Últimas:
Morreu o maior cão do mundo – TDS Radio e Televisão do Sul
Siga-nos
blank

Sociedade

Morreu o maior cão do mundo

Tinha mais de 2,26 metros de altura

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Freddy era o mais pequeno da ninhada.

“O maior cão do mundo morreu aos oito anos.”

Freddy, que alcançava mais de 2,26 metros de altura ao colocar-se de pé, vivia em em Essex, na Inglaterra, e tinha também conquistado em maio de 2020, o seu segundo recorde mundial, quando completou 8 anos, tornando-se também no dogue alemão mais velho do mundo. O animal tinha entrado no Guiness World Records em 2016.

“Ele não era apenas o cão mais alto, mas o cão com mais amor e maior coração. Era a minha vida”, lamentou a dona, Claire Stoneman, citada pela imprensa britânica.

A família gastava cerca de 500 libras por mês, mais de 565 euros, na alimentação do animal – que incluía ração, carne picada, frango assado e algumas guloseimas.

Também fonte da organização do Guiness World Records já lamentou a partida de Freddy, que media cerca de 1,04 metros desde a pata à zona da cernelha.

O cão mais alto já registado pelo Guinness World Records em quatro patas foi Zeus do Michigan, EUA, que tinha 1,11 metros, em 2011. O animal, que era também um dogue alemão, morreu dois meses antes de completar 6 anos.

Continuar a ler
Publicidade

Justiça

Juiz Ivo Rosa levanta arresto da propriedade da ex mulher de Sócrates, em Montemor o Novo.

Em causa o Monte das Margaridas propriedade de Sofia Fava.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Arresto levantado ao Monte das Margaridas, em Montemor-o-Novo.

” Operação Marquês “

No despacho instrutório, proferido na sexta-feira, o juiz Ivo Rosa ordenou o levantamento imediato do arresto de vários bens imóveis dos arguidos, designadamente o Monte das Margaridas, em Montemor-o-Novo, adquirido pela ex-mulher de Sócrates Sofia Fava.

“Tendo em conta a decisão de não pronúncia relativamente aos crimes ora em causa, quanto aos saldos bancários apreendidos e bens imóveis arrestados, verifica-se que não existem indícios que as quantias e bens imóveis em causa são produto dos crimes de corrupção passiva de titular de cargo político imputados ao arguido José Sócrates”, lê-se no despacho.

Continuar a ler

x
error: O conteúdo está protegido!!