo local. Mais informações: 935 321 218.

Programa

9 setembro

21h30

Garreia Caramela – Teatro de Robertos

Pela Associação Teatro Sem Dono

Destinatários: M/3

22h30

Concerto com a Orquestra de Guitarras da Sociedade de Instrução Musical de Quinta do Anjo

10 setembro 

21h30

Ti Miséria

Pelo Teatro O Bando

Sinopse: «Ela amassa o tempo da mesma forma que amassa os seus bolos, os seus bolinhos. Paula Só interpreta esta personagem extraordinária, que nasceu em 1986, no espetáculo “Nós de Um Segredo” (conto tradicional galego), mas não tem 36 anos…tem 120. A Ti Miséria queixava-se que lhe subiam à nogueira e lhe roubavam as nozes, o seu único tesouro, mas um dia descobriu uma maneira de isso não voltar a acontecer. Descobriu também uma maneira de enganar a morte e, por isso, continua a aquecer o forno e a cozinhar os seus bolos, porque ela nunca a virá buscar. Ti Miséria valeu a Paula Só o prémio de melhor interpretação, atribuído pela Associação Portuguesa de Críticos de Teatro, e encontra-se agora novamente em itinerância.

Criação: Teatro O Bando

Com: Paula Só

Destinatários: M/6

22h30 Concerto com Paper Hearts

Continuar a ler

Agenda

Mostra Int. de Folclore de Montemor o Novo.(entrevista)

Entrevista de Sónia Soares a Olímpio Galvão, presidente da C.M. de Montemor o Novo

Publicado

em

Montemor o Novo…já a decorrer

Mostra Internacional de Folclore

A Mostra Internacional de Folclore de Montemor-o-Novo 2022 está a decorrer mas neste fim de semana é que vai ter o seu ponto alto.

O seu início foi no passado dia 9 e decorre até dia 13, próximo domingo.

Montemor o Novo volta a trazer o mundo ao Alentejo.

Veja a entrevista de Sónia Soares ao presidente da autarquia.

Continuar a ler

ÚLTIMAS

Facebook

x
error: O conteúdo está protegido!!