Siga-nos

Sociedade

Novo programa quer colocar os reclusos de Pinheiro da Cruz a trabalhar na agricultura

Breaking Bars Farm, quer valorizar os reclusos no meio agrícola. Projeto custa mais de 100 mil €.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Foto: arquivo

Breaking Bars Farm, o mais recente ‘Título de Impacto Social’ aprovado pela Portugal Inovação Social.

Trata-se de um projeto de sustentabilidade que une agricultura, empregabilidade e capacitação de pessoas em situação de reclusão no Estabelecimento Prisional de Pinheiro da Cruz, em Grândola.

O projeto, que será implementado pela Associação Sapana, irá desenvolver um programa direcionado à valorização dos reclusos e à promoção da sua integração social e laboral, através da aquisição de competências na área agrícola.

O projeto será desenvolvido ao longo de três anos, entre outubro de 2019 e setembro de 2022, e o financiamento aprovado de 104.859,37€ será pago em função dos resultados alcançados.

Neste caso, os resultados sociais contratualizados que o projeto Breaking Bars Farm se propõe alcançar referem-se à criação de um projeto de vida para o período pós-saída do Estabelecimento Prisional e a integração no mercado de trabalho (autoemprego ou trabalho por conta de outrem) para 30% (6 em 20) dos destinatários finais (reclusos/ex-reclusos), até 1 ano após a saída/libertação.

Se estes resultados forem atingidos, o investidor social que financiou integralmente o projeto, que neste caso é a Apps4mobility International, Lda, será totalmente reembolsado.

Este projeto foi previamente validado pela Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais, entidade responsável pela política pública setorial, que acompanhará a execução deste projeto experimental até ao fim.

Continuar a ler
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

avatar
700

Gastronomia

Quinzena Eno-Gastronómica em 14 restaurantes de Portalegre

Poderão ser degustados os sabores tradicionais da região, acompanhados na ementa dos mais variados néctares, brancos, tintos e reserva, que ilustram o carácter único das vinhas velhas da Serra de S. Mamede.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

A Câmara Municipal de Portalegre organiza, de 16 a 30 de novembro, uma quinzena Eno-Gastronómica, com o objetivo de divulgar os estabelecimentos de restauração do concelho e de os incentivar a terem, nas suas ementas, os excelentes Vinhos de Portalegre.

A este desafio, responderam positivamente 14 restaurantes (12 da cidade e 2 de freguesias rurais), onde poderão ser degustados os sabores tradicionais da região, acompanhados na ementa dos mais variados néctares, brancos, tintos e reserva, que ilustram o carácter único das vinhas velhas da Serra de S. Mamede.

Esta semana é mais uma oportunidade, para os habitantes do concelho e os muitos turistas que nos visitam, de desfrutar de dois dos patrimónios imateriais mais ricos de Portalegre: a gastronomia, única, saborosa e com o caráter milenar dos seus pratos especiais, e os seus vinhos, diversos e com o sabor resultante das castas que crescem e desabrocham no nosso “terroir” muito especial.

A quinzena Eno-Gastronómica culmina no fim-de-semana de 29 e 30 de novembro, dias em que decorrerá, no Mercado Municipal, a Feira Vinhos, Cores & Sabores – Vinhos do Norte Alentejo, mais uma oportunidade para experimentar a originalidade e o caráter único dos vinhos da nossa região.

 

Continuar a ler
Publicidade

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

OUTRAS NOTÍCIAS

Categorias

Comentários

ARQUIVO

CALENDÀRIO

Novembro 2019
S T Q Q S S D
« Out    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

Top

Copyright © 2019 TDS - Rádio e Televisão do Sul